O texto e suas múltiplas possibilidades

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
O texto e suas múltiplas possibilidades por Mind Map: O texto e suas múltiplas possibilidades

1. Comunicação

1.1. Códigos Linguísticos

1.2. Significantes e Significados

2. Subentendidos

2.1. Implícito

2.2. Implicatura conversacional

2.3. A ideia e/ou sentido precisam ser identificados

2.4. O leitor precisa inferir para captar os implícitos

2.5. Inferência

2.6. Processo de raciocínio segundo o qual se conclui alguma coisa a partir de outra já conhecida, portanto, são insinuações escondidas por trás de uma informação

3. Interpretação

3.1. Polissemia

3.2. Leitura

3.2.1. Troca de sentidos entre sujeitos

3.2.2. Ato de criação assim como a escrita

3.2.3. Construção ativa

3.2.4. Produtores do texto (autor e leitor)

3.2.5. Atribuição de possíveis significados no texto através de pistas no mesmo

3.2.6. Texto

3.2.7. verbal ou não-verbal

3.2.7.1. Interação

3.2.7.2. Desenvolvimento de habilidades de reflexão, interpretação, análise, síntese e avaliação

3.2.7.3. Estabelecer relações entre o texto e outros textos

3.2.7.4. Reconhecer fatores fundamentais da textualidade e suas marcas linguísticas

3.2.8. Multiplica-se em outros textos

3.2.9. Sentido

3.2.10. Não está no texto, é construído a partir dele

3.2.11. Sujeito

3.2.12. Interação texto - sujeitos

3.2.13. Sujeito comunicante - sinalizações

3.2.14. Sujeito interpretante - conhecimentos

4. Compreensão

4.1. Se dá quando texto e leitor entram em contato

4.2. O leitor chega ao nível de interpretação quando é capaz de identificar os possíveis sentidos escondidos no texto, a intencionalidade do autor e relacionar o texto com o mundo

4.3. Níveis de linguagem

4.4. Nível universal

4.5. Nível histórico

4.6. Nível individual

5. Denotação

5.1. Quando o sujeito comunicante utiliza a palavra em seu sentido literal

5.2. Tem como objetivo significar o mundo a partir de seus propósitos para um sujeito interpretante

5.3. Processo de transação para proceder a análise do texto

5.4. Análise

5.5. Sujeito interpretante

5.6. Busca o sentido social - sentido de discurso

5.7. Langue

5.8. Sentido de língua

5.9. Uma visão simbolizada referencial do mundo

5.10. Mobiliza o sentido das palavras e suas regras de combinação

5.11. Força centrípeta

5.12. Semântico-linguístico

5.13. Ordem categorial - compreensão

5.14. Medidos segundo critérios de coesão

5.15. Parole

5.16. Intencionalidade

5.17. Constrói um sentido que corresponda sua intencionalidade

5.18. Para diferenciar os processos de compreensão e interpretação se estabelece uma distinção entre sentido de língua e sentido de discurso

6. Conotação

6.1. Sentido não-literal ou figurado

6.2. Pode ser visto como um ampliação do sentido literal

6.2.1. Sentido de discurso

6.3. Opacidade em relação ao mundo, define relações múltiplas de intersubjetividade

6.4. Força centrífuga

6.5. Semântico-discursivo

6.6. Ordem inferencial - interpretação

6.7. Medido segundo critérios de coerência

6.8. Origina-se de alguma semelhança real ou pressuposta entre o contexto de manifestação de sentido literal e o novo contexto em que esse sentido se expande

6.9. Fortuito

6.10. Figurativo

6.11. Indireto

6.12. Dispensável

7. Pressupostos

7.1. Ideias não expressas de maneiras explícitas

7.2. A sentença pressupõe o conteúdo

7.3. Marca Linguística: O posto

7.4. Possível Polissemia

7.5. Posto

7.6. Pode ser negado, o pressuposto não

7.7. Se o posto for negado, o pressuposto se torna incoerente