SINUSOPATIA

Bianca Araujo FonteneleAna Andreza Albuquerque Medeiros

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
SINUSOPATIA por Mind Map: SINUSOPATIA

1. Identificação:

1.1. Fatores predisponentes:

1.1.1. IVAS.

1.1.1.1. Gripe.

1.1.1.2. Resfriado.

1.1.2. Hipertrofia de adenóides.

1.1.3. Alterações estruturais do nariz.

1.1.4. Rinite

1.1.4.1. Alérgica.

1.1.4.2. Não alérgica.

1.2. Segmento populacional:

1.2.1. Jovens e adultos.

1.2.2. Homens.

1.3. Profissões

1.3.1. Professor

1.3.1.1. Contato com giz

1.3.2. Pedreiro

1.3.2.1. Contato com poeira

1.3.3. Minerador

2. Queixas principais:

2.1. Tosse contínua

2.2. Coriza.

2.3. Dor de cabeça

2.3.1. Abaixo dos olhos

2.3.2. "Peso no rosto"

2.4. Nariz avermelhado.

3. História da doença atual:

3.1. Localização

3.1.1. Seios Paranasais.

3.2. Classificação

3.2.1. Sinusite aguda.

3.2.1.1. Até 4 semanas.

3.2.1.1.1. Cefaleia (dor pulsátil)

3.2.2. Sinusite subaguda

3.2.2.1. De 4 a 12 semanas.

3.2.3. Sinusite crônica

3.2.3.1. Mais de 12 semanas.

3.2.3.1.1. Tosse.

3.3. Sintomas

3.3.1. Rinorréia

3.3.1.1. Tipos

3.3.1.1.1. Mucóide.

3.4. Intensidade

3.4.1. Variante

3.4.1.1. Idade.

3.4.2. Leve.

3.4.3. Moderada.

3.4.4. Acentuada.

3.5. Fator

3.5.1. Melhora

3.5.1.1. Repouso.

3.5.1.2. Lavagem nasal.

3.5.1.2.1. Soro fisiológico.

3.5.1.3. Hidratar-se.

3.5.1.4. Corticóide nasal.

3.5.2. Piora

3.5.2.1. Poeira.

3.5.2.2. Choque térmico.

3.5.2.3. Esforço físico.

3.5.2.4. Estresse.

3.5.2.5. Cheiro forte.

3.5.3. Desencadeante

3.5.3.1. Alergia.

3.5.3.2. Traumas.

3.5.3.3. Agentes poluentes.

3.5.3.4. Agentes infecciosos.

3.6. Sintomas Associados

3.6.1. Dor de ouvido.

3.6.2. Garganta inflamada.

3.6.3. Náusea.

3.6.4. Fadiga.

3.6.5. Dor no maxilar superior.

3.6.6. Irritabilidade.

3.7. Evolução

3.7.1. Tosse diurna.

3.7.1.1. Agrava à noite.

3.8. Início

3.8.1. Súbito.

3.8.2. Inscidioso.

4. Antecedentes Familiares

4.1. Hereditário.

4.2. Ao longo da vida.

5. Hábitos de Vida

5.1. Contato

5.1.1. Mofo.

5.1.2. Poeira.

5.1.3. Cheiros fortes.

5.1.4. Ambiente pouco arejado.

5.1.5. Produtos químicos.

5.1.6. Pêlo de animal

5.1.7. Substâncias irritantes.

5.2. Não fumar.

6. Interrogatório sintomatólogico

6.1. Algia em arcada dentária.

6.1.1. Otalgia.

6.1.1.1. Cefaléia.

6.2. Edema.

6.2.1. Mucosa nasal

6.3. Epistaxe.

6.4. Acianótica.

6.4.1. Aniquitérica.

6.5. Febril ao toque.

6.6. Voz anasalada.

6.6.1. Hiposmia.

7. Condições socioeconômicas

7.1. Zona urbana

7.1.1. Contato

7.1.1.1. Poeira.

7.1.1.1.1. Poluição.

8. Condições culturais

8.1. Não determinante na patologia

9. Doença preexistente

9.1. Alergia

9.1.1. Rinite