QUIMIOTERAPIA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
QUIMIOTERAPIA por Mind Map: QUIMIOTERAPIA

1. Drogas antineoplásticas

1.1. Ciclo-inespecíficos - Aqueles que atuam nas células que estão ou não no ciclo proliferativo, como, por exemplo, a mostarda nitrogenada.

1.1.1. Ciclo-específicos - atuam somente nas células que se encontram em proliferação, como é o caso da ciclofosfamida.

2. Tipos e finalidades da Quimioterapia

2.1. A quimioterapia pode ser feita com a aplicação de um ou mais quimioterápicos. Exemplo: quimioterapia pré-operatória aplicada em caso de sarcomas de partes moles e ósseos. • Paliativa - não tem finalidade curativa.

3. Drogas ultilizadas no tratamento do câncer (principais)

3.1. Carfilzomib: Inibidor seletivo dos proteasomos intracelulares, tornando células neoplásicas do mieloma múltiplo mais vulneráveis a morte. Seu tratamento hoje é preconizado com lenalidomida e dexametasona, desde o estudo ASPIRE (de dezembro de 2014); Crizotinib: Promissora droga para o tratamento do câncer de pulmão não-pequenas células com mutação do gene ALK, que, se por um lado, é aplicável a uma parcela muito pequena desta neoplasia (aqueles com mutação do gene correspondem a 3-5%), pelo outro apresenta resposta em mais de 50% destes pacientes, mantendo remissão da doença por uma média de 9 meses; Vismodegib: Droga elegível para pacientes com carcinoma basocelular metastático inoperáveis; OncoVex: A maior inovação do OncoVex é seu mecanismo de ação, a partir de um vírus modificado que se replica dentro de células tumorais causando diretamente sua morte e ativando o sistema imune para o mesmo intuito. A droga provou seu valor em pacientes com melanoma avançado; Vemurafenib: Droga aprovada há 2 anos para o tratamento do melanoma com resultados promissores;

4. Toxicidade dos quimioterápicos

4.1. A quimioterapia utiliza medicamentos anticancerígenos para destruir as células tumorais. Ao contrário da radioterapia ou cirurgia que tem como alvo áreas específicas, a quimioterapia alcança todo o corpo. Ela age sobre as células que crescem e se dividem rapidamente, como as células cancerígenas. Entretanto, as células normais e saudáveis do corpo também estão crescendo rapidamente, por isso são susceptíveis de serem afetadas pela quimioterapia, levando a alguns efeitos colaterais.