ESTUDOS CULTURAIS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
ESTUDOS CULTURAIS por Mind Map: ESTUDOS CULTURAIS

1. Comunicação x Estudos Culturais

1.1. Comunicação como meio de delimitação de objetos para os Estudos Culturais

1.2. Estratégias de comunicação das minorias e de grupos de "subcultura"

2. Genealogia dos Estudos Culturais

2.1. Segunda metade dos anos 1950: início

2.1.1. Grã-Bretanha: leavisismo (F. R. Leavis)

2.1.1.1. Capital Cultural (Bourdieu)

2.1.1.2. Sistema educacional: "conhecimento e apreciação para todas as classes a partir de uma 'grande tradição'" (baseado na "alta cultura")

2.1.2. Richard Hoggart e Raymond Williams

2.1.2.1. Oposição à "grande tradição" de Leavis

2.1.2.2. "Uses of Literacy" (HOGGART, 1957) e "Culture and Society" (WILLIAMS, 1958): trabalhos iniciais dos Estudos Culturais

2.1.2.2.1. Exame da cultura em relação a vidas individuais (Hoggart)

2.1.2.2.2. Identificação dos efeitos culturais das desigualdades sociais (Williams)

2.2. Institucionalização: Center for Contemporary Culture Studies (CCCS) - 1964

2.2.1. Relações entre cultura contemporânea e sociedade

2.3. E. P. Thompson

2.3.1. The making of the english working-class (1968)

2.4. Conceitos-chave

2.4.1. Hegemonia (Gramsci)

2.4.2. Subalterno (Gramsci)

2.4.3. Indústria Cultural (Escola de Frankfurt)

2.4.3.1. Divergência entre IC e EC: Para os EC, há a possibilidade de a indústria cultural propiciar oportunidades para a criatividade individual e coletiva, mesmo a serviço do capital.

2.4.4. Semiótica

2.4.4.1. Stuart Hall (vertente estruturalista)

2.4.4.1.1. Práticas significantes e processos discursivos

3. Vertente culturalista e estruturalista

3.1. Marxismo estrutural (Althusser): "ponte entre as duas"

3.2. Teoria francesa: Althusser, Foucault, Barthes e Derrida

3.2.1. Comunidades ---> Grupos étnicos

4. Pós-estruturalismo

4.1. O pós-moderno

4.1.1. Prática da citação

4.1.2. Recuperação lúdica do passado

4.1.3. Desierarquização

4.1.4. Descentramento das formas

4.1.5. Lyotard, Foucault, Deleuze, etc.

4.2. Huyssen: "Arqueologia da modernidade"

4.2.1. A releitura

5. Multiculturalismo, periferias e subalternidade: os EC nos dias atuais

5.1. Discurso da diferença ----> Política das minorias

5.2. O papel do periférico e a História periférica

5.2.1. "Descolonização da História"

5.2.2. "Debate sobre identidade nacional, representação, etnicidade, diferença e subalternidade [...] na cultura mundial contemporânea"

5.2.3. Ataque à hegemonia ocidental e reacomodação do cânone cultural

5.3. O subalterno

5.3.1. Robert Young: "[...] a historiografia produzida pelo Outro e o sujeito que a produz"

5.3.2. Singularidade cultural

5.4. O Espaço Híbrido

5.4.1. Zona de negociação entre "mundos"

5.4.2. O entrelugar

5.4.3. Crise de centralidade do Ocidente

5.5. Cultura para fora do campo estético

5.5.1. Entrelaçamento entre a experiência cultural, a prática da crítica e a ação política

5.5.2. A utopia

5.5.2.1. "Harmonia nas diferenças"