Patrística (séc. IV - VIII)

Resuminho sobre a patrística e Santo Agostinho.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Patrística (séc. IV - VIII) por Mind Map: Patrística (séc. IV - VIII)

1. Corrente filosófica da Idade Média, representada pelos Padres da Igreja.

1.1. Pretendeu uma conciliação entre razão e fé.

1.2. Tem: revelação, fé cristã e fé racional.

1.3. Destaque para Agostinho de Hipona (Santo Agostinho) e a influência da filosofia platônica

1.4. Fortalecimento da religião na política

1.5. Relação Igreja x Estado

1.6. Corpo x Alma

1.7. Fé x Razão

2. Santo Agostinho (354-430)

2.1. Foi influenciado por várias doutrinas e ideais durante a sua vida, sendo eles:

2.1.1. Ecletismo

2.1.2. Maniqueísmo

2.1.3. Ceticismo

2.1.4. Neoplatonismo

2.1.5. Cada doutrinas/ideais citados acima tem um link de redirecionamento para os seus respectivos significados

2.2. Depois de ter sido tomado por uma crise existencial, foi atraído pelas pregações do cristianismo. Pouco tempo depois, converteu-se a religião e tornou-se um dos seus maiores defensores pelo resto da sua vida. Em sua obra, Agostinho argumenta/defende:

2.2.1. Supremacia do espírito sobre o corpo

2.2.1.1. A alma foi criada por Deus para reinar sobre o corpo, dirigindo-o para a prática do bem.

2.2.2. O Livre-Arbítrio desvirtua o homem

2.2.2.1. Pessoa que inverte a relação da alma com o corpo, fazendo o corpo assumir o governo da alma.

2.2.3. Graça Divina

2.2.3.1. Graça da salvação dado por Deus à aqueles predestinados a recebê-la.

2.2.3.1.1. Significado de Predestinado: Quem Deus destinou à glória eterna; eleito de Deus; bem-aventurado.

2.2.3.2. Marcou profundamente o pensamento medieval cristão.

2.2.4. Fé

2.2.4.1. Para Santo Agostinho a fé é o caminho para compreender os planos de Deus e alcançar a imortalidade da alma.

2.2.4.2. A fé substitui a razão, assim os filósofos não precisavam se dedicar à busca da verdade, pois ela já teria sido revelada por Deus, só restava mostrar as verdades da fé.