Caminhos potencias de geração de oportunidades

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Caminhos potencias de geração de oportunidades por Mind Map: Caminhos potencias de geração de oportunidades

1. PR

1.1. Assessoria de Imprensa

1.1.1. Fazer a gestão da nossa imagem no mercado. E levar para os veículos nossas novidades. Focando na qualidade não em quantidade podemos gerar valor e novas conexões com o mercado.

2. Cultura de Teste

2.1. Toda nova implementação possui um tempo de adaptação e teste A e B até o fit e ajustes recorrentes posteriores. Conteúdo / Landing Page / Anúncios / Cold Mail e outros 1.Criação 2.Revisão 3.Inserção no fluxo de execução 4.Realização 5.Mensuração diária de taxa de conversão 5.1 Resultados 5.2. Ajustes 5.3 Novo realização 5.4. Mensuração 5.5 Testes A e B de conteúdo até o fit

3. People

3.1. Desenvolvimento de Negócios (Inteligencia comercial)

3.1.1. Tendo como objetivo, unificar e executar as estratégias, para que os resultados esperados possam ser atingidos. Através do multicanal, a empresa terá uma visão integrada e controle de todas ações de geração de demandas, atuando na detecção e identificação, oportunidades de novos negócios, gestão de relacionamento com parceiros ou playbook. Entrada em Novos Mercados Soluções Complementares ou Novos Parceiros; Inovações na Área ou Novos Produtos.

3.1.2. SDRs > Farmers ou fields sales.

4. Captura de valor

4.1. Relacionamento com parceiros Criação de campanhas de incentivo: Desenvolvimento de programas de indicação junto a agencias digitais. Startups de varejo(retailtech), Recursos humanos HRtechs e mkttechs (Automação de Marketing). Ambas startups desses mercados possuem grandes empresas em seus portfólios de clientes. E podem nos indicar, gerando um endosso maior até o decisor e oportunidades de geração de novos negócios.

4.1.1. Participação no ecossistema de startups através parcerias com as aceleradoras, Tipo ACE Starups, next level, Wayra e Cubo.

4.2. Vati Talks Bate papo informal com HEADs ou Gestores das grandes empresas visando gerar conteúdo para o mercado, e nos aproximar de maneria informal das grandes empresas e anunciantes. Toda semana iriamos convidar um profissional estratégico de cada empresa, e bater um papo sobre o mercado de atuação do mesmo, falar sobre inovação, Roas, inteligencia de mercado, mídia, gestão de budget , folheteria, criação e outros. Formato de video até 15 minutos. Oportunidade de iniciar relacionamento com prospects e clientes dentro da concorrência.

4.2.1. Programa de aceleração Inovati Voltado para startups com fit do nosso modelo de negócios. Onde podemos além fornecer mentoring, acompanhar o desenvolvimento da startup, aproximar a mesma de nossos clientes, e ofertar ao mercado nosso ecossistema de parcerias e relacionamento. Programa pode ser feito sem equity ou com equity de até 10% sem aporte financeiro. Estrutura minima para oferecer Jurídico Tecnologia Modelagem de negócios Oportunidade de auxiliar o ecossistema brasileiro de empreendedorismo e gerar novos negócios.

4.2.1.1. Vati Experience Evento da empresa voltado ao segmento de midia, anunciantes, budget e tendencias. Evento Anual. Oportunidade de geração de novos negócios.

5. Marketing Digital

5.1. Canais de marketing

5.1.1. Redes sociais

5.1.1.1. É importante estar presente em todas as redes sociais

5.1.2. Referências pessoais

5.1.2.1. O boca a boca é valioso,através de um bom atendimento ele é conquistado

5.1.3. Tráfego direto

5.1.3.1. Através de uma "url" fácil, a marca pode ser reforçada, porque será facilmente encontrada

5.1.4. Emails

5.1.4.1. Ter uma boa lista de emails e gerencia-la

5.1.5. Tráfego Orgânico

5.1.5.1. Investir em conteúdos de qualidade e SEO para garantir um lugar nos mecanismos de busca

5.1.6. Tráfego pago

5.1.6.1. Investir em anúncios pagos para atingir mais pessoas com os conteúdos

5.2. Ferramentas utilizadas pelo mkt digital

5.2.1. Inbound, se baseia no compartilhamento e criação de conteúdo de qualidade direcionado um determinado público-alvo, com o objetivo de ganhar o interesse das pessoas, em vez de comprá-las

