CURRÍCULO /// PEDAGOGIA DO OPRIMIDO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
CURRÍCULO /// PEDAGOGIA DO OPRIMIDO por Mind Map: CURRÍCULO   ///         PEDAGOGIA DO OPRIMIDO

1. Alternativa epistemológica e metodológica para Teorização, a análise e o desenvolvimento curricular.

2. Discussões que o cercam

2.1. Propugna a ideologia do individualismo

2.2. Arena de disputa

2.3. Cerceiam-se propostas plurais e criticas

2.4. Participações centradas em troca de interesses individuais, administrativos e funcionais dos sujeitos

3. Cenário

3.1. Ideologia do individualismo

3.2. Propostas plurais e críticas

3.3. Lutas pelos próprios privilégios

4. Concepções de Currículo

4.1. Todas carrregam concepções políticas, filosóficas, antropológicas sociológicas, psicológicas e teoria do ensino aprendizagem (Embora nem sempre explícitas).

4.2. Paulo Freire Reflexão crítica sobre a prática, linguagem, diálogo participação e transformação.

5. Conceitos Centrais

5.1. Consciência Crítica

5.2. Seleção dos conhecimentos por meio da realidade dos educandos e da comunidade

5.3. Diálogo, participação autêntica e esperança, para uma pedagogia crítico-libertadora

5.4. Integrar temas da vida cotidiana as culturas e o currículo

5.5. Não neutralidade da educação

6. Trama Freiriana

6.1. CURRÍCULO exige reflexão Crítica sobre a prática

6.1.1. Viver a dialética entre A teoria e a prática.

6.1.2. Ser humano compreendido entre as relações que ele estabelece "no" e "com o mundo".

6.1.3. Problematização real, das ideias e valores.

6.2. CURRÍCULO propõem atenção as linguagens

6.2.1. Atenção as experiências sociais dialogicas

6.2.2. Diálogo com múltiplas Linguagens

6.2.3. Ética e estética juntas, não excluindo, oprimindo E que estimule a crítica e Mudança social

6.3. CURRÍCULO requer diálogo

6.3.1. Espaço/tempo de alteridade Visa a humanização do ser Humano e a rua liberdade

6.3.2. Buscando possiblidades De intervenção e mudança

6.3.3. Empenhar-se na transformação Constante da realidade

6.3.4. Diálogo entre educadores e educandos

6.4. CURRÍCULO objetiva transformação

6.4.1. Mudança das práticas, de visões de mundo e da educação

6.4.2. Conhecimento pelo confronto de argumentos

6.4.3. Comprometer-se com a transformação da realidade Para um mundo mais justo, livre e igualitário

6.4.4. Transformação como intenção do currículo

6.5. CURRÍCULO demanda participação

6.5.1. Todos os sujeitos possam "ter voz" E intervir

6.5.2. Necessidades e demandas dos sujeitos Participantes, precisarão ser problematizadas e discutidas de forma ampla e democrática

6.5.3. Participação ativa dos docentes e discentes nos momentos de planeamento e prática do currículo

7. UMA TRAMA CONCEITUAL CENTRADA NO CURRÍCULO INSPIRADA DA PEDAGOGIA DO OPRIMIDO