Ética e Cidadania II

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Ética e Cidadania II por Mind Map: Ética e Cidadania II

1. Estão entre as principais teorias éticas o estoicismo, epicurismo, ceticismo, cinismo e sofismo. Este tem maior atenção e destaque no ramo acadêmico. Além disso, alguns grandes nomes como Sócrates, Platão e Aristóteles também contribuíram expressivamente para a ética.

1.1. Os sofistas defendiam o relativismo de todos os valores; Sócrates defendia o caráter eterno de valores como Justiça, Bem, Virtude e Saber e ateve-se principalmente em responder a indagação "como devo viver?"; Platão advogava o valor supremo do Bem e Aristóteles, por fim, o valor supremo da felicidade.

2. Teorias da Verdade. As mais conhecidas são: A teoria da redundância, a pragmática, a correspondencial e a coerencial.

2.1. A teoria da redundância trabalha com a lógica do texto, a ideia exata da informação sem redundância. A teoria pragmática é conhecida como uma quase-verdade. A teoria correspondencial é a perspectiva segundo a qual a verdade consiste na correspondência com os fatos. A teoria coerencial trabalha com a perspectiva de que a verdade de uma proposição consiste em pertencer a um certo conjunto apropriadamente definido de outras proposições: um conjunto consistente, coerente e possivelmente ainda dotado de outras virtudes, desde que não sejam definidas em termos de verdade.

3. O empirismo de Hume estabeleceu que todo conhecimento tem sua origem nas experiências. Já Immanuel Kant sintetizou o empirismo com o racionalismo e também reconheceu a experiência como elemento fundamental para construção do conhecimento, entretanto, aborda ao mesmo tempo duas grandes fontes do conhecimento, são elas: a sensibilidade e o entendimento.

4. Sócrates surgira num contexto em que as cidades (polis) passaram a desempenhar um importante papel. A preocupação central desse grande pensador girava em torno da seguinte indagação: como devo viver?Além disso, toda sua filosofia é exposta em diálogos críticos.

5. Para Platão, a alma é imortal e muda de corpo após a morte. Sendo a alma caracterizada como o inteligível e o corpo como o sensível. Além disso, esse pensador considerava que no mundo das ideias existem todas as ideias primordiais, estas são perfeitas e eternas. Por fim, Platão abordava as virtudes considerando entre elas quatro principais: A sabedoria, coragem, justiça e moderação.

6. Aristóteles, por sua vez, trabalhara principalmente com o conceito de felicidade considerando esta como a finalidade das ações humanas.

7. A ética de Jesus pautava-se na defesa da vida digna e da liberdade de todos os seres humanos. Santo Agostinho, por sua vez, abordara também de forma expressiva o conceito de felicidade e esta, para ele, só era atingida através do encontro com Deus.

8. Ética é a reflexão sobre conjunto de princípios, regras e preceitos que norteiam o pensar e comportamento dos indivíduos. Cidadania é a qualidade ou condição de cidadão. Política é forma de organização social e de fixação de regras destinadas a todos. Poder é o direito de deliberar, agir e mandar. Moral é o conjunto de regras adquiridas através da cultura, da educação, da tradição e do cotidiano, e que orientam o comportamento humano dentro de uma sociedade.

8.1. Direito pode se referir à ciência do direito ou ao conjunto de normas jurídicas vigentes em um país.

9. A dignidade da pessoa humana: a natureza humana integral consiste na exploração de todos os aspectos naturais ao homem durante sua formação. A valorização da pessoa humana vem com a compreensão de todas as dimensões da pessoa humana, não apenas as mais facilmente vistas.

10. Os direitos do homem, ou direitos humanos, são uma série de direitos garantidos ao homem desde seu nascimento que limitam o poder Estatal sobre este.

11. A ética foi usada como justificativa para a colonização uma vez que os colonizadores se viam na obrigação de ajudar os colonizados a se desenvolverem. A ética, por conseguinte, os direitos fundamentais foram completamente violadas durante a época áurea da escravidão.

12. As polarizações advêm da divergência de ideias, fontes e fundamentos que embasam diferentes linhas de raciocínio, entretanto a ética tira proveito de uma discussão saudável de ideias pois a matéria sendo discutida se enriquece.