Paradigms of Public Administration (Henri, 1975)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Paradigms of Public Administration (Henri, 1975) por Mind Map: Paradigms of Public Administration (Henri, 1975)

1. Paradigma 5: AP como AP: 1970 ---

1.1. os administradores públicos têm estado cada vez mais preocupados com as áreas inexplicáveis ​​da ciência política, economia política, processo de elaboração de políticas públicas e sua análise, e a medição de saídas políticas

1.2. Paradigma Institucionalizante 5: Para Autonomia Curricular

1.3. Os programas normalmente ainda estão alojados em departamentos de ciências políticas,

1.4. A ciência administrativa é reflexivo da primeira administração pública que foi fundada sobre a noção de certos princípios administrativos imutáveis

1.5. AP deve emprestar redefinindo seu próprio termo para o conceito de público interesse da ciência política e sintetizar conceito com as metodologias e burocracia foco existente na ciência administrativa.

1.6. A tendência institucional em público administração parece estar indo na direção de estabelecer escolas separadas de público assuntos e departamentos separados de administração pública

2. Paradigma 4; AP como ciência administrativa (1956-1970)

2.1. AP

2.1.1. Oferece técnicas que exigem uma especialização

2.2. 1956 foi fundada o jornal de ciência administrativa

2.3. Henderson

2.3.1. Organização deve ser o foco global de administração pública

3. Paradigma 3: Administração pública como ciência política, 1950-1970

3.1. Administradores criados em departamentos de ciências políticas.

3.2. Resultou em uma burocracia governamental

3.3. Visou restabelecer os vínculos entre AP e ciência política

3.4. 5% dos artigos poderiam ser incluídos na "burocracia política"

4. Paradigma 2: Os princípios da administração (1927 - 1937)

4.1. (Willoubhby, 1927)

4.1.1. Segundo texto completo no campo

4.2. Era alta a demanda de administradores públicos nas décadas de 1930 e início da 1940

4.3. Gulick e Urwick

4.4. O desafio (1938 -1950)

4.4.1. 1938: Bernand

4.4.1.1. Política e administra nunca poderiam ser separadas

4.4.1.2. Os princípios eram inconsistentes

4.4.2. 1946-1947 - Waldo e Dahl

4.4.2.1. Validade dos princípios

4.4.3. 1947 Simon

4.4.3.1. Todo princípio haveria uma contra-princípio

4.4.4. Meados do séculos os dois pilares foram derrubados

4.4.4.1. A AP possuia uma identidade epistemológica distinta.

4.5. A reação ao desafio ( 1947 -1950 )

4.5.1. Simon

4.5.1.1. um novo paradigma: deve haver dois administradores públicos que trabalharam em harmonia e estimulação intelectual recíproca.

4.5.1.2. Rejeitou muitos estudiosos da AP e das ciências polícitas

4.5.1.3. Ciência política: estradas e saídas do processo

4.5.1.3.1. pressões

4.5.1.3.2. Em troca da politica social

4.5.1.4. AP considerou políticas públicas como "caixa negra" do processo

5. Paradigma 1. 1900-1926

5.1. Goodnow

5.1.1. Duas funções distintas de governo

5.1.1.1. Politica

5.1.1.1.1. Políticas ou expressões de Estado

5.1.1.2. Administração

5.1.1.2.1. Execução destas políticas

5.1.2. Administração pública deve centralizar a burocracia do governo.

5.1.3. Professores conheceu como

5.1.3.1. Política

5.1.3.2. Administração da dicotomia

5.2. Nesta época a administração pública recebeu as primeiras atenções escolares

5.2.1. resultou no movimento "public service"

5.2.1.1. Universidades amercaianas

5.3. 1914 (Comitee on Instruction in Governemet of the American Political Science Association)

5.3.1. AP

5.3.1.1. Treinamento para a cidadania

5.3.1.2. Preparação profissional

5.3.1.3. Preparação especialistas em cargos governamentais

5.4. Era claro que era um subcampo da ciência polítca

5.4.1. Departamentos foram criados em universidades para treinar administradores

5.5. Legitimidade acadêmica na década de 20

5.5.1. White (1926)

5.5.1.1. Primeiro livro didático dedicado

5.5.1.2. Refletiu sobre o campo geral da política,

5.5.1.3. A Política não deve administrar e a gestão se presta ao estudo científico

5.5.1.4. A AP é capaz de se tornar uma ciência "livre de valor"

5.6. O resultado do paradigma 1 foi fortalecer a noção da dicotomia entre política/administração

5.6.1. tudo que é público serão examinados no executivo

5.6.2. Enquanto o estudo científica foram deixados para os políticos.

5.6.3. Administradores ensinam a teoria da organização, orçamento e pessoal

5.6.4. Cientistas político ensinam tudo

6. Objetivos

6.1. 4 paradigmas

6.2. Especular o que AP virá a sera

6.3. Autonomia da AP