Gestão de Materiais - Conceitos e Classificação

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Gestão de Materiais - Conceitos e Classificação por Mind Map: Gestão de Materiais - Conceitos e Classificação

1. Recursos

1.1. Tangíveis ou corpóreos

1.1.1. Recursos materiais

1.1.1.1. Recurso em Sentido Estrito - NÃO PERMANENTE

1.1.1.2. Recurso Patrimonial - PERMANENTE

1.2. Intangíveis ou incorpóreos

2. Atividades

2.1. Gestão dos Centros de Distribuição

2.1.1. Recebimento, armazenagem, distribuição, movimentação.

2.2. Gestão de Estoque

2.2.1. Custos, previsões, reposição, inventários, indicadores.

2.3. Gestão de Compras

2.3.1. Fornecedores, preços, negociação, licitação, compras diretas, pedidos, liquidação.

2.4. Gestão de Recursos Patrimoniais

2.4.1. Tombamento, desfaziamento, guarda, conservação, inventários, depreciação.

3. Steakholders

3.1. Cúpula da Organização

3.1.1. Política de Gestão

3.2. R.H

3.2.1. Provê pessoal

3.3. Informática

3.3.1. Provê tecnologia de informação

3.4. Clientes Internos

3.4.1. Demandantes e usuários de materiais

3.5. Orçamento

3.5.1. Provisão dos recursos

3.6. Financeiro

3.6.1. Controle de despesas

3.7. Instância Jurídica

3.7.1. Licitações, dispensas, inexigibilidade

3.8. Auditoria Interna

3.8.1. Verificação de rotinas e atos administrativos

4. SISG

4.1. Organização das atividades de gestão de materiais da adm direta.

4.2. SIASG

4.2.1. CATMAT

4.2.1.1. Catálogo de Materiais

4.2.2. CATSER

4.2.2.1. Catálogo de Serviços

4.2.3. COMUNICA

4.2.3.1. Sistema de Comunicação

4.2.4. SICAF

4.2.4.1. Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores

4.2.5. SICON

4.2.5.1. Sistema de Gestão de Contratos

4.2.6. SIDEC

4.2.6.1. Sistema de Divulgação de Compras

4.2.7. SISME

4.2.7.1. Sistema de Minuta de Empenho

4.2.8. SISPP

4.2.8.1. Sistema de Preços Praticados

4.2.9. SISRP

4.2.9.1. Sistema de Registros de Preços

5. Atributos da Classificação

5.1. Abrangência

5.1.1. Caracterização

5.2. Flexibilidade

5.2.1. Comunicação com outras classificações

5.3. Praticidade

5.3.1. Simplicidade e assertividade

6. Etapas da Classificação

6.1. Catalogação

6.1.1. Estoque geral

6.2. Simplificação

6.2.1. Agrupar materiais de mesma utilidade

6.3. Identificação (especificação)

6.3.1. Descrever

6.4. Normalização

6.4.1. ABNT

6.5. Padronização

6.5.1. Uniformização do emprego e tipo de material

6.6. Codificação

6.6.1. Atribuir código único

7. Tipos de Classificação

7.1. Fazer (verticalização) ou Comprar (horizontalização)

7.1.1. A serem produzidos

7.1.2. A serem adquiridos

7.1.3. A serem recondicionados

7.1.4. A serem produzidos ou adquiridos

7.2. Demanda

7.2.1. De estoque - previsibilidade

7.2.2. Não-de-estoque - imprevisivilidade

7.3. Aplicação

7.3.1. Matéria-prima - incorpora fisicamente

7.3.2. Intermediário ou Em Processo - não altera propriedades

7.3.3. Final ou Acabado - comercialização

7.3.4. Auxiliar - não incorpora

7.4. Periculosidade

7.4.1. Perigosos

7.5. Perecibilidade

7.5.1. Altera físico-quimicamente - vários tipos

7.6. Importância Operacional - XYZ

7.6.1. Classe X - baixa criticidade

7.6.2. Classe Y - criticidade intermediária

7.6.3. Classe Z - alta criticidade

7.7. Valor de Demanda - ABC

7.7.1. Classe A - maior valor

7.7.2. Classe B - valor intermediário

7.7.3. Classe C - baixo valor

7.8. Material Permanente x Material de Consumo

7.8.1. Permanente - não altera, dura + de 2 anos

7.8.2. De consumo - altera, dura - de 2 anos