ETNOCENTRISMO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
ETNOCENTRISMO por Mind Map: ETNOCENTRISMO

1. CRISTÓVÃO COLOMBO

1.1. 1942, navegante gênova a serviço da Espanha;

1.2. Navegações de longa duração, dificuldades nas jornadas, escassez de comida, doenças, tripulações com escravos, carga viva para alimento, aventureiros, escrivães;

1.3. No caribe (atual continente americano) achou ter encontrado o paraíso terrestre;

1.4. Mas com a descoberta havia outras civilização, Maia e Incas que estavam ali bem antes.

2. ANTROPOLOGIA EVOLUCIONISTA

2.1. A cultura se apresenta de formas distintas, por que a sociedade estão em diferentes estágios de evolução;

2.1.1. Edward Tylor (1832 – 1917);

2.1.2. Não existe culturas mas sim cultura.

2.1.3. Única cultura, sociedades com diferentes estágios de evolução;

2.1.4. Seu modelo de àpice de evolução era a europa no século XIX, outras sociedades não estando no modelo eram consideradas primitivas.

2.1.5. Lewis Henry Morgan (1818 – 1881);

2.1.6. Evolucionista, acreditava que os estágios da sociedade era;

2.1.7. Selvageria – Barbarie – Civilização.

3. MULTICULTURA

3.1. Discriminilização entre etnias;

3.2. Culturura se achando o centro de tudo, não pesquisa e respeita o desconhecido;

3.3. Causa grandes danos na sociedade e chega a ser irreversível.

3.4. Respeitar, conhecer e não julgar as diferenças culturais.

3.4.1. SOLUÇÃO

4. EVOLUCIONISMO SOCIAL

4.1. Século XIX;

4.2. Darwinismo Social;

4.3. Etnias não branco eram considerados inferiores;

4.4. Extermínio justificado pela Eugenia;

4.5. Causou extinção dos aborígenes da Tasmânia;

4.6. Também ocorreu dentro da própria Europa, o auge desse processo foi com o holocausto nazista.

5. PRECONCEITO

5.1. Dicotomia;

5.2. “Primitivos x Civilizados”;

5.3. Negação das diversidades.

5.4. PRECONCEITO;

5.5. Eurocentrismo (sec. XIX – (hoje?);

5.6. Nacionalismo;

5.7. Racismo.

5.8. Intolerância, não reconhecer as diferentes culturas.

6. LÉVI STRAUSS

6.1. Raça e história teve como objetivo combater o racismo diante de um contexto pós 2a guerra mundial. Claude Levi Strauss, o autor da obra, traz a ideia de que somos parte de uma mesma estrutura biológica e não podemos falar de darwinismo social porque não existe culturas que estão em estágios de evolução inferior, logo, os humanos não podem ser classificados por estágios de evolução social. Ao longo de muita pesquisa e estudo incluindo exames científicos, constatamos e enquanto pessoas são iguais biologicamente falando. Passamos a conhecer mais a cultura um dos outros e percebemos que somos semelhantes com costumes diferentes, o índio não e menos ser humano, o negro não é menos ser humano, todos fazem parte do mesmo mundo.