CONTRAÇÃO MUSCULAR

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
CONTRAÇÃO MUSCULAR por Mind Map: CONTRAÇÃO MUSCULAR

1. A contração muscular acontece de forma concêntrica, excêntrica e isométrica.

2. A contração muscular é o deslizamento da actina sobre a miosina nas células musculares, fazendo com que aconteça o movimento do corpo.

2.1. As fibras musculares contém os filamentos de proteínas contráteis de actina e miosina, dispostas lado a lado. Esses filamentos se repetem ao longo da fibra muscular, formando o sarcômero.

2.1.1. O sarcômero é a menor unidade funcional da contração muscular.

3. A contração muscular ocorre através do estímulo do sistema nervoso, através das proteínas contráteis, actina e miosina, além de energia para contração, que é fornecida pelo ATP.

4. Para acontecer a contração muscular, o cérebro envia sinais, através do sistema nervoso, para o neurônio motor que está em contato com as fibras musculares. Quando próximo da superfície da fibra muscular, o axônio perde bainha de mielina e dilata-se, formando a placa motora. Os nervos motores se conectam aos músculos através das placas motoras.

5. Músculos longos possui efeito em série predomina aumentando a velocidade, já os músculos curtos possui efeito em paralelo, maior ASTF e predomina a força.

6. Para que ocorra a contração muscular o sistema depende da disponibilidade dos íons cálcio e o relaxamento muscular depende da ausência ou diminuição deste íon. O retículo sarcoplasmático é quem regula o fluxo de íons cálcio, para a realização dos ciclos de contração muscular.

7. Força é proporcional ao n° pontes cruzadas

8. No músculo estriado esquelético, a contração se dá pela interação entre os dois filamentos de proteínas nos sarcômeros (actina e a miosina). A cabeça da miosina empurra os filamentos de actina, gerando a contração muscular. Em condições de relaxamento, ou seja, enquanto o músculo está descontraído, este ponto de conexão entre os filamentos está ocupado por uma terceira proteína denominada tropomiosina, que envolve filamentos de actina. Assim, para uma contração ocorrer, a tropomiosina deve liberar o ponto de ligação entre a actina e a miosina. Além disso, a cabeça da miosina deve apresentar um movimento para atingir o filamento de actina, e realizar o “empurrão”. Resumindo: duas ações conjuntas são necessárias para a contração muscular: a) movimentação da cabeça da miosina para atingir a actina; b) liberação deste ponto de ligação no filamento de actina, que está, em condições de relaxamento muscular, ocupado por tropomiosina.

9. A contração muscular depende de todos os músculos do nosso corpo, sua arquitetura pode ser dividida em: unipenado, bipenado, multipenado e fusiforme, que se dá ao direcionamento das fibras.

10. Aumento da ASTF = MAIOR PRODUÇÃO DE FORÇA

11. O comprimento das fibras, a espessura muscular influenciam diretamente na contração muscular.

12. Os músculos possuem funções de: produção dos movimentos corporais, estabilização das posições corporais, regulação do volume dos órgãos, movimento de substâncias dentro do corpo e produção de calor.

12.1. Podem ser classificados como agonistas, antagonistas, sinergistas e fixadores. E são divididos em: músculos estriados esqueléticos, músculos lisos e músculo estriado cardíaco.