COLEGIADOS E SUA ATUAÇÃO NA GESTÃO DEMOCRÁTICA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
COLEGIADOS E SUA ATUAÇÃO NA GESTÃO DEMOCRÁTICA por Mind Map: COLEGIADOS E SUA ATUAÇÃO NA GESTÃO DEMOCRÁTICA

1. APM: Está devidamente constituída e atua com regularidade.

1.1. Potencialidades: Está formalmente constituída; com o CNPJ ativo; os débitos dos anos anteriores foram regularizados; foi atualizada em relação às novas exigências; com o novo estatuto atualizado, a ata atualizada; as declarações de imposto de renda pessoa jurídica atualizadas; o cartão da APM também foi atualizado. O livro de ata tem os registros das reuniões. Há alguns poucos membros realmente atuantes.

1.2. Fragilidades: Há poucas pessoas que queiram participar da APM, especialmente se tiver a responsabilidade de assinar cheques; a maioria não conhece todo o funcionamento do colegiado e suas atribuições.

1.2.1. Como podemos corrigir as fragilidades:

1.2.1.1. Chamar a atenção da comunidade sobre a importância da APM na próxima reunião de Pais e Mestres, já procurando trazer novos membros para o próximo ano.

1.2.1.2. Estabelecer momentos nas reuniões da APM para esse tipo de formação, com objetivos precisos, planejados previamente.

1.2.1.3. Procurar marcar parte das reuniões aos sábados para que mais pais que trabalham possam participar, sem deixar de fazer também reuniões durante a semana, de modo a não impedir os sabatistas de participarem.

1.2.1.4. Ao ampliar as informações e mostrar que a APM deve ser idônea e acompanhada por todos os seus integrantes, certamente haverá menos receio em assinar cheques ou participar da diretoria da APM. Quanto mais os indivíduos perceberem a transparência da APM, menos receio terão.

2. Conselho de Classe e Série

2.1. Potencialidades: A cada dia, o Conselho de Classe e Série tem ganho novos contornos mais avaliativos e reflexivos, menos classificatórios ou de rotulação de alunos, Há também maior participação dos alunos através do pré-conselho participativo, através do qual temos colhido dados importantes para buscar melhorias para a gestão escolar.

2.2. Fragilidades: Ainda há profissionais mais resistentes à avaliação não classificatória, Apesar da escola propiciar o momento do pré-conselho participativo com todos os alunos ainda a presença no dia do conselho participativo com os alunos e pais, ainda é pequena a participação.

2.2.1. Como podemos corrigir as fragilidades

2.2.1.1. Incentivar que os pais tragam os filhos para participar do conselho de classe e série.

2.2.1.2. As reuniões de pais podem ser englobadas no conselho de escola, tendo em vista que no próprio processo, os pais podem ter uma noção mais detalhada do processo avaliativo.

2.2.1.3. Propiciar um dia em que a participação dos pais seja mais provável.

3. Conselho de Escola

3.1. Potencialidades: O conselho está constituído formalmente, funcionando também adequadamente, com os registros em dia. As reuniões estão acontecendo regularmente.

3.2. Fragilidades:: Nem todos os membros conhecem as finalidades do Conselho de Escola em sua profundidade. Poucos se dispõem a participar. A direção também precisa se aprofundar mais no conhecimento desse colegiado.

3.2.1. Como superar essas fragilidades

3.2.1.1. É preciso estabelecer uma formação para seus participantes, de modo atornar-se cada vez mais atuante.

3.2.1.2. Expor a importância desse colegiado para garantir a representatividade de interesses coletivos.

3.2.1.3. Ampliar a formação do grupo gestor sobre esse colegiado.

3.2.1.4. Definir as atribuições do Conselho de Escola junto aos seus membros, dando ênfase ao processo de ensino-aprendizagem.

4. Grêmio Estudantil

4.1. Potencialidades: Há um grêmio constituído e atuante, recebendo acompanhamento e formações para melhor atuação.

4.2. Fragilidades: Certo desconhecimento no que diz respeito ao funcionamento da escola, calendário escolar, elaboração de pautas, registros de atas, planejamento de ações,

4.2.1. Como resolver essas fragilidades

4.2.1.1. Manter as reuniões formativas com os alunos do grêmio, procurando sempre manter maior regularidade.

4.2.1.2. Procurar professores parceiros que possam ajudar a acompanhar o grêmio escolar.

4.2.1.3. Procurar para o próximo ano ter um professor mediador, pois faz falta não ter um.

4.2.1.4. Ampliar o protagonismo estudantil, com base nas atribuições e também nas limitações impostas pelo calendário escolar.

4.2.1.5. Promover o estudo contínuo de seus membros para o crescimento no exercício da cidadania, através da participação nesse órgão colegiado.

5. Equipe Gestora: a equipe gestora não é um órgão colegiado, mas colabora no processo de gestão democrática.

5.1. Potencialidades: A reunião do grupo gestor acontece todas as segundas-feiras, quando retomamos os combinados da semana anterior e verificamos o que foi realizado e atendido satisfatoriamente, Reprogramamos as ações, as atividades da semana, planejamos as ações e formações. Combinamos ações e repasses para a equipe docente e também dos agentes.

5.2. Fragilidades: Seria necessário tempo para dedicação ao estudo coletivo, de modo que toda a equipe se fortaleça ainda mais em conhecimento. Somos uma equipe nova, com formação relativamente recente e a formação seria muito importante para nosso crescimento.

5.2.1. Como resolver as fragilidades identificadas

5.2.1.1. Normalmente realizamos a reunião de gestão nas segundas pela manhã, talvez marcar um tempo para estudo ao final da tarde, quando a equipe gestora está toda presente, em dias onde há menor fluxo de demanda, o que é um tanto incomum.

5.2.1.2. Estabelecer uma rotina de trabalho, deixando um momento para o estudo, já de conhecimento de toda a equipe, para que não se perca o fluxo da discussão,

5.2.1.3. Elaborar um material de estudo a ser estudado no decorrer da semana, de modo que se possa estar preparado para o momento da reunião de estudo Assim, ela poderá ser mais breve, pelo menos no que diz respeito à reunião coletiva, tendo em vista a demanda da escola. Na sexta-feira, provavelmente é um momento adequado para esse estudo por uma hora aproximadamente.

6. ATPC: A ATPC não é um órgão colegiado, mas contribui no processo de gestão democrática.

6.1. Potencialidades: É sempre de caráter formativo, de acordo com o plano de formação e método de melhoria de resultados.

6.2. Fragilidades: Acontecem várias reuniões semanais, o que dificulta o acompanhamento direto da direção escolar.

6.2.1. Reduzir o número de ATPC para 2020.