Orações Coordenadas e Subordinadas Adverbiais Por: Davi Chaves 8B

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Orações Coordenadas e Subordinadas Adverbiais Por: Davi Chaves 8B por Mind Map: Orações Coordenadas e Subordinadas Adverbiais Por: Davi Chaves 8B

1. aditivas: são aquelas que dão uma ideia de sequência ou adição de fatos ou acontecimentos. Essas orações são articuladas por meio de uma conjunção aditiva (e, nem). Ex: Eu não vou comer salada, nem tomar suco.

2. Orações Coordenadas

3. As orações coordenadas são aquelas sintaticamente independentes. Além disso, é importante dizer que esse tipo de oração pode ou não ser introduzida por uma conjunção. As orações que apresentam conjunção são chamadas de orações coordenadas sindéticas; já as que não possuem conjunção são chamadas de orações coordenadas assindéticas.

4. adversativas: são aquelas que se opõem àquilo que se declara na primeira oração. Elas são articuladas por meio de uma conjunção adversativa (porém, mas, todavia, contudo, no entanto, entretanto, não obstante). Ex: Eu queria ficar em casa, porém preciso ir ao banco.

5. conclusivas: quando expressam uma conclusão ou consequência lógica baseada na primeira oração. Elas são articuladas por meio de uma conjunção conclusiva (logo, portanto, pois, assim, então, por isso, por conseguinte, de modo que, de forma que, em vista disso). Ex: Fez uma cirurgia, por isso não irá à aula.

6. explicativas: quando expressam uma explicação para o que é dito na primeira oração. Elas são articuladas por meio de uma conjunção explicativa (porque, que, pois). Ex:Ela estava comemorando, porque foi aprovada.

7. As orações coordenadas assindéticas são aquelas que se encadeiam sem a presença de uma conjunção. Elas aparecem justapostas, separadas por vírgula. Ex:Os anos passavam, a responsabilidade crescia.

8. Orações Subordinadas Adverbiais

9. As orações subordinadas adverbiais são iniciadas com uma conjunção subordinativa (ou locução), isto é, aquelas que ligam as frases (principal e a subordinada). São classificadas em nove tipos, de acordo com a circunstância que exprimem na frase:

10. Causais As orações subordinadas adverbiais causais, exprimem causa ou o motivo sendo as conjunções integrantes adverbiais: porque, que, como, pois que, porquanto, visto que, uma vez que, já que, desde que. Exemplo: Não fomos à festa visto que estava chovendo muito.

11. Comparativas As orações subordinadas adverbiais comparativas exprimem comparação sendo as conjunções integrantes adverbiais: como, assim como, tal como, tanto como, tanto quanto, como se, do que, quanto, tal, qual, tal qual, que nem, que (combinado com menos ou mais). Exemplo: Paula é estudiosa tanto quanto seu irmão.

12. Concessivas As orações subordinadas adverbiais concessivas exprimem permissão sendo as conjunções integrantes adverbiais: embora, conquanto, por mais que, posto que, ainda que, apesar de que, se bem que, mesmo que, em que pese. Exemplo: Luciana gosta muito de dançar embora esteja com o pé quebrado.

13. Condicionais As orações subordinadas adverbiais condicionais exprimem condição sendo as conjunções integrantes adverbiais: se, caso, contanto que, salvo se, a não ser que, desde que, a menos que, sem que. Exemplo: Iremos à festa desde que não chova.

14. Conformativas As orações subordinadas adverbiais conformativas exprimem conformidade sendo as conjunções integrantes adverbiais: conforme, segundo, como, consoante, de acordo. Exemplo: Consoante às regras de conduta, Antenor preferiu alertar seus colegas de trabalho.

15. Consecutivas As orações subordinadas adverbiais consecutivas exprimem consequência sendo as conjunções integrantes adverbiais: de modo que, de sorte que, sem que, de forma que, de jeito que. Exemplo: O palestrante falou tão baixo, de forma que não conseguimos ouvir a apresentação.

16. Finais As orações subordinadas adverbiais finais exprimem finalidade sendo as conjunções integrantes adverbiais: a fim de que, para que, que, porque. Exemplo: Estamos aqui para trabalhar.

17. Temporais As orações subordinadas adverbiais temporais exprimem circunstância de tempo sendo as conjunções integrantes adverbiais: enquanto, quando, desde que, sempre que, assim que, agora que, antes que, depois que, logo que. Exemplo: Enquanto eles se divertem, nós trabalhamos.

18. Proporcionais As orações subordinadas adverbiais proporcionais exprimem proporção sendo as conjunções integrantes adverbiais: à proporção que, à medida que, ao passo que, tanto mais, tanto menos, quanto mais, quanto menos. Exemplo: À medida que o tempo passa, estamos mais distante.