Mineração na América Portuguesa

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Mineração na América Portuguesa por Mind Map: Mineração na América Portuguesa

1. Guerra dos Emboabas (1707 - 1709)

1.1. se deu após a descoberta do ouro pelos bandeirantes paulistas na região hoje conhecida como Minas Gerais

1.2. Os emboabas eram o apelido dos estrangeiros e forasteiros brasileiros vindo de outras partes da colônica

1.3. Conflito: Bandeiras paulistas x Emboabas

1.4. Consequências da Guerra

1.4.1. Controle administrativo e fiscal da metrópole sobre a região

1.4.2. Elevação da Vila de São Paulo de Piratininga à categoria de cidade

1.4.3. Em 1720 foi criado a capitania de Minas Gerais

1.4.4. Muitos paulistas saíram do local e seguiram para outros locais em busca de ouro sendo os atuais estados de Mato Grosso e Goiás

2. O controle das minas pela Coroa Portuguesa

2.1. Intendências das Minas órgão que policiava a atividade mineradora

2.2. Assim que o minerador descobrisse uma mina deveria comunicar a intendência

2.3. Casas de fundição

2.3.1. derretiam o ouro e transformavam em barra com o selo da coroa portuguesa

2.4. O quinto

2.4.1. 20% do ouro encontrado cabia à Coroa

2.5. 1750, foi substituído o quinto por uma taxa anual de 1500 quilos de ouro

3. Diamantes no Distrito Diamantino

3.1. Em 1729 foram descobertas jazidas de diamantes na região conhecida como Arraial do Tijuco

3.2. A grande quantidade de pedras preciosas na Europa fez com que a mineração do diamante não fosse tão importante como a do ouro

4. Revolta de Vila Rica

4.1. A criação das casas de fundição vai causar uma revolta entre os mineradores

4.2. Em 1720 se iniciou a revolta em Vila Rica (atual Ouro Preto)

4.2.1. Filipe dos Santos foi um tropeiro com o papel de liderança na revolta

4.2.1.1. Foi morto pela coroa portuguesa com o fim da revolta

4.2.2. Um documento acerca do descontentamento foi levado a Portugal

4.2.2.1. As exigências eram as seguintes:

4.2.2.1.1. redução de impostos

4.2.2.1.2. retirar a obrigatoriedade da fundição de ouro

4.2.2.1.3. extinção dos monopólios de carne, aguardente, fumo e sal.

5. Significado de Monopólio: Comércio abusivo no qual uma pessoa ou um grupo possui determinado produto e vende a um preço muito caro

6. O declínio da mineração

6.1. A partir de 1730 a mineração cresceu muito como atividade

6.2. Em 1770 diminuiu até o final do século

6.3. O esgotamento e a falta de técnica levaram ao fim desta atividade

7. Sociedade nas gerais

7.1. Novos elementos da sociedade

7.1.1. Mascate

7.1.1.1. vendedor ambulante que percorria as vilas, arrais e cidades

7.1.2. Tropeiros

7.1.2.1. conduziam gado bovino e carne do sul para as Gerais

7.1.3. Garimpeiros

7.1.3.1. homem livre que trabalhava na mineração de ouro e diamantes

7.2. Escravidão

7.2.1. Escravos

7.2.1.1. faziam a maior parte do trabalho colonial

7.2.1.1.1. transporte

7.2.1.1.2. construções

7.2.1.1.3. mineração

7.2.1.2. Na mineração do ouro morriam em bastante quantidade devido aos riscos e as condições de trabalho

7.2.1.3. tinham mais oportunidade de conseguir a alforria do que um escravo rural

7.2.2. Escravas

7.2.2.1. Participavam da economia e práticas sociais

7.2.2.1.1. roceiras

7.2.2.1.2. comerciantes

7.2.2.1.3. quitandeiras

7.2.2.1.4. cozinheiras

7.2.2.1.5. além de participarem de motins e revoltas

7.2.2.2. devido a falta de mulheres brancas muitas escravas eram alforriadas para se casarem

8. Cultura na região mineradora

8.1. irmandades religiosas

8.1.1. importantes para a construção de igrejas e obras artísticas

8.2. estilo barroco

8.2.1. Aleijadinho

8.2.1.1. construtor de igrejas e esculturas religiosas

8.3. literatura

8.3.1. poetas como Tomás Antônio Gonzaga