Atenção integral neurológica no envelhecimento

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Atenção integral neurológica no envelhecimento por Mind Map: Atenção integral neurológica no envelhecimento

1. Tipos de envelhecimento

1.1. Normal: Não causa prejuízos significativos nas atividades de vida diárias.

1.2. Patológico: Impedimentos à funcionalidade.

1.3. Bem-sucedido: Ausência de fatores de risco (doenças crônicas, incapacidade funcionais).

2. Senescência: Envelhecimento natural com limitações impostas pelo envelhecimento manter-se ativo.

2.1. Senilidade: Envelhecimento anormal (incapacidade progressiva para a vida saudável e ativa).

3. Desenvolvimento

3.1. Mudanças que acontecem desde a concepção até a morte.

3.1.1. Aspectos do comportamento humano.

3.1.1.1. Movimento, emoções, linguagens, cognição e características físicas.

3.2. Desenvolvimento motor

3.2.1. O desenvolvimento motor é um processo de transformações motoras que ocorrem ao longo da vida, indicando-se na concepção e seguindo até a morte.

3.2.2. As principais alterações fisiológicas que acontecem com o idoso ao passar dos anos.

3.2.2.1. Aparecimento de patologias depende de diversos fatores genéticos. Também estão envolvidos nos riscos de quedas, envelhecimento fisiológico, tais como: sistema visual, vestibular, sistema nervoso central, cardiovascular, sistema musculoesquelético e ósseo.

4. Sistema nervoso

4.1. Diminuição de peso e volume cerebral (atrofia).

4.1.1. Redução significativa da camada cortical aumentando as cavidades ventriculares.

5. Alterações fisiológicas

5.1. Declínio nos neurotransmissores, alterações vasculares no sistema nervoso central.

5.2. Redução progressiva do número de neurônios cerebrais.

5.3. Lentificação da velocidade de condução nervosa

5.4. Acumulação de amiloide

5.5. Fluxo sanguíneo cerebral alterado

5.6. Perda axônios motores e sensoriais

5.7. Alterações da mielina e depois consequentemente alterações no músculo esquelético associado.

5.8. Diminuição da função pulmonar em geral tornando os pulmões vulneráveis.

6. Capacidade funcional e envelhecimento

6.1. A capacidade funcional é resultante da relação harmônica entre a saúde física, mental, independência na vida diária, integração social, suporte familiar e independência econômica. Qualquer desiquilíbrio em um destes fatores pode afetar a capacidade funcional da vida do idoso.

7. Avaliação funcional do idoso com ou sem doenças associadas

7.1. A avaliação funcional do idoso pode detectar possíveis riscos de dependência futura, estabelecendo níveis de morbidades. Assim podemos direcionar nossas intervenções nas atividades do cotidiano para melhora da capacidade funcional.

7.2. Saber envelhecer é uma grande sabedoria da vida