ANEST├ëSICOS LOCAIS ­čĺŐ

Come├žar. ├ë Gratuito
ou inscrever-se com seu endere├žo de e-mail
Rocket clouds
ANEST├ëSICOS LOCAIS ­čĺŐ por Mind Map: ANEST├ëSICOS LOCAIS ­čĺŐ

1. Os aneste╠üsicos locais sa╠âo bases fracas que agem no axo╠énio, bloqueando de modo reversi╠üvel a gerac╠ža╠âo e conduc╠ža╠âo do impulso nervoso. Esses fa╠ürmacos te╠ém ac╠ža╠âo sob qualquer parte do sistema nervoso e em qualquer tipo de fibra.

2. Além de se prestarem ao uso nos procedimentos cirúrgicos, estão sendo associados ao tratamento da dor crônica, com os opióides, o que reduz a tolerância destes, no tratamento da artrite reumatóide e câncer

3. Aneste╠üsicos locais esta╠âo disponi╠üveis como soluc╠žo╠âes injeta╠üveis, sprays, cremes e ge╠üis. Eles sa╠âo preparados como um sal de hidrocloreto para permitir que sejam dissolvidos em a╠ügua, resultando em uma soluc╠ža╠âo a╠ücida.

4. Alguns aneste╠üsicos locais em baixas concentrac╠žo╠âes possuem propriedade vasodilatadora, o que aumenta sua absorc╠ža╠âo siste╠émica.

5. Aneste╠üsico local pode ser definido como uma droga que pode bloquear de forma reversi╠üvel a transmissa╠âo do esti╠ümulo nervoso no local onde for aplicado, sem ocasionar alterac╠žo╠âes no ni╠üvel de conscie╠éncia. Existem muitas drogas que, ale╠üm de seu uso cli╠ünico habitual, exercem atividade aneste╠üsica local.

6. O primeiro anestésico local foi à cocaína, extraído de folhas de Erythroxylon coca, isolado em 1860, por Albert Niemann. Outros anestésicos locais, do tipo éster, surgiram depois, entre eles, a procaína (1905), tetracaína (1932) e cloroprocaína (1952).

7. Os aneste╠üsicos locais bloqueiam a ac╠ža╠âo de canais io╠énicos na membrana celular neuronal, impedindo a neurotransmissa╠âo do potencial de ac╠ža╠âo. A forma ionizada do aneste╠üsico local liga-se de modo especi╠üfico aos canais de so╠üdio, inativando-os e impedindo a propagac╠ža╠âo da despolarizac╠ža╠âo celular. Pore╠üm, a ligac╠ža╠âo especi╠üfica ocorre no meio intracelular, por isso e╠ü necessa╠ürio que o aneste╠üsico local em sua forma molecular ultrapasse a membrana plasma╠ütica para enta╠âo bloquear os canais de so╠üdio.

8. Os aneste╠üsicos locais devem ser infiltrados em a╠üreas pro╠üximas aos nervos que devem ser bloqueados ÔÇô incluindo pele, tecido subcuta╠éneo e espac╠žos intratecal e epidural.

8.1. Parte das drogas sera╠ü absorvida para a circulac╠ža╠âo siste╠émica: a quantidade dependera╠ü do fluxo sangui╠üneo no tecido onde foi administrado o aneste╠üsico e dos efeitos que a droga ou seus aditivos podem desencadear na circulac╠ža╠âo local.