5.2.2. Já o Outbound, tem o objetivo de colocar as mensagens na frente da audiência a um número maior de pessoas, quer elas queiram ou não

5.3. Evolução dos 4P's para os 4C's

5.3.1. Cliente

5.3.1.1. O foco muda 100% do produto para o cliente, a empresa precisa vender exatamente aquilo que o cliente precisa

5.3.2. Custo

5.3.2.1. O preço já não é o mais o único valor inerente a compra de um produto, a empresa precisa incluir o custo de oportunidade

5.3.3. Comunicação

5.3.3.1. Ela surge no lugar do P de promoção e é colaborativa e não persuasiva

5.3.3.1.1. Manter o diálogo com o cliente permitirá a criação de novos produto, que melhor atendam as suas necessidades

5.3.4. Conveniência

5.3.4.1. Surge no lugar do P de praça e significa que o produto deve estar disponível imediatamente para o cliente

5.4. Analytics

5.4.1. Ferramenta web que possibilita coletar, acompanhar, medir e analisar as ações do mkt digital de forma on line

6. Growth Hacking Marketing

6.1. Totalmente focado na experimentação de modo científico

6.2. Utiliza a criatividade, análises, pesquisa e o estudo detalhado de métrica para criar alternativas que aceleram o ganho de clientes para uma empresa, ao mesmo tempo reduzindo o custo de aquisição médio

6.3. Prática de encontrar "gatilhos" ou "brechas" que ao serem acionados promovem o crescimento acelerado

6.3.1. Não é uma prática simples e rápida

6.4. Processo de implementação

6.4.1. O funil de growth hacking geralmente é utilizado para otimizar um dos estágios:

6.4.1.1. Aquisição

6.4.1.1.1. Práticas para atrair e conquistar clientes

6.4.1.2. Ativação

6.4.1.2.1. Entregar a primeira boa experiência ao cliente

6.4.1.3. Retenção

6.4.1.3.1. Clientes satisfeitos que continuam usando o produto

6.4.1.4. Receita

6.4.1.4.1. Clientes que geram faturamento para a empresa

6.4.1.5. Indicações

6.4.1.5.1. Quando os clientes estão chamando amigos para se tornarem clientes também

6.4.2. Geração de ideias

6.4.2.1. Geração de ideias práticas para alavancar o crescimento das métricas do funil

6.4.2.1.1. As fontes de ideias podem ser: pesquisas de casos de sucesso, benchamarketing e sites de empresas que são referências, blogs, etc

6.4.3. Seleção de ideias

6.4.3.1. As ideias ligadas ao objetivo principal da empresa devem ter prioridades

6.4.3.1.1. Existem vários critérios, entretanto, os 3 mais indicados são:

6.4.3.2. As ideias mais simples, com maior probabilidade de sucesso e alto impacto nos resultados devem ser as primeiras a serem levadas à prática

6.4.4. Modelagem de experimentos

6.4.4.1. Aqui a ideia vira uma hipótese e se torna imprescindível:

6.4.4.1.1. Ficar claro a barreira de crescimento que se quer superar

6.4.4.1.2. E identificar o gatilho que se usará para isso

6.4.4.2. A ideia por trás do growth hacking é comprovar, da maneira mais rápida possível, a hipótese.

6.4.4.3. Deverão ser definidos as medições dos resultados

6.4.5. Realização de experimentos

6.4.5.1. Colocar em prática o experimento

6.4.5.1.1. Aplicar a ideia como foi planejada

6.4.5.2. Geralmente um experimento comprova a hipótese e sua implementação é totalmente descartada com o objetivo de desenvolver a solução definitiva

