1º Reinado (1822-1831)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
1º Reinado (1822-1831) por Mind Map: 1º Reinado (1822-1831)

1. O QUE FOI

1.1. Fase inicial do período monárquico do Brasil após a independência

2. ASSEMBLÉIA CONSTITUINTE (Maio de 1823)

2.1. 1º tentativa, invalidada pela falta de acordo e pela incompatibilidade entre os deputados e a vontade do Imperador.

3. CONSTITUIÇÃO (25 de Março de 1824)

3.1. Criada e promulgada para aumentar e consolidar o poder político e frear iniciativas revolucionárias que já estavam acontecendo no Brasil.

3.2. Além de definir os três poderes (legislativo, executivo e judiciário), criou o poder Moderador, exclusivo do imperador, que lhe concedia diversos poderes políticos.

4. CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR (1824)

4.1. Representantes de algumas províncias do Nordeste formaram o movimento contra a tirania do imperador

4.2. Defendiam a federação de algumas províncias do nordeste e a separação destas do Brasil

4.3. Assim como a Revolução Pernambucana, possuía caráter separatista e defendia o republicanismo.

5. GUERRA DA CISPLATINA (1825)

5.1. Conflito pelo qual esta província brasileira reivindicava a independência e a sua incorporação à República Argentina

5.2. D. Pedro declarou guerra à Argentina e o exército brasileiro foi derrotado causando grandes prejuízos pelos enormes gastos e grande número de soldados mortos

5.3. A província Cisplatina declarou sua independência desses dois países, tornando-se a República do Uruguai.

6. DESGASTE E CRISE DO GOVERNO DE DOM PEDRO I

6.1. 9 anos após a Independência do Brasil (período do 1º Reinado), o governo de D. Pedro I estava extremamente desgastado:

6.2. As revoltas e movimentos sociais de oposição foram desgastando, aos poucos, o governo imperial

6.3. O assassinato do jornalista e médico Líbero Badaró, grande opositor e crítico de D. Pedro no final de 1830. A polícia não encontrou o assassino, porém a desconfiança popular caiu sobre homens ligados ao governo imperial.

6.3.1. A NOITE DAS GARRAFADAS: Em março de 1831, após retornar de Minas Gerais, D. Pedro I foi recebido no Rio de Janeiro com atos de protestos de opositores. Os comerciantes portugueses, que apoiavam D. Pedro I entraram em conflitos de rua com os opositores.

7. ABDICAÇÃO (7 de Abril de 1831)

7.1. D. Pedro I abdica em favor de seu filho Pedro de Alcântara, então com apenas 5 anos de idade. Logo após deixar o poder, viajou para a Europa (Em Portugal, após enfrentar o irmão D. Miguel, será coroado rei de Portugal, com o título de Pedro IV).

7.1.1. Início do Período Regencial (1831-1840)

7.2. MOTIVOS: Nobreza e o Exército abandonam o Imperador; forte oposição ao seu governo e o crescente descontentamento popular; difícil situação financeira em decorrência da balança comercial desfavorável, contribuindo para as altas taxas inflacionárias; possível “reaproximação’ entre Portugal e Brasil (devido a morte de Dom João VI, D. Pedro I envia tropas brasileiras restituir o poder à filha, a qual D. Miguel, dá um golpe de Estado e usurpa o poder da irmã)