Tegumentos nos Cordados

Mapa mental sobre o Tegumento dos cordados.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Tegumentos nos Cordados por Mind Map: Tegumentos nos Cordados

1. Auxilia no controle da temperatura.

2. Tegumento dos Peixes

2.1. Nos Agnatos

2.1.1. epiderme delgada com glândulas unicelulares

2.1.2. não possuem escamas

2.1.3. não produzem queratina

2.1.4. corpo revestido por fina cutícula acelular

2.2. troca periódica de epiderme desgastada

2.3. Nos Cartilaginosos e Osséos

2.3.1. pele delgada e glandular

2.3.2. normalmente sem queratina

2.3.3. possuem glândulas mucosas

2.3.4. algumas espécies apresentam glândulas de veneno

2.3.5. grande poder de recuperação

2.4. Escamas

2.4.1. De origem dérmica, classificam-se em 4:

2.4.1.1. Placoide

2.4.1.1.1. característica de peixes cartilaginosos

2.4.1.1.2. possui porções dérmicas e epidérmicas

2.4.1.2. Cosmoide

2.4.1.2.1. formada por dentina do tipo cosmoide

2.4.1.2.2. superfície constituída pelo esmalte do dentículo

2.4.1.3. Ganoide

2.4.1.3.1. evoluiu a partir da cosmoide

2.4.1.3.2. apresenta dois tipos: paleoniscoide (mais primitivo) e lepidosteoide

2.4.1.4. Elasmoide

2.4.1.4.1. derivada da ganoide do tipo lepidosteoide

2.4.1.4.2. são finas e imbricadas

2.4.1.4.3. podem ser cicloides ou ctnoides

3. O que é?

3.1. O que reveste o corpo do animal.

4. Pra que serve?

4.1. Proteção de órgãos internos.

4.2. Auxilia no balanço hídrico.

4.3. Dá pigmentação ao animal (ex: camuflagem).

4.4. Auxilia na locomoção e fixação de garras ou escamas

5. Estrutura

5.1. Vertebrados

5.1.1. Formado por duas camadas:

5.1.1.1. Epiderme

5.1.1.1.1. mais superficial origina-se na ectoderme.

5.1.1.1.2. estratificada em duas ou mais camadas.

5.1.1.1.3. produz secreções mucosas e proteináceas.

5.1.1.1.4. produz a queratina.

5.1.1.2. Derme

5.1.1.2.1. mais profunda, origina-se na mesoderme.

5.1.1.2.2. fixa o tegumento sobre o tecido muscular.

5.1.1.2.3. possuí fibras elásticas e de colágeno.

5.1.1.2.4. podem possuir fibras lisas musculares e depósito de gordura.

5.1.2. Cromatófaros

5.1.2.1. Nos endotermos:

5.1.2.1.1. melánofaros, presentes na epiderme.

5.1.2.2. Nos ectotérmicos:

5.1.2.2.1. localizados na derme.

6. Tegumento dos Anfíbios

6.1. Possui epiderme delgada.

6.2. Apresentam dois tipos de glândulas originadas na epiderme com crescimento na derme.

6.2.1. Mucosas

6.2.1.1. produzem muco

6.2.1.2. responsáveis pela manutenção da umidade da pele

6.2.1.3. essencial para respiração cultânea

6.2.2. Granulares

6.2.2.1. produzem substâncias tóxicas

7. Tegumento dos Répteis

7.1. Epiderme mais espessa impermeabilizada por queratina.

7.2. Camada epidérmica de escamas está normalmente presente.

7.2.1. trocada frequentemente.

7.3. Troca ou muda de pele.

7.3.1. relacionada a controle hormonal ou influenciada pela umidade.

7.4. Em Quelônios e Crocodilianos:

7.4.1. podendo encontrar escudo constituído por uma placa de queratina.

7.4.2. placas ósseas derivadas de escamas dérmicas sob escudos córneos.

8. Tegumento das Aves

8.1. Delgado, com pouca queratina e frouxamente unido a tecidos subjacentes.

8.2. Penas queratinizadas associadas ao tegumento.

8.2.1. desenvolvem-se na mesoderme.

8.2.2. originam-se na ectoderme.

8.3. Escamas queratinizadas nos pés

9. Tegumentos dos Mamíferos

9.1. Derme relativamente espessa.

9.1.1. variando de espécie ou região do corpo.

9.2. Maior espessura da epiderme.

9.2.1. em áreas onde se encontram os pelos ou em áreas sujeitas a pressão e abrasão.

9.3. Escamas córneas.

9.3.1. podem se formar a partir do extrato córneo como em gambás e roedores.

9.4. Possuem Glândulas, sendo elas:

9.4.1. Sudoríparas

9.4.1.1. produzem suor (exceto em baleias e peixes-boi.

9.4.1.2. excreta sal e ureia.

9.4.1.2.1. secretam substâncias oleosas que recobrem o pelo.

9.4.1.3. aumenta o atrito com as superfícies.

9.4.2. Sebáceas

9.4.2.1. auxiliam na prevenção de superaquecimento.

9.4.3. Odoríferas

9.4.3.1. produzem substâncias odoríferas que podem ser utilizadas na defesa, atração sexual ou reconhecimento.

9.4.4. Mamárias

9.4.4.1. secretam substâncias nutritivas que compõem o leite para os filhotes.

9.5. Possuem Pelos.

9.5.1. Formado por raiz expandida e haste escondida na pele.

9.5.1.1. sendo no córtex encontrado os pigmentos que dão cor aos pelos.

9.5.2. Formado por duas a três camadas.

9.5.3. Externamente encontram-se escamas microscópicas.

9.5.3.1. forma a cutícula.

9.5.4. Em grande parte das espécies acontece a muda de pelo.

9.6. Vibrissas (bigodes)

9.6.1. Pelos grossos.

9.6.2. Utilizados como órgãos táteis.

9.6.3. Terminações nervosas na raiz do pelo captam as informações do ambiente.

9.7. Pelos mais rígidos e robustos formam os espinhos.

9.8. Cornos e Chifres.

9.8.1. Estruturas de queratina que podem ser permanentes ou temporárias.

9.8.2. Utilizadas para reconhecimento, defesa ou exibição.

9.8.3. Chifres são derivados ósseos da derme temporários.

9.8.3.1. típicos de veados, renas, alces e cervos.

9.8.3.2. apresentam diversas formas.

9.8.3.3. são ramificados em animais adultos.

9.8.4. Cornos são de crescimento contínuo e não são trocados.

9.8.4.1. podem ser únicos (ex: rinoceronte).

9.8.4.2. ou duplos (ex: carneiros).