Estudo de Caso do UNIX

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Estudo de Caso do UNIX por Mind Map: Estudo de Caso do UNIX

1. Diretórios

1.1. Armazena o nome dos arquivos

1.2. Atalhos Físicos

1.2.1. Entradas que compartilham o mesmo número de nodo-i, comando ln

1.3. Atalhos Simbólicos

1.3.1. Conteudo é o caminho para o destino, comando ln -s

2. Caracteristicas

2.1. Interativo

2.2. Gerenciadores de Janelas

2.3. Multitarefa, multiusuario

2.4. Um usuário pode executar vários comandos ao mesmo tempo, com interação (foreground) ou sem interação (background)

2.5. Prioridades e Filas de Acesso

2.6. Politicas e mecanismos de seguranca, suporte a varios sitemas de arquivos

3. Comandos

3.1. Troca usuario: su

3.2. Manipulacao de Diretorios:pwd, cd, ls, mkdir, rmdir

3.3. Manipulação de arquivos: mv, cp, rm, cat, more, head, tail

3.4. Permissões de acesso a arquivos: CHMOD,e UMASK

4. Redirecionamento de E/S

4.1. 0:Stdin->teclado 1:Stdout->monitor 2:Stderr->monitor

4.2. printf(entrada) e scanf(saida)

4.3. > subescreve >> concatena &> log 1> igual > 2> mensagens de erro

5. Sistema de Arquivos

5.1. Setor de inicializacao

5.2. Superbloco

5.3. Mapa de bits de nodos-i

5.4. Mapa de bits de zonas

5.5. Lista de nodos-i (i-list)

5.6. Blocos de dados (ou zonas)

5.7. Nodos-i e zonas

5.7.1. Arquivos sao associados a nodos-i (armazena todas informacoes menos o nome)

5.7.2. Nodos-i sao mantidos em i-list (tamanho pre definido)

5.7.3. Mapa de bits indica posicoes livres ou nao

5.7.4. A área do disco é alocada para os arquivos em zonas (agrupamentos de setores)

6. Gerência de Processos

6.1. fork(): Duplica processo atual

6.2. exec(): Substitui imagem do processo atual

6.3. wait(): Processo pai espera pela execução do filho

6.4. exit() encerra processo

7. Entrada e Saída

7.1. Open(), Read(), Write(), Close()

7.2. byte streams

7.3. Arquivos especiais no diretório /dev

7.4. Major device number(decidir qual driver processará o acesso ) e Minor device number (passado para o driver para que ele saiba sobre qual dispositivo deverá atuar)

7.5. Dispositivos orientados a bloco ou a caracter

8. IPC

8.1. Dutos

8.1.1. iniciar um processo e ou capturar a sua saída ou fornecer uma entrada para ele (FILE *popen,pclose)

8.2. Mensagens

8.2.1. processos enviem mensagens para filas de mensagens e recebam mensagens destas filas (msgget, msgctl)

8.3. Semáforos

8.3.1. bloquear processos para implementar seções críticas seguras(semget, semctl)

8.4. Memória Compartilhada

8.4.1. Permite que 2 ou mais processos acessem uma área de memória compartilhada (shmget, shmctl)

8.5. Sinais de Sincronização

8.5.1. avisar um processo da ocorrência de eventos específicos (signal, kill e pause)

8.6. Morte do Filho

8.6.1. Permite que o processo-pai receba informações sobre o fim da execução do processo-filho (wait, waitpid, exit)

8.6.2. Deve ser executado pelo processo-pai

8.7. Rastreamento de Processos

8.7.1. depuradores que podem suspender a execução do processo rastreado, bem como inspecionar e alterar o valor de suas variáveis (ptrace)