Tomografia - História

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Tomografia - História por Mind Map: Tomografia - História

1. Raios X

1.1. 1878

1.1.1. Descoberta dos raios catódicos

1.1.1.1. William Crookes (1832-1919)

1.1.1.1.1. Tubo de Crookes

1.2. 1895

1.2.1. Descoberta dos raios X

1.2.1.1. Wilhelm Röetgen (1845-1923)

1.2.1.1.1. Observou que a radiação emitida pelo tubo marcava o cartão

1.2.1.2. Estudando a luminescência produzida pelo tudo de Crookes

1.3. 1901

1.3.1. Prêmio Nobel pela descoberta do Raios X

1.3.1.1. Wilhelm Röetgen (1845-1923)

2. Histórico

2.1. 1917

2.1.1. Desenvolveu-se a solução matemática para reconstrução de projeções

2.1.1.1. Johann Radon (1887-1956)

2.1.1.2. Transformada De Radon

2.1.1.2.1. Define a linha integral de uma projeção

2.2. 1930

2.2.1. Surgimento da Estratigrafia

2.2.1.1. Ziedses des Plates (1902-1930)

2.2.1.2. Baseava-se no movimento linear simultâneo do filme e do Raio X, em direções opostas.

2.2.1.2.1. As imagens mais próximas ficavam mais nítidas e as mais longe do foco ficavam desfocadas

2.2.1.3. Também chamado de tomógrafo multidirecional

2.3. 1931

2.3.1. Desenvolvimento e estudo completo sobre Tomografia Linear

2.3.1.1. Conhecida como a antecessora da da TC

2.3.1.1.1. Alessadro Vallebona (1899-1987)

2.3.1.1.2. O equipamento gira-se em torno de 1 eixo onde o paciente ficava localizado

2.3.1.1.3. Posteriormente chamada de tomografia axial

2.3.1.2. Também chama de Planigrafia

2.3.1.2.1. Premitia fazer imagem de vários ângulos

2.3.1.3. Conhecido como primeiro tomógrafo médico

2.4. 1955

2.4.1. Encontra-se a solução matemática para processamento digital das imagens

2.4.1.1. Allan M. Cormack (1924-1998)

2.4.1.2. Através da transformada de Radon

2.5. 1961

2.5.1. Construção do primeiro protótipo de um tomografo

2.5.1.1. William H. Oldendorf (1925-1992)

2.5.1.2. Utilizando as primeiras aplicações de reconstrução médica

2.5.1.3. Foi considerado comercialmente inviável

2.6. 1963

2.6.1. Cálculos teóricos da tomografia computadorizada

2.6.1.1. Allan M. Cormack (1924-1998)

2.7. 1967

2.7.1. Estudo de tomografia computadorizada com raios gama

2.7.1.1. Godfrey N. Hounsfield (1919-2004)

2.7.1.1.1. Através de uma pesquisa no EMI

2.7.1.2. Demorava 9 dias para aquisição dos dados

2.7.1.3. Utilizava fontes de raios gama

2.7.1.4. 3 horas para reconstruí-los no computador.

