Biologia Vegetal

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Biologia Vegetal por Mind Map: Biologia Vegetal

1. As principais estruturas encontradas no citosol são :

1.1. Plastos ou plastídeos ( principal função relacionada a fotossíntese)

1.1.1. Proplastos ( Plastos pequenos e incolores indiferenciados

1.1.2. Cromoplastos ( geralmente providos de caratenoides)

1.1.3. Leucoplastos ( Plastos incolores que armazenam substâncias de reserva

1.2. Mitocôndrias ( realizam a respiração)

1.3. Retículo endoplasmático liso e rugoso ( permitem uma rápida circulação de nutrientes no interior da célula

1.4. Dictiossomos (Secreta substâncias )

1.5. Centríolos ( Relacionado a divisão celular e a coordenação dos batimentos de cílios e flagelos

1.6. Ribossomos( Síntese proteica )

1.7. Vacúolos ( Grandes cavidades separadas pelo tonoplasto que possuí em seu interior o suco vacuolar

1.7.1. Nas células meristemáticas são pequenos e numerosos

1.7.2. Nas células adultas eles se fundem até formarem grandes vacúolos na posição central

1.8. Microtúbulos ( Túbulos componentes das fibras do fuso )

2. Parênquima clorofiliano ( apresentam células ricas em cloroplastos )

3. O floema é o tecido vegetal encarregado do transporte da seiva elaborada e é formado por vasos liberianos , células anexas , parênquima liberiano e elementos mecânicos do esclerênquima

3.1. Os vasos liberianos são formados por células alongadas , disposta em fileiras . As células são vivas e providas de um citoplasma muito delgado e com um grande vacúolo central

3.2. As células anexas são células parenquimáticas especiais , com núcleo central e volumoso que controla o metabolismo das células dos vasos crivados

3.3. Os elementos mecânicos do esclerênquima são células mortas , lignificadas e com função de sustentação

4. Elementos do vaso são células alongadas , depositadas em fileiras que formam os vasos lenhosos, as paredes terminais são parcialmente ou completamente reabsorvidas

5. O parênquima liberiano é formado por células vivas que armazenam alimento e água

6. Novas deposições de matérias que vão constituir essa membrana

6.1. Não se deposita de maneira contínua e uniforme , formando assim , as pontuações

7. Tecidos são grupos de células igualmente especializadas

7.1. Tecidos meristemáticos

7.2. Tecidos adultos

7.2.1. Originam-se os meristemas primários e são classificados de acordo com a sua função

7.2.1.1. Parênquima

7.2.1.1.1. Tecido de síntese e reservas

7.2.1.1.2. Formado por células vivas , capacidade de multiplicação por mitoses

7.2.1.1.3. Parênquima paliçádico ( formado por células alongadas e deixam espaços intercelulares pequenos

7.2.1.1.4. Caraterizado pela grande capacidade de divisão mitótica , providos de parede celular delgada e sem espaços intercelulares

7.2.1.1.5. Parênquima lacunoso( possuí células alongadas e irregulares que deixam espeços intercelulares grandes

7.2.1.1.6. Parênquima de reserva ( formado por células aclorofiladas relacionadas com a reserva de amido, água ,ar ,etc

7.2.1.2. Epiderme e súber

7.2.1.2.1. Tecidos de Proteção

7.2.1.3. Colênquima e esclerênquima

7.2.1.3.1. Tecidos de sustentação mecânica

7.2.1.4. Tecidos vasculares

7.2.1.4.1. Apresentam células alongadas especializadas no transporte de líquidos

7.2.1.5. Xilema e floema

8. Protoplasma revestido por membrana plasmática , lipoproteica , permeável e seletiva

8.1. Na parte interna da membrana é encontrado o citoplasma onde ficam os organoides

9. Lúmen celular

9.1. É a cavidade interna da célula , delimitada pela parede celular

9.1.1. Nas células vivas é ocupado pelo protoplasma

9.1.2. Nas células mortas o lúmen nao apresenta mais o protoplasma

10. Membrana Secundária

10.1. Tecido lenhoso e esclerênquima

11. Membrana primária

11.1. Primeira membrana depositada sobre a lamela média

11.1.1. Encontra-se em células jovens e em células adultas de tecidos

11.1.2. É elastica , delgada e formada por celulose e substâncias pépticas

11.2. Apresenta poros correspondentes em células vizinhas onde os citoplasmas apresentam continuidade

11.2.1. Os poros atravessados por pontes citoplasmáticas são chamados de plasmodemos

11.2.1.1. Os plasmodemos estão relacionados com a circulação rápida de substâncias entre as células

12. Lamela média

12.1. (Membrana formada durante a telófase da divisão celular que une as células)

