Indicadores de Desempenho de Logística

Indicadores de desempenho na logística

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Indicadores de Desempenho de Logística por Mind Map: Indicadores de Desempenho de Logística

1. O que são indicadores de desempenho logístico?

1.1. Os indicadores de desempenho (KPIs) logísticos são utilizados para rastrear, visualizar e otimizar todos os processos relevantes do departamento de logística. Assim, a utilização de KPIs garante que você esteja sempre avaliando sua performance em relação a um benchmark estático. Dessa forma, as flutuações se tornam imediatamente visíveis e, se o desempenho se mover na direção errada, você poderá responder rapidamente, fazendo os ajustes necessários. Esses índices servem para mensurar o nível de serviço em diferentes processos logísticos. Com isso, mostram quais situações cruciais merecem uma maior atenção por parte dos gestores. A definição dos indicadores de desempenho logístico vai depender das características gerais do seu negócio e da sua composição logística.

1.1.1. Nesse sentido, é preciso levar em consideração fatores como: - O estoque; - Os meios de transporte; - A segurança das mercadorias.

2. 3 questões para se perguntar ao definir seus KPI's

2.1. Como você pode medir a eficácia dessa atividade?

2.2. O que é uma atividade mensurável que pode lhe guiar para seu objetivo?

2.3. Quais números resumem a performance, de longo ou curto prazo, da sua empresa?

3. As vantagens dos indicadores de desempenho logístico

3.1. Confira algumas vantagens de usar indicadores de logística: -Identificação de gargalos na qualidade; -Redução de custos; -Maior produtividade; -Tomadas de decisão bem fundamentadas e mais assertivas; -Aumento da segurança; -Maior satisfação do consumidor final; -Aumento da capacidade de atendimento.

4. 5 exemplos de indicadores de desempenho logístico:

4.1. Entregas dentro do prazo - O objetivo deste indicador é identificar possíveis problemas no seu processo de atendimento de pedidos.

4.2. Perfect Order Rate (POR) - Aqui é feito o monitoramento do grau de incidentes desde o transporte até a entrega de um pedido.

4.3. Tempo médio de entrega - Com este indicador, você consegue rastrear o tempo necessário para que um pedido seja preparado corretamente para chegar ao destino.

4.4. Custos de Transporte - Acompanhe todos os custos, desde o momento do pedido até sua entrega.

4.5. Custos de Armazenagem - Os Custos de Armazenagem referem-se ao dinheiro alocado às mercadorias transferidas para o depósito ou fora dele.

5. Dicas para implementar os indicadores:

5.1. Certifique-se de alinhar todos os KPIs com os objetivos gerais de negócios da sua empresa.

5.2. Assegure-se de que cada KPI tenha um “proprietário”, seja um indivíduo ou um grupo de pessoas.

5.3. Projete cada KPI como uma métrica principal, capaz de auxiliar na previsão de problemas de desempenho.

5.4. Os KPIs devem ser acionáveis, fornecendo dados precisos e oportunos que os proprietários possam interpretar e utilizar.

5.5. Cada KPI deve ser fácil para seus proprietários entenderem.

5.6. Cada KPI deve reforçar e equilibrar os outros.

5.7. Nenhum KPI deve contradizer os outros.

5.8. Cada KPI deve ter uma meta indicando um nível de desempenho mínimo aceitável.

5.9. Cada KPI deve ser reforçado por incentivos ou compensações.

5.10. Todos os KPIs deverão ser atualizados, pois eles perderão relevância ao longo do tempo.

6. 8 Ferramentas para medir KPI ou Indicadores

6.1. Revealytics | SaaS metrics & analytics dashboard for Stripe

6.2. Google Marketing Platform - Unified Advertising and Analytics

6.3. Control Center - Baremetrics

6.4. SEMrush - Online Visibility Management Platform

6.5. Amplitude | Product Analytics for Web and Mobile

6.6. Pricing - Mixpanel | Product Analytics

6.7. KPI dashboard software | Geckoboard

6.8. Indicadores chave de desempenho (KPIs) no Power Pivot

7. Cálculos de KPI no Excel

7.1. KPI Utilização da Capacidade de Armazenagem

7.1.1. Este KPI mede a ocupação volumétrica (m3) ou número de posições (paletes) de um armazém, Centro de Distribuição etc. Cálculo: (Ocupação Média em m3 / Capacidade de Armazenagem em m3 ) x 100 Vamos fazer o seguinte exemplo no excel: Armazém SP Célula C8 = 100.000 corresponde a capacidade de armazenagem em m3 Célula D8 = 75.000 corresponde a ocupação média em m3. KPI Armazém SP = (D8/C8) *100 KPI Armazém SP = 75,00%