6.4.5.3. Após sua implementação é preciso monitorar a operação e os resultados iniciais

6.4.6. Análise de resultados

6.4.6.1. Ao final do período de experimento, é preciso analisar os resultados para saber se a hipótese foi confirmada

6.4.6.2. A análise de métricas e resultados é essencial para aplicar growth hacking

6.4.6.3. O objetivo desta fase é o aprendizado

6.4.6.3.1. Não se deve analisar somente se o número esperado foi atingido, mas também se outras métricas sofreram impactos e o que se pode aprender com isso

6.4.6.4. Caso o objetivo não tenha sido atingido, analisar quais hipóteses explicariam porque

6.4.6.5. Dessa fase podem surgir diversas outras ideais de ações de growth hacking

6.5. Bullseye Framework

6.5.1. Estratégia de growth hackers para atingir resultados rápidos, com menor investimento em mkt

6.5.2. Analisa 19 diferentes canais de divulgação

6.5.3. Desconsidera alguns deles com o objetivo de chegar naqueles (máximo 3) que trarão o melhor retorno, no menor tempo possível e com o menor gasto

6.5.4. É um método simples, que promove um grau de foco e prioridade na estratégia de marketing que evita gastos desnecessários ou a aplicação de tendências que não estão em linha com o modelo de negócio

7. Potencial processo de outbound

7.1. Definição de até 3 personas

7.1.1. Gostos Interesses Informações diversas para ser objetivo com o lead.

7.2. Construção da lista de contatos

7.2.1. Captação de decisores via pesquisa (Linkedin sales navigator)

7.2.1.1. Abertura de contato Inicio do funil de cold mail 1. Criar Rapport via e-mail (Atuando dentro do contexto do prospectado). 2. Enviar o lead para uma amostra do nosso produto via lading page. 3.CTA solicitando dados de contato para cadastro de trial, acesso a demo, disponibilizar skype ou interação direto via call, 4.Após identificação do decisor e qualificação do lead. 5. Passar o bastão para vendas via e-mail com o fechador em cópia ou call.

7.3. Ferramentas de gestão crmpiperun ou reev Geração de conteúdo via linkedin e uso do linkedin ads. Seguindo as diretrizes do inbound, com foco em geração de oportunidade direta com o decisor.

8. Potencial processo de inboud sales

8.1. Funil de Venda

8.1.1. Atrair e Converter o lead em oportunidade

8.1.1.1. Desenvolvimento de conteúdo C-Level D-Level G-Level Definição de linha editorial, frequência de publicação e geração do conteúdo

8.1.1.1.1. Desenvolver conteúdos digitais Webinar Gravação interna com estrutura enxuta. Conteúdo qualitativo Infográficos/Ebook Laudas Técnicas: Conhecimento imersivo do mercado, geração de conteúdo especifico para o segmento. Publipost Landing page de cada produto ofertado pela empresa. Link Building Canais: Linkedin ads Facebook ads Instagram Blog Poadcast

8.2. Etapas Pré Vendas

8.2.1. Atrair Canais digitais Landing page ou site Aquisição de informação do lead Envio de cold mail de qualificação

8.2.2. Converter Follow-up ou cold mail junto ao lead. Jornada pro- ativa de nutrição do lead Qualificação do lead > Oportunidade identificada ou envio para o funil de lead frio

8.2.3. Passagem de bastão Via cold call ou cold e-mail

8.2.4. Encantar Envio para o funil de customer success.

8.3. Algumas vantagens de implementação

8.3.1. Aumentar a visibilidade da empresa junto ao mercado

8.3.2. Reduzir o ciclo de vendas

8.3.3. Atrair clientes em potencial

8.3.4. Novo posicionamento de mercado

8.3.5. Otimizar o processo de vendas

9. Customer Success

9.1. É uma estratégia de pós-venda utilizada para manter o cliente na base por mais tempo, gerando receita e ampliando a participação da empresa na conta do cliente.