Freud e a Psicanálise

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Freud e a Psicanálise por Mind Map: Freud e a Psicanálise

1. Inconsciente

1.1. o que nós não sabemos de nós mesmos, o que esquecemos, o que ficou para trás e continua existindo. Conteúdos inconscientes na psique.

2. Desejo

2.1. é o impulso de recuperar a perda da primeira experiência de satisfação.

2.2. Pode ser conscientes ou não.

2.2.1. Estes desejos, que são inconscientes, estão na base da formação dos sonhos, dos atos falhos, chistes, criações artísticas e, o mais importante para clínica, dos sintomas.

3. Formação de Compromisso

3.1. A grosso modo podemos entender que uma parte da psique quer uma coisa e uma outra parte quer outra. Por isso, até um pesadelo é uma realização de desejo.

3.2. conceito que reúne todas as formações (sonhos, sintomas, atos falhos) em um mesmo arcabouço teórico.

4. Sexualidade Infantil

4.1. a sexualidade é pensada de maneira ampla e não se resume ao ato sexual, nem tem início na puberdade.

4.2. Desde a infância, o sujeito vivencia o prazer em seu corpo, nas chamadas zonas erógenas

5. Complexo de Edipo

5.1. bastante conhecida a ideia de que o menino tem afetos por sua mãe e rivalidade com seu pai.

6. Estruturas da Psique

6.1. A partir das relações do Édipo (situadas por volta dos 3 a 5 anos) que a estrutura permanente da personalidade é formada, com três possíveis resultados: neurose, psicose ou perversão.

6.2. a normalidade para a psicanálise não é uma questão de não ter uma estrutura psicopática, mas sim em ter sintomas que são menos graves. A diferença é de grau.

7. Transferencia/Livre Associação

7.1. A técnica consiste em dizer tudo o que vem a mente, procurando afastar toda e qualquer resistência. Com o processo de análise, o sujeito transfere relações anteriores de sua vida para o analista.

8. Pulsão de Morte

8.1. Freud tinha ideia de que a psique buscava o prazer. O que é sentido como desprazer, então, era explicado como um conflito psíquico.

8.1.1. Existe uma tendência na psique que também busca o desprazer e a repetição do desprazer.

9. Self

9.1. É o ser total: o corpo, os instintos, os processos conscientes e inconscientes.

10. Pulsões e Instintos

10.1. Instintos são pressões que dirigem um organismo para determinados fins particulares.

10.1.1. Todo instinto tem quatro componentes: uma fonte, uma finalidade, uma pressão e um objeto.

11. Instintos Basicos

11.1. duas forças instintivas opostas: a sexual (erótica ou fisicamente gratificante) e a agressiva ou destrutiva.

11.1.1. Os instintos seriam então, canais através dos quais a energia pudesse fluir.

11.1.2. encararam essas forças ou como mantenedoras da vida ou como incitadoras da morte.

12. Libido e Energia Agressiva

12.1. Cada um destes instintos gerais teria uma fonte de energia separadamente. Libido ("desejo" ou "anseio") é a energia aproveitável para os instintos de vida

12.1.1. característica importante da libido é sua mobilidade, ou a facilidade com que pode passar de uma área de atenção para outra

13. Catexia

13.1. Processo pelo qual a energia libidinal disponível na psique é vinculada a ou investida na representação mental de uma pessoa, idéia ou coisa.