Como elaborar projetos de pesquisa?

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Como elaborar projetos de pesquisa? por Mind Map: Como elaborar projetos de pesquisa?

1. 1. Como encaminhar uma pesquisa?

1.1. O que é pesquisa?

1.1.1. Procedimento racional e sistemático que tem como objetivo proporcionar respostas aos problemas que são propostos, mediante conhecimentos disponíveis e a utilização de métodos, técnicas e outros procedimentos científicos.

1.2. Por que se faz pesquisa?

1.2.1. Razões de ordem intelectual e razões de ordem prática. As primeiras decorrem do desejo de conhecer pela própria satisfação de conhecer. As últimas decorrem do desejo de conhecer com vistas a fazer algo de maneira mais eficiente ou eficaz.

1.3. O que é necessário para fazer uma pesquisa?

1.3.1. Qualidades do pesquisador

1.3.1.1. a) conhecimento do assunto a ser pesquisado;

1.3.1.2. b) curiosidade;

1.3.1.3. c) criatividade;

1.3.1.4. d) integridade intelectual;

1.3.1.5. e) atitude autocorretiva;

1.3.1.6. f) sensibilidade social;

1.3.1.7. g) imaginação disciplinada;

1.3.1.8. h) perseverança e paciência;

1.3.1.9. i) confiança na experiência.

1.3.2. Recursos humanos, materiais e financeiros

1.3.2.1. Orçamento contendo: tempo, materiais e equipamentos, gastos de serviços e com terceiros.

1.4. Por que elaborar um projeto de pesquisa?

1.4.1. A pesquisa exige que as ações desenvolvidas ao longo de seu processo sejam efetivamente planejadas. O projeto é a primeira fase da pesquisa:

1.4.1.1. Formulação do problema

1.4.1.2. Especificação de seus objetivos

1.4.1.3. Construção de hipóteses

1.4.1.4. Operacionalização dos conceitos

1.4.1.5. Aspectos referentes ao tempo

1.4.1.6. Recursos humanos, materiais e financeiros

1.5. Quais os elementos de um projeto de pesquisa?

1.5.1. a) formulação do problema;

1.5.2. b) construção de hipóteses ou especificação dos objetivos;

1.5.3. c) identificação do tipo de pesquisa;

1.5.4. d) operacionalização das variáveis;

1.5.5. e) seleção da amostra;

1.5.6. f) elaboração dos instrumentos e determinação da estratégia de coleta de dados

1.5.7. g) determinação do plano de análise dos dados;

1.5.8. h) previsão da forma de apresentação dos resultados;

1.5.9. i) cronograma da execução da pesquisa;

1.5.10. j) definição dos recursos humanos, materiais e financeiros a serem alocados.

2. 2. Como formular um PROBLEMA de pesquisa?

2.1. O que é um Problema?

2.1.1. Questão não solvida e que é objeto de discussão, em qualquer domínio do conhecimento.

2.2. Por que formular um problema?

2.2.1. Subsidiar determinada ação.

2.2.2. Avaliar determinadas ações ou programas.

2.2.3. Formular referentes as consequências de alternativas possíveis.

2.2.4. Explorar um objeto pouco conhecido.

2.2.5. Pesquisar uma área já explorada com a intenção de especificar determinado objeto.

2.2.6. Testar uma teoria específica.

2.2.7. Descrição de determinado fenômeno.

2.3. Como formular um problema?

2.3.1. Imersão sistemática no objeto, estudo da literatura existente e discussão com pessoas que acumulam muita experiência prática no campo de estudo (Selltíz, 1967).

2.3.1.1. O problema deve ser formulado como pergunta.

2.3.1.1.1. Provoca problematizações sobre o tema.

2.3.1.2. O problema deve ser claro e preciso.

2.3.1.3. O problema deve ser empírico.

2.3.1.4. O problema deve ser suscetível de solução.

2.3.1.5. O problema deve ser viável.

3. 3. Como Construir HIPÓTESES?

3.1. O que são hipóteses?

3.1.1. Uma solução possível, mediante uma proposição, ou seja, uma expressão verbal suscetível de ser declarada verdadeira ou falsa.

