QUIMIOTERAPIA

Mapa Mental ( QUIMIOTERAPIA)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
QUIMIOTERAPIA por Mind Map: QUIMIOTERAPIA

1. Toxicidade hematológica

1.1. Cada tratamento possui sua toxidade especifica, podendo afetar:

1.1.1. Rins

1.1.2. Pulmões

1.1.3. Sistema reprodutivo

1.1.4. Folículos capilares

1.1.4.1. Sistema nervoso

1.1.4.1.1. Medula Óssea

2. A quimioterapia é um tratamento utilizado principalmente na luta contra certos tipos de câncer

3. TIPOS DE QUIMIOTERAPIA

3.1. Adjuvante

3.1.1. Neoadjuvante

3.1.1.1. Exclusiva

3.1.1.1.1. Combinada

3.1.1.1.2. Quando a quimioterapia é o principal tratamento nessa caso

3.1.1.2. Administrada antes para que o tumor diminua e evitar que o tratamento seja agressivo

3.1.2. Administrada após o tratamento para impedir que a doença volte

4. Os medicamentos mais comuns utilizados para a quimioterapia adjuvante e neoadjuvante incluem:

4.1. Antraciclinas

4.2. Taxanos

4.3. Ciclofosfamida

4.4. Carboplatina

4.5. Droga Antineoplásticos

4.5.1. O que são drogas Antineoplásticos?

4.5.1.1. são medicamentos utilizado para destruir neoplasmas ou células malignas e, tem a finalidade de evitar ou inibir o crescimento e a disseminação de tumores.

4.5.1.2. As drogas antineoplásicas podem ser classificadas de acordo como:

4.5.1.2.1. Ciclo-inespecíficos - Aqueles que atuam nas células que estão ou não no ciclo proliferativo, como, por exemplo, a mostarda nitrogenada

4.5.1.2.2. Ciclo-específicos - atuam somente nas células que se encontram em proliferação, como é o caso da ciclofosfamida.

4.5.1.2.3. Fase-específicos - Aqueles que atuam em determinadas fases do ciclo celular

4.5.1.2.4. Tambem podendo ser classificadas com base nos alvos tradicionais da quimioterapia antineoplásica:

4.5.1.3. Mecanismo da droga Antineoplásticos

4.5.1.3.1. A maioria das drogas utilizadas na quimioterapia antineoplásica interfere de algum modo nesse mecanismo celular e a melhor compreensão do ciclo celular normal levou à definição clara dos mecanismos de ação da maioria das drogas, doses sucessivas do agente antineoplásico necessitam ser aplicadas visando à destruição das células remanescentes, o que acontece em proporção constante, a cada ciclo quimioterápico. Entre as doses aplicadas, existe uma repopulação celular e, sendo o tratamento cíclico, a população de células eliminadas é maior do que a população anterior, busca-se, de forma ideal, com cada repetição da dose do agente antineoplásico, obter a morte de uma mesma proporção de células até a última célula

5. EFEITOS DO TRATAMENTO

5.1. Constipação

5.2. Diarreia

5.3. Fadiga

5.4. Mucosite

5.5. Náusea e vômito

5.6. Queda de cabelo

6. Finalidades da Quimioterapia

6.1. • Curativa (ou primária) - tratamento de clientes com câncer localizado, para os quais há a alternativa de controle completo do tumor. Ex.: leucemias agudas e tumores germinativos

6.2. • Paliativa - minimizar os sintomas decorrentes da proliferação tumoral e melhorar a qualidade de vida do paciente, aumentando seu tempo de sobrevida, em função de uma redução importante do número de células neoplásicas.

6.3. • Potencializadora - utilizada simultaneamente à radioterapia, com o objetivo de potencializar o efeito das drogas no local irradiado e conceitualmente não interfere no efeito sistêmico do tratamento.

6.4. • Adjuvante - administrada posteriormente ao tratamento principal quer seja cirúrgico ou radioterápico, tem por objetivo promover a eliminação da doença residual metastática potencial não detectável clinicamente (micrometástases), porém presumidamente existente.

6.5. • Neoadjuvante - administrada previamente ao tratamento definitivo, quer seja cirúrgico ou radioterápico, tem como objetivo tanto a diminuição do volume tumoral, quanto à eliminação de metástases não detectáveis clinicamente já existentes ou eventualmente formadas no momento da manipulação cirúrgica. Ex.: sarcomas, tumores de mama avançados.