Quais as orientações/projetos e espaços de atuação presentes na psicologia?

Track and organize your meetings within your company

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Quais as orientações/projetos e espaços de atuação presentes na psicologia? por Mind Map: Quais as orientações/projetos e espaços de atuação presentes na psicologia?

1. EXPERIÊNCIA IMEDIATA

1.1. AUTOR: Wilhelm Wundt (1832-1920)

1.2. MÉTODO: Experimento introspecção; Observação.

1.3. OBJETO: Experiencia imediata e objetos psíquicos (linguagem, religião, mitos e costumes).

1.4. INFLUÊNCIAS: EMPIRISMO- afirma que o conhecimento vem apenas, ou principalmente da experiência sensorial. John Locke (1632-1704). VOLUNTARISMO- a mente é capaz de organizar o conteúdo mental em processos de pensamentos de nível mais elevado. PARALELISMO PSICOFÍSICO- doutrina acerca do problema mente-corpo, vem das filosofias de Spinoza (1632-1677) e Leibniz (1646-1716). ASSOCIANISMO- a associação de ideias é o mecanismo fundador da dinâmica psíquica.

1.5. PROBLEMAS-CHAVE: Experiência consciente subjetiva que um sujeito tem da realidade, no exato momento em que este acesso a realidade é direto, intuitivo, independente das características constitutivas do sujeito e sem auxílio de construtos auxiliares.Uma psicologia somente acadêmica e controvérsias sobre sua funcionalidade quando em grupo.

2. FUNCIONALISMO (Séc XIX/XX)

2.1. AUTORES: Willian James (1842-1910) com o livro "Os princípios da Psicologia"; John Dewey (1859-1952).

2.1.1. Edward Titchener (1867-1927), responsável pelo batismo da Psicologia Funcionalista em 1898, ao tentar diferenciá-la de sua psicologia, a estrutural, supostamente mais objetiva e oficial.

2.2. MÉTODO: Introspecção e comparativo.

2.3. OBJETO: Experiência imediata, mitos e processos mentais superiores.

2.4. INFLUÊNCIAS: O funcionalismo sofreu influência de alguns movimentos, são eles: Teoria da evolução de Darwin; Pragmatismo; Modelo de adaptação de James (1890); Teoria de inteligência de Dewey (1910).

2.5. PROBLEMAS-CHAVE: Uma Psicologia assistemática, interessada na adaptação, evolução e variação das atividades mentais. Intenta estudar a adaptação do organismo a seu meio ambiente através da sua experiência; Dualismo entre um sujeito conhecedor e os objetos a serem conhecidos, postulados como entidades naturais, e dados previamente à tarefa do conhecimento; Ambiguidade em sua noção central, a de função.

2.6. ÁREA DE ATUAÇÃO ATUAL: Centros acadêmicos e Behaviorismo.

3. GESTALTISMO

3.1. AUTORES: Wolfgang Kohler (1887-1967); Max Wertheimer (1880-1943); Kurt Koffka (1886-1941).

3.2. MÉTODO: Comportamental.

3.3. OBJETO: Percepção e experiência total.

3.4. INFLUÊNCIAS: TRATADO SOBRE ELETRICIDADE E MAGNETISMO. James Clerk Maxwell (1831-1879). PSICANÁLISE- Perls (1893-1970).

3.5. PROBLEMAS-CHAVE: Investiga a experiência psicológica tomando como referência não a noção de sensação, mas sim aquilo que aparece tal e qual aparece na experiência perceptiva do sujeito ingênuo, ou seja, a tarefa da psicologia é dar conta da percepção tal como é vivenciada por cada um de nós; Afastamento dos autores. Suposta causa da dispersão e declineo do gestaltismo no sec XX.

3.6. ÁREAS DE ATUAÇÃO ATUAL: Psicologia Social; Teoria de campo- que ajudou no desenvolvimento da dinâmica de grupo e para as pesquisas na área de motivação social. Kurt Lewin (1890-1947); Teoria do equilíbrio. Fritz Heider (1896-1988); Teoria da dissonância. Leon Festinger (1919-1989).

4. PSICOLOGIA SOCIAL (Séc XX)

4.1. AUTORES: Kurt Lewin (1890-1947), considerado por muitos autores como fundador da Psicologia Social.

4.2. MÉTODO: Descritivo e experimental-positivista.

4.3. OBJETO: Integração social, interdependência entre os indivíduos e o encontro social.

4.4. INFLUÊNCIAS: Correntes sociológicas influenciaras por Mead, etnometodologia de Garfinkel e a sociologia do conhecimento, principalmente nas formulações de Berger e Luckman, 1966.

4.5. PROBLEMA-CHAVE: Estudo cientifico de como as pessoas pensam, influenciam e se relacionam. Algumas questões principais: Como construímos o nosso mundo social; Como nossa intuição nos ajuda. "Nosso principal interesse como psicólogos sociais não é o que faz indivíduos diferirem uns dos outros. É, mais aproximadamente, o aspecto da interação entre as pessoas e seu ambiente social, pequeno ou grande, que contribui para o compartilhamento social de comportamentos e experiências, e o sentido dado a ambos." (Introducing Social Psychology -1978. Henry Tajfel e Colin Fraser).

4.6. ÁREAS DE ATUAÇÃO ATUAL: Psicologias comunitária, discursiva e política.

5. BEHAVIORISMO

5.1. AUTORES: John Broadus Watson (1878-1958), Behaviorismo Metodológico; Ivan Pavlov (1849-1936); B. F. Skinner (1904-1990), Behaviorismo Radical.

5.1.1. Watson- Comportamento respondente: Todo comportamento que é involuntário, que acontece mediante as contingências. Ele se dá através de uma mudança ambiental, ou seja, uma mudança que leva a um comportamento específico. Piscar os olhos na presença de alguma partícula de sujeira ou cisco nos olhos é um comportamento respondente, há um estimulo/resposta e é incondicionado (não aprendido).

5.1.2. Skinner- Comportamento Operane: é um comportamento voluntário e que opera nas contingências. Ele é aquele comportamento (R) que gera uma consequência (S) e essa consequência reforça ou enfraquece o comportamento que o gerou.

5.2. MÉTODO: Comportamental Introspectivo; Observacional.

5.3. OBJETO: Comportamento.

5.4. INFLUÊNCIAS: RELAÇÕES FUNCIONAIS. Mach e Skinner; René Descartes (1595-1650); Auguste Comte (1798-1857).

5.5. PROBLEMAS-CHAVE: Possível ciência do comportamento. Busca explicações para o comportamento através de observação.

5.6. ÁREAS DE ATUAÇÃO ATUAL: Áreas da educação, área clínica e empresarial.

6. PSICANÁLISE (1895)

6.1. AUTOR: Sigmund Freud (1856-1939)

6.2. MÉTODO: Interpretativo e Psicanalítico.

6.3. OBJETO: Psicopatologia.

6.4. INFLUÊNCIAS: Influências filosóficas a respeito do fenômeno psicológico inconsciente; As primeiras ideias sobre a psicopatologia; A teoria da evolução.

6.5. PROBLEMAS-CHAVE: Interpretação, por um psicanalista, dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de um indivíduo, com base na associações livres; No psiquismo tudo possui um sentido latente, de acordo com Freud.

6.6. ÁREAS DE ATUAÇÃO ATUAL: Clínica e tem grande influência na educação.

7. Érika Carvalho Rodrigues Metrícula:170500245 Turna: P1111