CICLO DO OURO NO BRASIL

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
CICLO DO OURO NO BRASIL por Mind Map: CICLO DO OURO NO BRASIL

1. PRIMEIRO ACHADO:

1.1. O primeiro grande achado ocorreu nos sertões de Taubaté, no ano 1697

2. INCONFIDÊNCIA MINEIRA

2.1. Com as altas cobranças e os abusos de poder político português sobre o povo brasileiro o mesmo provocou enormes conflitos com os colonos. Entre estes conflitos, o mais notável fora a Inconfidência Mineira.

2.1.1. Foi uma tentativa de revolta abortada pelo governo em 1789, contra, entre outros motivos, a execução da derrama e o domínio português.

2.1.1.1. No final do século XVIII, o Brasil ainda era colônia de Portugal e sofria com os abusos políticos e com a cobrança de altas taxas e impostos.

2.2. CAUSAS:

2.2.1. Com a grande exploração, o ouro começou a diminuir nas minas. Mesmo assim as autoridades portuguesas não diminuíam as cobranças. Nesta época, Portugal criou a Derrama. Esta funcionava da seguinte forma: cada região de exploração de ouro deveria pagar 100 arrobas de ouro (1500 quilos) por ano para a metrópole. Quando a região não conseguia cumprir estas exigências, soldados da coroa entravam nas casas das famílias para retirarem os pertences até completar o valor devido.

3. QUEM ESTAVA ENVOLVIDO:

3.1. Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, São Paulo e Portugal.

3.1.1. Minas foi o principal precursor da extração do ouro, muitas pessoas de diversas regiões se mudaram para Minas Gerais para poder achar ouro e jóias preciosas.

4. PRIMEIRA CORRIDA DO OURO:

4.1. Se início com a chegada dos portugueses e com o passar do tempo atingiu seu auge entre fins do século XVII e a primeira metade do século XVIII.

4.1.1. Portugal começou a desenvolver diversas estratégias para regular e fiscalizar a arrecadação de tributos, adotando várias medidas que impactaram no cotidiano não somente na região das minas, como também em outras partes da Colônia e Metrópole.

4.1.1.1. Este período foi demarcado por um processo de mineração em larga escala, que se caracterizou como a principal atividade econômica colonial.

4.2. O auge deste ciclo, no século XVIII, gerado um grande fluxo de pessoas e mercadorias nas regiões citadas, desenvolvendo-as intelectual (chegada de ideias iluministas trazidas pela elite recém intelectualizada) e economicamente (produção alimentar para subsistência e pequenas manufaturas).

5. ÉPOCA EM QUE ACONTECEU

5.1. A época em que ocorreu foi no final do século XVII, quando o açúcar entrava em crise.

6. HISTÓRIA DO OURO NO BRASIL

6.1. Perto do fim do século XVII a produção açucareira brasileira enfrentava uma vasta crise decorrida à prosperidade dos engenhos açucareiros nas colônias holandesas, francesas e inglesas da América Central. Portugal dependia, e muito, dos impostos que eram cobrados da colônia a Coroa passou a estimular seus funcionários e demais habitantes, principalmente os do Planalto de Piratininga, atual São Paulo, a desbravar as terras ainda desconhecidas em busca de ouro e pedras preciosas.

7. PRINCIPAIS MECANISMOS DE CONTROLE FORAM:

7.1. Quinto

7.1.1. Derrama

7.1.1.1. Capitação

7.1.1.1.1. imposto pago pelo senhor de lavras por cada escravo que trabalhava em seus lotes.

7.1.1.2. uma quota de aproximadamente 1.500 kg de ouro por ano que deveria ser atingida como meta pela colônia, caso contrário, penhoravam-se os bens dos senhores de lavras

7.1.2. 20% de toda a produção do ouro caberiam ao rei de Portugal

8. Os Inconfidentes

8.1. O grupo, liderado pelo alferes Joaquim José da Silva Xavier, conhecido por Tiradentes, era formado pelos poetas Tomas Antonio Gonzaga e Cláudio Manuel da Costa, o dono de mina Inácio de Alvarenga, o padre Rolim, entre outros representantes da elite mineira.

8.2. QUAL ERA A IDEIA DO GRUPO:

8.2.1. era conquistar a liberdade definitiva e implantar o sistema de governo republicano em nosso país. Sobre a questão da escravidão, o grupo não possuía uma posição definida. Estes inconfidentes chegaram a definir até mesmo uma nova bandeira para o Brasil. Ela seria composta por um triangulo vermelho num fundo branco, com a inscrição em latim: Libertas Quae Sera Tamen (Liberdade ainda que Tardia).

9. As Consequências da Inconfidência Mineira:

9.1. A Inconfidência Mineira transformou-se em símbolo máximo de resistência para os mineiros, a exemplo da Guerra dos Farrapos para os gaúchos, e da Revolução Constitucionalista de 1932 para os paulistas. A Bandeira idealizada pelos inconfidentes foi adotada pelo estado de Minas Gerais.

10. Marina scamardi figueiredo