Primeira República

Mapa mental focado nos principais conceitos da Primeira República, assunto recorrente na prova do ENEM e outros vestibulares do Brasil.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Primeira República por Mind Map: Primeira República

1. Revolta da Vacina

1.1. A Revolta da Vacina foi uma rebelião popular contra a vacina anti-varíola, ocorrida no Rio de Janeiro, em novembro de 1904.

1.2. Entre 10 e 16 de novembro de 1904, as camadas populares do Rio de Janeiro saíram às ruas para enfrentar os agentes da Saúde Pública e a polícia.

1.3. O centro do Rio de Janeiro foi transformado numa praça de guerra com bondes derrubados, edifícios depredados e muita confusão na Avenida Central (atual Avenida Rio Branco).

1.4. A revolta popular teve o apoio de militares que tentaram usar a massa insatisfeita para derrubar, sem sucesso, o presidente Rodrigues Alves.

1.5. O movimento rebelde foi dominado pelo governo, que prendeu e enviou algumas pessoas para o Acre. Em seguida, a Lei da Vacina Obrigatória foi modificada, tornando facultativo o seu uso.

2. Pode ser chamada também:

2.1. República Oligárquica

2.2. República do Café com Leite

2.3. República dos Coronéis

2.4. Com a vitória da Revolução de 30 e a fim de reforçar a ideia que começava um novo tempo, passou a ser chamada pejorativamente de República Velha.

3. Presidente

3.1. Marechal Deodoro da Fonseca

3.1.1. Renuncia em 1891 e seu vice, Floriano Peixoto, assume o cargo.

4. República da Espada

4.1. (1889-1894): governos dos militares de Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto

5. República Oligarquica

5.1. (1895-1930): governos das oligarquias rurais de São Paulo e Minas Gerais. É o chamado coronelismo, praticado, principalmente, pelos cafeicultores, aliados aos produtores rurais de outros estados.

6. Guerras

6.1. Guerra de Canudos

6.1.1. Confronto entre um movimento popular de fundo sócio-religioso e o Exército da República, que durou de 1896 a 1897, na então comunidade de Canudos, no interior do estado da Bahia, no Brasil.

6.1.2. O episódio foi fruto de uma série de fatores como a grave crise econômica e social em que encontrava a região à época, historicamente caracterizada pela presença de latifúndios improdutivos, situação essa agravada pela ocorrência de secas cíclicas, de desemprego crônico; pela crença numa salvação milagrosa que pouparia os humildes habitantes do sertão dos flagelos do clima e da exclusão econômica e social.

6.2. Contestado

6.2.1. A Guerra do Contestado (1912 – 1916) teve lugar na Região Sul do Brasil, entre as fronteiras do Paraná e Santa Catarina, e foi um conflito sócio-político causado pela disputa desses territórios, por isso, recebe o nome de contestado.

6.2.2. O motivo do conflito se deu pela criação da linha férrea que ligaria São Paulo e Rio Grande do Sul, deixando os camponeses que habitavam a região em condições precárias em detrimento dos interesses dos coronéis.

6.3. Revolta da Chibata

6.3.1. A Revolta da Chibata foi uma agitação militar na Marinha do Brasil, ocorrida no Rio de Janeiro, de 22 a 27 de novembro de 1910. A luta contra os castigos físicos, baixos salários e as péssimas condições de trabalho são as principais causas da revolta.

7. Política

7.1. Sistema de alianças baseado na troca de favores

7.1.1. Deste modo, os governadores apoiavam a eleição de um Congresso Nacional favorável ao presidente. Em troca, recebiam mais recursos e garantiam nomeações em cargos políticos os aliados.

7.2. Política do café com leite

7.2.1. O nome fazia referência a alternância de poder de presidentes oriundos de Minas Gerais e São Paulo ou que eram apoiados por esses Estados.

7.2.2. Os dois estados eram dominados pelo PRM (Partido Republicano Mineiro) e PRP (Partido Republicano Paulista).

7.2.3. Apesar de ser um mito difundido, a maior riqueza de Minas Gerais era o café e não o leite. Já São Paulo era o estado líder deste produto.

8. Sistema eleitoral

8.1. No início da primeira república foi instituído o voto aberto para maiores de 21 anos aos cidadãos que sabiam ler e escrever. No entanto, soldados e religiosos estavam excluídos do processo eleitoral.

8.1.1. No entanto, a maioria da população era analfabeta e dos 12 milhões de habitantes, somente 10% conseguia participar do processo eleitoral.

8.2. Já as mulheres viviam uma situação ambígua, pois a Constituição brasileira especificava que somente os homens podiam votar, mas não proibia explicitamente o voto feminino. Esta brecha foi aproveitada para que algumas mulheres solicitassem seu direito ao voto.

8.3. Voto de Cabresto

8.3.1. As eleições eram marcadas por fraudes e os coronéis indicavam em quem o eleitor pobre deveria votar.

8.4. O resultado das eleições estava a cargo da Comissão Verificadora. Essa comissão era favorável ao presidente e, não raro, distorcia resultados aprovando nomes de deputados e senadores aliados.

9. Economia

9.1. Café

9.1.1. Mais de 50% das exportações brasileiras.

9.1.2. São Paulo maior produtor de café brasileiro da época.

9.2. Outros: Açúcar, algodão, borracha e cacau.

10. Industrialização

10.1. São Paulo com 31% das fábricas brasileiras concentradas na região.

10.2. Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e a dificuldade de importar produtos industrializados, a indústria no Brasil ganhará mais relevância

11. Fim da Primeira República

11.1. O ciclo da Primeira República chega ao fim com o Golpe de 1930, contra o presidente Washington Luís.

11.2. A crise econômica provocada pela queda dos preços do café e a insatisfação dos governadores que ficavam fora da política oligárquica, terminaram por causar uma ruptura neste sistema.

11.3. Os governadores do Rio Grande do Sul e da Paraíba, apoiados por estados que não se beneficiavam da política do café com leite, se aliaram para apresentar a candidatura do gaúcho Getúlio Vargas.

11.4. Desta maneira, quando o candidato paulista Júlio Prestes é vencedor das eleições de 30, Vargas impede sua posse, apoiado por parte do Exército.

11.5. Como não houve reação para defender o governo, Vargas assume a presidência da República e ali ficaria até 1945.