ESTRUTURA SOCIECONÔMICA

Mapa mental da estrutura socieconômica.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
ESTRUTURA SOCIECONÔMICA por Mind Map: ESTRUTURA SOCIECONÔMICA

1. 1 SETOR

1.1. GOVERNO, é o Dinheiro Publico para Fins Públicos

1.1.1. Esfera Federais

1.1.1.1. Ministérios

1.1.2. Esfera Estaduais

1.1.2.1. Secretaria de Estados

1.1.2.1.1. Cultura

1.1.2.1.2. Esporte e Lazer

1.1.2.1.3. Ciencia e Tecnologia

1.1.2.1.4. Mulher

1.1.2.1.5. Direitos Humanos

1.1.2.1.6. Igualdade Racial

1.1.2.1.7. Educação

1.1.3. Esfera Municipais

1.1.3.1. Secretaria de Estados

2. 3 SETOR -

2.1. DEFINIÇÃO: O terceiro setor é constituído por organizações sem fins lucrativos, não-governamentais, que têm por objetivo gerar serviços de carácter público.

2.1.1. Formalmente constituídas:

2.1.2. Estrutura básica não governamental: são privadas, ou seja, não são ligadas institucionalmente a governo

2.1.3. Gestão própria: realiza sua própria gestão, não sendo controladas externamente

2.1.4. Sem fins lucrativos: a geração de lucros ou excedentes financeiros deve ser reinvestida integralmente na organização. Estas entidades não podem distribuir dividendos de lucros aos seus dirigentes.

2.1.5. Trabalho voluntário: possui algum grau de mão-de-obra voluntária, ou seja, não remunerada ou o uso voluntário de equipamentos,

2.1.6. Proposta em 1992, por Salamon & Anheier

2.2. Composição: O terceiro setor pode ser dividido em diverças categorias, dentre elas destacamos as mais conhecidas.

2.2.1. OSCS

2.2.1.1. Caracteristicas

2.2.1.1.1. As organizações da sociedade civil são entidades nascidas da livre organização e da participação social da população que desenvolvem ações de interesse público sem visarem ao lucro. As OSCs tratam dos mais diversos temas e interesses, com variadas formas de atuação, financiamento e mobilização.

2.2.1.1.2. Privadas: não se integram ao aparelho do Estado;

2.2.1.1.3. Sem fins lucrativos: não distribuem eventuais ganhos ou excedentes operacionais e entre sócios, fundadores, diretores;

2.2.1.1.4. Institucionalizadas: possuem personalidade jurídica própria(CNPJ) ou legalmente constituídas;

2.2.1.1.5. Auto-administradas ou capazes de gerenciar suas próprias atividades;

2.2.1.1.6. Voluntárias ou não-compulsórias: constituídas livremente por qualquer grupo de pessoas, sem nenhum impedimento ou constrangimento legal.

2.2.1.1.7. No Brasil, esses critérios correspondem a apenas três figuras jurídicas no novo Código Civil: associações privadas, fundações privadas e organizações religiosas. Apenas organizações que pertencem a esses três tipos de pessoas jurídicas e à nova figura jurídica de Organização Social (OS) são apresentadas no Mapa.

2.2.1.2. Titulo de OSCIP : Organização da Sociedade Civil de Interesse Público

2.2.1.2.1. Titulo dado a Instituição que possuir alguns pré requisitos segundo a LEI No 9.790, DE 23 DE MARÇO DE 1999. (SEGUE LINK)

2.2.2. FUNDAÇÕES

2.2.2.1. fundação é a instituição que se forma pela destinação de um patrimônio para servir a certo fim de utilidade pública ou atuar em benefício da sociedade, e pelo fato de ocorrer, com a sua instituição, uma personalidade patrimonial. Isso quer dizer que, diferente das associações, onde o foco é o indivíduo, nas fundações o núcleo central é o patrimônio.

2.2.3. SINDICATOS

2.2.3.1. Galera da luta

2.2.4. PARTIDOS POLITICOS

2.2.5. SERVIÇOS CARTORIAIS

2.3. Grande presença de obras Voluntárias

2.3.1. Lei N. 9.608/1998 -

2.3.1.1. Não Gera Vínculo Empregatício

2.3.1.2. Precisa-se de um termo de adesão

2.3.1.2.1. Esclarece o objeto e as condições de trabalho, tal como reembolso de dispesa se houver.

2.3.1.3. Não pode ser exigido contrapartida de algum benefício, o famoso voluntário Raiz.

2.3.1.4. Pode ser em setor públicas ou privadas

2.3.2. Civil

2.3.2.1. OLHAR CRÍTICO + AGIR = NOVO VOLUNTÁRIO

2.3.2.2. Doa seu tempo, trabalho e talento sem remuneração

2.3.3. Empresarial

2.3.3.1. DEFINIÇÃO: Conjunto de ações Realizadas por empresas para incentivar e apoias o envolvimento de seus Funcionários em atividades voluntárias

2.3.3.1.1. Ganha a Empresa, Ganha os Funcionários e, ganha Comunidade,

2.3.3.1.2. Fortalecimento da marca

2.3.3.1.3. Construção de identidade e Coesão entorno dos valores éticos da empresa, integrando todo corpo funcional na politica de responsabiidade social

2.3.3.1.4. Impacto Social

2.3.3.2. ADOÇÃO: Apoiando projetos que os funcionários ja atuem; Abraçando um projeto já existentes que tenha como bandeiras, causas que a empresa se identifica; Ajudando uma instituição local na divulgação e captação de trabalho voluntário; Trabalho em rede que consiste em realizar e trocar experiência com outras empresas atuantes do setor.

2.3.3.3. CRIAÇÃO: 4 - CRIAR as prórias ações de acordo com a responsabilidade social adotada pela empresa.

3. 2 SETOR

3.1. EMPRESAS - Com Fins Lucrativos

3.1.1. MEI

3.1.2. Eirele

3.1.3. Ltda