2.7.1.5. Substituído pela primeira geração da TC

2.8. 1972

2.8.1. Primeira Geração -Tomografia Axial

2.8.1.1. Godfrey N. Hounsfield (1919-2004)

2.8.1.2. Anodo fixo

2.8.1.3. Possuía de 1-3 detectores para cérebro

2.8.1.4. Utilizava raios X um único tubo

2.8.1.5. Tipo de rotação: Translação-rotação

2.8.1.6. Tipo de feixes: Formato de pincel ou linear (pencil beam)

2.8.1.7. Capacidade de varredura: 180º em torno do paciente;

2.8.1.8. Tempo de varredura: aproximadamente 5,5 minutos para a obtenção de cada corte individual.

2.8.1.9. Proibido de se trabalhar devido as taxas de doses altas

2.9. 1974

2.9.1. Segunda geração - primeira TC de corpo inteiro

2.9.1.1. Robert S. Ledley (1926-2012)

2.9.1.2. Possui apenas um tubo de raios X

2.9.1.3. Anódio Giratório

2.9.1.4. Presença de 30-60 detectores opostos ao tubo de raios X,

2.9.1.5. Feixes em forma de leque com abertura de 10º (norrowfan beam)

2.9.1.6. Capacidade de varredura: 180º em torno do paciente

2.9.1.7. Tempo de varredura: cerca de 20 segundos a 3,5 minuto para cada corte

2.9.1.8. Proibido devido as altas taxas de dose

2.10. 1975

2.10.1. Terceira Geração

2.10.1.1. Eliminou a varredura Linear

2.10.1.2. Possui apenas um tubo de raios X

2.10.1.3. Anódio Giratório

2.10.1.4. Presença de até 960 detectores opostos ao tubo de raios X; Forma arco de 30º a 40º

2.10.1.5. Feixe em forma de leque rotativo

2.10.1.6. Capacidade de varredura: Rotação continua (360º) em torno do paciente

2.10.1.7. Tempo de varredura: 2 a 10 segundos cada corte

2.11. 1979

2.11.1. Prêmio Nobel de Medicina

2.11.1.1. Ganhadores Alan Cormack e Godfrey Hounsfield

2.11.1.2. Pelo desenvolvimento da Tomografia computadorizada

2.12. 1980

2.12.1. Quarta Geração

2.12.1.1. Presença de apenas um tubo de raios X

2.12.1.2. Anódio Giratório

2.12.1.3. Feixe em forma de leque

2.12.1.4. Tecnologia Slip Ring

2.12.1.4.1. Anel de ligas especiais, que fornece tensão para o tubo de raio-x

2.12.1.5. Capacidade de varredura: Rotação continua (360º) em torno do paciente

2.12.1.6. Arco de 360º de detectores fixos no gantry com cerca de 4000-4800 detectores

2.12.1.7. Inviabilizado pelo alto custo

2.13. 1989

2.13.1. Quinta Geração

2.13.1.1. Desenvolvida especificamente para uso em tomografia cardíaca

2.13.1.2. Utilizava feixes de elétrons que eram defletidos e focalizados em anéis de alvo com grande diâmetro posicionados no gantry

2.13.1.3. Possuía múltiplos anéis de alvo e múltiplos anéis detectores

2.13.1.4. Devido a não possuir partes móveis, eram extremamente rápidos

2.13.1.5. Dezenas de milisegundos por fatia

2.13.1.6. Inviabilizado pelo alto custo

2.13.1.7. Rotação continua tubo de raios X/detector

2.14. 1990

2.14.1. Sexta Geração - Tomografia Helicoidal

2.14.1.1. Giro de 360º do conjunto tubo-detector (1 s)

2.14.1.2. Dois tipos de movimentos

2.14.1.2.1. O primeiro movimento é o movimento do paciente de forma contínua e longitudinal pela abertura do gantry

2.14.1.2.2. o segundo movimento é o movimento de 360º do tubo de raios X juntamente com os detectores, localizados no anel do gantry

2.14.1.3. Vantagens

2.14.1.3.1. Diminuição de artefatos nas imagens

2.14.1.3.2. Aumento na velocidade de escaneamento

2.14.1.3.3. Rapidez na obtenção das imagens

2.14.1.3.4. Redução do tempo de exposição do paciente à radiação

2.14.1.4. Pitch: Representa a razão entre o deslocamento da mesa pela espessura de corte

2.14.1.5. Interpolação

2.14.1.5.1. A aquisição em 180 graus e interpola os próximos 180 nos protocolos com pitch maior que 1:1

2.14.1.6. Tipo de feixe: Feixe Cônico

2.15. 1998

2.15.1. Sétima Geração - Tomografia mutlislice

2.15.1.1. Multidetectores (canais)

2.15.1.1.1. Múltiplos conjuntos de anéis detectores de formas estrategicamente emparelhada

2.15.1.1.2. Múltiplas aquisições simultâneas

2.15.1.2. Reconstrução em vários cortes

2.15.1.3. Aparelhos com mais 64 canais

2.15.1.3.1. Conjuntos de anéis detectores

2.15.1.4. 140 imagens por segundo

2.15.1.5. Tempo de revolução menor que 0,5 segundos

2.15.1.6. Espessura de corte menor que 1mm

2.15.1.7. Desvantagem: O custo do aparelho aumenta com o aumento do número de canais

3. Tomografia Computadoriza

3.1. Utiliza radiação Ionizante

3.1.1. Raios X

3.2. Estuda o corpo humano através de fatias em plano

3.2.1. Axial ou horizontal

3.2.2. Coronal

3.2.3. Sagital

3.3. Tomos

3.3.1. Cortes/Fatias

3.4. Grafia

3.4.1. Estudo

3.5. Computadorizada

3.5.1. Utiliza computadores