13. Parede celular (celulósica)

13.1. Polissacarídeos na composição quimíca

13.2. Resistência a tensao e decomposição

13.2.1. Permeabilidade

13.2.1.1. elasticidade

13.2.1.1.1. Existencia de substâncias inertes

13.3. Cutina e suberina na epiderme e na curtiça

13.4. No interior dela é encontrado o protoplasma formado por membrana plasmática e citosol e organoides citoplasmáticos

14. originou-se de uma célula procariótica( teoria da endossimbiosse )

14.1. teoria da endossimbiose :(comprovação)

14.2. -Presença de DNA circular nas mitocondrias e nos cloroplastos

14.3. Presença de ribossomos para síntese proteica

14.4. Capacidade de autoduplicação

15. célula vegetal

16. Estrutura vegetal

17. Tecidos vegetais

18. Folha

18.1. A folha é o órgão vegetal especializado para a fotossíntese , transpiração e respiração

18.2. Bainha : é um porção basal dilatada que prende a folha ao caule

18.3. Estípulas : São pequenas expansões formadas na axila de uma folha

18.4. Pecíolo : É o eixo que serve para sustentar e inserir a folha no caule , ramificando-se , produz nervuras que percorre o limbo.

18.5. Limbo : É a parte principal da folha .

18.6. Nervuras : Constitue o conjunto de feixes liberolenhosos facilmente visíveis

18.7. Epiderme ( aclorofilada ): Constitui uma camada de células justapostas , sem evidenciar espaços entre elas , de modo a evitar perda de água

18.7.1. Possuí estômatos e cutícula

18.8. Mesofilo : A maior parte do tecido fundamental do limbo foliar está diferenciada como mesofilo, caracterizado pela abundância em cloroplastos e por grandes espaços intercelulares

18.8.1. Pode ser homogêneo ou estar diferenciado

18.9. Folhas xeromórficas : Diminuição da superfície foliar para que elas fiquem pequenas e compactas

18.10. Folhas higromórficas : São as folhas com grande superfície de limbo , cutícula fina ou ausente , existindo apenas parênquia lacunoso

19. Fotossíntese

19.1. A fotossíntese é o processo de conversão de energia luminosa em energia química

19.1.1. Dividida em 2 partes

19.2. Fotólise da água : É a quebra da molécula de água através da molécula de clorofila presente nos tilacoides , resultando na formação de gás oxigênio e na geração de protóns H+

19.3. Fatores que afetam a fotossíntese(fatores limitantes ) :

19.3.1. Fase escura : Etapa que ocorre no estroma dos cloroplastos e não depende de energia luminosa , mas sim de energia bioquímica gerada a partir da luminosa

19.3.1.1. O processo consiste em utilizar o CO2 como subproduto da respiração celular , o qual irá reagir com moléculas energéticas geradas na etapa luminosa

19.3.2. Baixas concentrações de dióxido de carbono, pouca intensidade luminosa e baixas ou elevadas temperaturas

19.3.2.1. CO2: À medida que aumenta a concentração de CO2 na célula , a taxa de fotossíntese aumenta até um certo ponto máximo chamado de ponto de saturação

19.3.2.2. Luz : O comprimento de onda luminosa incidida afeta diretamente o processo de fotossíntese

19.3.2.3. Temperatura : Temperaturas muito elevadas podem desnaturar as proteínas , comprometendo a sua eficácia

19.4. Luminosa : Etapa dependente de luz que ocorre em complexos proteicos presentes nos tilacoides , dividida em dois grandes processos

19.4.1. Fotofosforilação : O processo de formação de energia química na forma de ATP e NADPH através da incidência de energia luminosa

20. Osmose

20.1. Fluxo do solvente de uma solução pouco concentrada , em direção a outra mais concentrada

20.2. A osmose na célula vegetal vai depender da :

20.2.1. Pressão osmótica (PO) exercida pela solução do vacúolo , que também é chamada de sucção interna do vacúolo (SI)

20.2.2. Força de resistência à entrada de água na célula vegetal, que é denominada de pressão de Tugor (PT) ou resistência da membrana celulósica (M)

20.3. A diferença entre a força de saída de água é chamada de diferença de pressão de difusão (DPD)

20.3.1. DPD=PO-PT

20.4. Meio isotônico : PO-PT=0 , ou seja , DPD=0

20.5. Meio hipotônico : Em cero instante , PT se iguala a PO tornando a entrada e a saída de água proporcionais, logo PO-PT=0 E DPD=0

20.6. Meio hipertônico : PT=0 , pois não há deformação da parede celular, por essa razão , DPD=PO. É dito que a célula está plasmolisada.

20.6.1. O fenômeno inverso a plasmólise é a deplasmólise

20.6.1.1. Quando a célula fica exposta ao ar , perde água por evaporação e se retrai . Nesse caso , o retraimento é acompanhado ela parede celular

20.6.1.1.1. Com a parede celular retraída , exerce uma pressão no sentido de voltar à situação inicial e acaba favorecendo a entrada de água na célula vegetal , logo PT é negativo, por conseguinte , DPT=PO+PT