Planejamento da Educação: Revisando Conceitos para mudar Concepções e Praticas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Planejamento da Educação: Revisando Conceitos para mudar Concepções e Praticas por Mind Map: Planejamento da Educação: Revisando Conceitos para mudar Concepções e Praticas

1. A participação é fundamental por garantir a gestão democrática da escola, pois é assim que todos os envolvidos no processo educacional da instituição estarão presentes, tanto nas decisões e construções de propostas (planos, programas, projetos,ações, eventos) como no processo de implementação, acompanhamento e avaliação.

2. Na elaboração de um programa é necessário considerar quatro dimensões: "a das ações concretas a realizar, a das orientações para toda a ação (atitudes, comportamentos), a das determinações gerais e a das atividades permanentes

3. Planejamento é um processo de busca de equilíbrio entre meios e fins, entre recursos e objetivos, visando ao melhor funcionamento das instituições e todas outras atividades humanas.

3.1. Planejar é um processo que visa da respostas a um problema, estabelecendo fins e meios que apontem para sua superação, de modo a atingir objetivos antes previstos, pensando e prevendo necessariamente o futuro.

4. Planejamento Educacional é um processo continuo que se preocupa para onde ir e quais as maneiras adequadas para chegar la.

4.1. Planejamento Curricular é o processo de tomada de decisões sobre a dinâmica da ação escolar do aluno, essa modalidade constitui que orienta a ação educativa.

4.2. Planejamento de Ensino é o processo de decisão sobre a atuação concreta dos professores, no cotidiano do seu trabalho pedagógico.

5. Planejamento Escolar é o planejamento global da escola, envolvendo o processo de reflexão, de decisões sobre organização e funcionamento da proposta pedagógica.

6. Plano

6.1. Plano é um documento utilizado para o registro de decisões do tipo: o que se pensa fazer, como faze, quando fazer, com que fazer, com quem fazer.

6.2. O plano é a "apresentação sistematizada e justificada das decisões tomadas relativas à ação a realizar"

6.3. Plano Escolar é onde são registrados os resultados do planejamento da educação escolar. "É o documento mais global; expressa orientações gerais que sintetizam, de um lado, as ligações do projeto pedagógico da escola com os planos de ensino propriamente ditos"

6.4. Plano de Curso é a organização de um conjunto de matérias que vão ser ensinadas e desenvolvidas em uma instituição educacional, durante o período de duração de um curso

6.5. Plano de Ensino "é o plano de disciplinas, de unidades e experiências propostas pela escola, professores, alunos ou pela comunidade"

7. PROJETO

7.1. Projeto é também um documento produto do planejamento porque nele são registradas as decisões mais concretas de propostas futuristas. Trata-se de uma tendência natural e intencional do ser humano.

7.1.1. Projetar significa tentar quebrar um estado confortável para arriscar-se, atravessar um período de instabilidade e buscar uma estabilidade em função de promessa que cada projeto contém de estado melhor do que o presente

7.2. Projeto pedagógico deve apresentar as seguintes características:

7.2.1. "ser processo participativo de decisões;

7.2.2. Preocupar-se em instaurar uma forma de organização, explicitar princípios baseados na autonomia da escola, conter opções explícitas na direção, nascer da própria realidade, ser exequível e prever as condições, ser uma ação articulada de todos os envolvidos com a realidade da escola; ser construído continuamente, pois como produto, é também processo".

7.3. Projeto Político-Pedagógico da escola precisa ser entendido como uma maneira de situar-se num horizonte de possibilidades, a partir de respostas a perguntas tais como: "que educação se quer, que tipo de cidadão se deseja e para que projeto de sociedade?"

8. PROGRAMA

8.1. Um programa é "constituído de um o mais projetos de determinados órgãos ou setores, num período de tempo definido"

9. CONSTRUINDO UM CONCEITO DE PARTICIPAÇÃO

9.1. Trabalhar em conjunto, no sentido de formação de grupo, requer compreensão dos processos grupais para desenvolver competências que permitam realmente aprender com o outro e construir de forma participativa.

10. A preocupação com a melhoria da qualidade da Educação levantou a necessidade de descentralização e democratização da gestão escolar e, consequentemente, participação tornou-se um conceito nuclear. Como aponta Lück et al. (1998), "o entendimento do conceito de gestão já pressupõe, em si, a idéia de participação, isto é, do trabalho associado de pessoas analisando situações, decidindo sobre seu encaminhamento e agir sobre elas em conjunto"