Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
NEURÔNIOS por Mind Map: NEURÔNIOS

1. Classificação

1.1. Morfologia

1.1.1. Multipolar

1.1.1.1. Vários dendritos e 1 axônio

1.1.1.1.1. Maioria

1.1.2. Bipolar

1.1.2.1. 1 dendrito e 1 axônio

1.1.2.1.1. Gânglios coclear e vestibular, na retina e na mucosa olfatória

1.1.3. Pseudounipolar

1.1.3.1. Recebem estímulos sensoriais do ambiente e do organismo

1.2. Função

1.2.1. Sensorial

1.2.1.1. Apenas um prolongamento que se divide em um ramo em direção a periferia e outro em direção ao SNC

1.2.1.1.1. Gânglios espinais e cranianos

1.2.2. Interneurônios

1.2.2.1. Estabelecem conexões entre os neurônios, formando os circuitos neuronais

1.2.2.2. Evolução: aumento do número e da complexidade dos circuitos

1.2.3. Motor

1.2.3.1. Controlam os órgãos efetores (glândulas exócrinas e endócrinas e as fibras musculares)

2. Pericário

2.1. Núcleo

2.1.1. Pouco corado: cromatina frouxa e alta atividade sintética

2.1.2. Grande, esférico, 1 nucléolo visível

2.2. Citoplasma

2.2.1. Corpúculos de Nissl:

2.2.1.1. Manchas basófilas formadas pos agregados de cisternas paralelas do retículo endoplasmático rugoso entre os quais há numerosos polirribossomos livres

2.2.2. Rico em retículos endoplasmático rugoso

2.2.2.1. Mais abundante nos motores

2.2.3. Complexo de Golgi exclusivamente no citoplasma, distribuído em grupos de cisternas ao redor do núcleo

2.2.4. Neurofilamentos

2.2.5. Microtúbulos

2.2.6. Mitocôndria em quantidade modera

2.2.6.1. Em grande quantidade nas terminações axonais

2.2.7. Grânulos de melanina

2.2.8. Lipofuscina

2.3. Superfície completamente recoberta por terminações sinápticas ou por prolongamentos de células da Glia

3. Dendritos

3.1. Aumentam a superfície celular

3.1.1. Possível receber mais impulsos

3.2. Numerosos

3.3. Se ramificam, tornando-se mais finos a medida que se distanciam do pericário

3.4. Pequenas projeções que terminam com uma pequena dilatação

3.5. Espinhos dendítricos

3.5.1. Recebem a maioria dos impulsos

3.5.2. Numerosos

3.6. Citoplasma semelhante ao pericário, mas sem Complexo de Golgi

4. Axônio

4.1. Prolongamento

4.1.1. Único

4.1.2. Cilíndrico

4.1.3. Longo

4.1.4. Com diâmetro constante

4.2. Cone de implantação

4.2.1. Pequena projeção no pericário que origina o axônio

4.3. Axoplasma

4.3.1. Pobre em organelas

4.3.2. Poucas mitocôndrias

4.3.3. Muitos microfilamentos e microtúbulos

4.3.4. Algumas cisternas de retículos endoplasmático liso

4.3.5. Mantido pela atividade sintética do pericário

4.4. Segmento inicial

4.4.1. Trecho que parte do cone de implantação

4.4.2. Não possui bainha de mielina

4.4.3. Muitos canais iônicos dependente de voltagem

4.5. Impulso nervoso

4.5.1. Propagação do potencial de ação ao longo da membrana do axônio

4.5.1.1. Possui grande quantidade de canais iônicos

4.5.2. Recebe estímulos excitatórios e inibitórios, cujo somatório pode originar um potencial de ação

4.6. Telodendro

4.6.1. Terminação do axônio

4.6.2. Muito ramificado

4.6.2.1. Dilatações do citoplasma

4.6.2.1.1. Acumulam neurotransmissores

4.6.3. Botões sinápticos

4.6.3.1. Estabelecem sinapses

4.6.4. Muitas mitocôndrias

4.7. Fluxos

4.7.1. Movimento ativo de organelas e moléculas ao longo do axônio

4.7.2. Podem ser lentos ou rápidos

4.7.3. Moléculas sintetizadas no pericário em migram para o axônio

4.7.4. Proteínas motoras prendem organelas, vesículas ou moléculas e transitam com elas sobre os microtúbulos

4.7.5. Anterógrado

4.7.6. Retrógrado

4.7.6.1. Moléculas migram do axônio para serem reutilizadas no pericário

4.7.6.2. Utilizado para estudar o trajeto das fibras nervosas

4.7.6.3. Pode levar moléculas e partículas estranhas prejudiciais para o pericário no SNC

4.7.6.3.1. Como o vírus da raiva

4.8. Ramo colateral

4.8.1. Ramificação em ângulo reto

4.8.2. Próxima a terminação