7.2. KPI Utilização da Capacidade de Carga dos Veículos

7.2.1. Este KPI mostra o quanto da capacidade de carga dos veículos a empresa está utilizando. É um KPI de extrema importância, pois sinaliza diversas informações essenciais para a logística, como a ociosidade dos veículos, a necessidade de mais investimentos na frota (própria ou por meio de um operador logístico). Cálculo: (Carga Total Expedida / Capacidade dos Veículos Utilizados) x 100 Exemplo no Excel: Mês set/15. Célula C8 = 15.000 corresponde a carga total expedida no mês em m3. Célula D8 = 20.000 corresponde a capacidade total dos veículos utilizados em m3. KPI Utilização da Capacidade de Carga dos Veículos = (C8/D8) *100 KPI Utilização da Capacidade de Carga dos Veículos = 75,00%

7.3. KPI Tempo Médio de Carga ou Descarga

7.3.1. O KPI tempo médio de carga ou descarga mede o tempo de permanência dos veículos nas docas de recebimento ou expedição. Embora simples de calcular como os anteriores, ele possui uma aplicabilidade prática fantástica. Por meio dele, é possível programar melhor as janelas de recebimento dos fornecedores, abrir ou fechar docas, etc. Cálculo: (Hora de Saída da Doca – Hora de Entrada na Doca) No Excel: Transportadora A. Célula C8 = 08:20 corresponde ao horário de entrada na doca. Célula D8 = 09:30 corresponde ao horário de saída da doca. KPI Tempo médio de carga ou descarga = (D8 – C8) KPI Tempo médio de carga ou descarga = 01:10

7.4. KPI Tempo Médio de Permanência do Veículo

7.4.1. Este KPI é uma ampliação do anterior, pois além dos tempos de doca, todos os outros tempos também são considerados, ou seja, abrange desde a autorização pela portaria até a sua saída. Geralmente este KPI é trabalhado em conjunto com o de tempo médio de carga e descarga. Cálculo: (Hora de Saída da Portaria – Hora de Entrada na Portaria) No Excel: Transportadora A. Célula C8 = 08:00 corresponde ao horário de entrada na portaria Célula D8 = 09:35 corresponde ao horário de saída da portaria. KPI tempo médio de permanência do veículo = (D8 – C8) KPI tempo médio de permanência do veículo = 01:35

7.5. KPI % de Pedidos Completos no Prazo

7.5.1. Este KPI é bastante amplo, porque além de mensurar o percentual de pedidos completos (sem fracionamento), também “olha” se foi entregue no prazo. Quanto maior este indicador, melhor para a organização, pois possui uma relação direta com níveis de serviços altos. Cálculo: (Pedidos Completos e no Prazo / Total de Entregas) x 100 No Excel: 10/10/2015 Célula C8 = 90 corresponde ao total de entregas realizadas no dia. Célula D8 = 52 corresponde ao total de pedidos completos entregues e no prazo. KPI % de Pedidos Completos e no Prazo = (D8/C8) KPI % de Pedidos Completos e no Prazo = 57,78%

7.6. KPI % Estoque Indisponível para Venda

7.6.1. As empresas que utilizam este KPI, conseguem otimizar as atividades relacionadas com a minimização de danos por causa da movimentação inadequada, armazenagem e também a logística reversa com os fornecedores. Quanto menor for este KPI, melhor para a empresa, já que sinaliza que a maior parte do estoque está disponível para ser comercializado. Cálculo: (Estoque indisponível em R$ / Estoque Total em R$) x 100 No Excel: Item A Célula C8 = R$ 5.000,00 corresponde ao valor do estoque indisponível do item A para comercialização. Célula D8 = R$ 45.000,00 corresponde ao valor do estoque total do item A. KPI % Estoque Indisponível para Venda = (C8/D8)*100 KPI % Estoque Indisponível para Venda = 11,11%

8. KPI - KEY PERFORMANCE INDICATOR