3.1.2. É a proposição testável que pode vir a ser a solução do problema.

3.2. Como podem ser classificadas?

3.2.1. Hipóteses Casuísticas

3.2.1.1. Se referem a algo que ocorre em determinado caso;

3.2.1.2. Afirmam que um objeto, uma pessoa ou um fato específico tem determinada característica.

3.2.2. Hipóteses de Frequência

3.2.2.1. Antecipam que determinada característica ocorre com maior ou menor freqüência em determinado grupo, sociedade ou cultura.

3.2.3. Hipóteses de Relação de associação de variáveis

3.2.3.1. Afirmam a existência de relação entre as variáveis. Podem até indicar a força ou o sentido desta relação, mas nada estabelecem em termos de causalidade, dependência ou influência.

3.2.4. Hipóteses de Relação de dependência entre duas ou mais variáveis.

3.2.4.1. As hipóteses deste grupo estabelecem que uma variável interfere na outra.

3.2.4.2. Estabelecem a existência de relações causais entre as variáveis.

3.2.4.2.1. O pesquisador planeja seu trabalho no sentido de verificar em que medida determinadas condições atuam tornando provável a ocorrência do fato.

3.2.4.2.2. Associação entre um estímulo e uma resposta.

3.2.4.2.3. Entre uma disposição e uma resposta.

3.2.4.2.4. Entre uma propriedade e uma disposição.

3.2.4.2.5. Entre pré-requisito indispensável e um efeito.

3.2.4.2.6. Relação imanente entre duas variáveis.

3.2.4.2.7. Relação entre meios e fins.

3.3. Como chegar a uma hipótese?

3.3.1. Observação

3.3.2. Resultados de outras pesquisas

3.3.3. Teorias

3.3.4. Intuição

3.4. Características da hipóteses aplicável

3.4.1. Conceitualmente clara

3.4.1.1. Indicam as operações particulares que possibilitam o esclarecimento do conceito.

3.4.2. Específica

3.4.2.1. O que de fato pretende-se verificar.

3.4.3. Referências empíricas

3.4.3.1. Não envolvem julgamento de valor.

3.4.4. Parcimoniosa

3.4.4.1. Simples e explicativa.

3.4.5. Relacionada com técnicas disponíveis

3.4.5.1. Exame de relatórios de pesquisa sobre o assunto e técnicas utilizadas.

3.4.6. Relacionada com uma teoria

3.5. As hipóteses são necessárias em todas as pesquisas?

3.5.1. Rigorosamente, todo procedimento de coleta de dados depende da formulação prévia de uma hipótese. Ocorre que em muitas pesquisas as hipóteses não são explícitas. Todavia, nesses casos, é possível determinar as hipóteses subjacentes, mediante a análise dos instrumentos adotados para a coleta dos dados.

4. 4. Como Classificar as pesquisas?

4.1. Pesquisas Exploratórias

4.1.1. Têm como objetivo proporcionar maior familiaridade com o problema, com vistas a torná-lo mais explícito ou a constituir hipóteses.

4.1.2. Têm como objetivo principal o aprimoramento de idéias ou a descoberta de intuições.

4.1.3. Seu planejamento leva em consideração os mais variados aspectos relativos ao fato estudado.

4.1.4. Na maioria dos casos, essas pesquisas envolvem:

4.1.4.1. Levantamento bibliográfico

4.1.4.2. Entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema pesquisado

4.1.4.3. Análise de exemplos que estimulam a compreensão

4.2. Pesquisas Descritivas

4.2.1. Descrição das características de determinada população ou fenômeno.

4.2.2. Estabelecimento de relações entre variáveis.

4.2.3. Técnicas padronizadas de coleta de dados, tais como o questionário e a observação sistemática.

4.3. Pesquisas Explicativas

4.3.1. Identificar os fatores que determinam ou que contribuem para a ocorrência dos fenômenos

4.3.2. É o tipo de pesquisa que mais aprofunda o conhecimento da realidade, porque explica a razão, o porquê das coisas.