Doenças Sexualmente Transmissíveis

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Doenças Sexualmente Transmissíveis por Mind Map: Doenças Sexualmente Transmissíveis

1. Sífilis

1.1. Bactéria

1.1.1. Treponema pallidum

1.2. Transmitida por

1.2.1. contato sexual

1.2.2. transfusão de sangue

1.2.3. de mãe para filho (placenta)

1.3. Sintomas

1.3.1. 1º estágio: pequena úlcera

1.3.2. 2º estágio: surgem lesões generalizadas na pele, como inúmeros pontos vermelhos e escamosos em diversas partes do corpo

1.3.3. 3º estágio: graves lesões que surgem em órgãos dos sistemas nervoso, cardiovascular e urinário, podendo levar a morte

1.4. Tratamento

1.4.1. antibióticos

2. Gonorreia

2.1. Bactéria

2.1.1. Neisseria gonorrheae

2.2. Transmitida por

2.2.1. contato sexual

2.3. Sintomas

2.3.1. ardor na uretra seguido de secreção purulenta

2.4. Tratamento

2.4.1. antibióticos

3. Cancro mole

3.1. Bactéria

3.1.1. Hemophilus ducreyi

3.2. Transmitido por

3.2.1. contato sexual

3.3. Sintomas

3.3.1. ulceração dolorida e mole da genitalia externa

3.4. Tratamento

3.4.1. antibióticos

4. Linfogranuloma venéreo

4.1. Bactéria

4.1.1. Chlamydia trachomatis

4.2. Transmitida por

4.2.1. contato sexual

4.3. Sintomas

4.3.1. formação de pequenas vesículas nos órgãos sexuais externos; e que frequentemente evoluem para pequenas úlceras

4.3.2. inflamação na virilha

4.4. Tratamento

4.4.1. antibióticos

5. Condiloma acuminado

5.1. Vírus

5.1.1. HPV

5.2. Transmitido por

5.2.1. contato sexual

5.3. Sintomas

5.3.1. verrugas nas regiões genital e anal

5.4. Tratamento

5.4.1. vacinação (previne)

5.4.2. ir ao médico

6. Pediculose pubiana

6.1. Inseto

6.1.1. Phthirus pubis

6.2. Transmitido por:

6.2.1. contato direto entre pelos pubianos durante o ato sexual ( camisinha não impede a transmissão)

6.3. Sintomas

6.3.1. piolhos muito pequenos, que se instalam nos pelos pubianos provocando coceira e pequenas hemorragias, que aparecem como pontos de sangue

6.4. Tratamento

6.4.1. medicamentos semelhantes aos usados no tratamento de piolho na cabeça

6.4.2. antibióticos

7. Tricomoníase

7.1. Protozoário

7.1.1. Trichomonas vaginalis

7.2. Transmitido por

7.2.1. contato sexual

7.3. Sintomas em:

7.3.1. mulheres

7.3.1.1. corrimento vaginal

7.3.1.2. ardência

7.3.2. homens

7.3.2.1. corrimento pela uretra

7.4. Tratamento

7.4.1. antibióticos

8. AIDS

8.1. Vírus

8.1.1. HIV

8.2. Transmitido por

8.2.1. contato sexual sem preservativo com pessoa portadora do HIV

8.2.2. transfusão de sangue ou transplante de órgãos contaminados pelo HIV

8.2.3. uso de seringa ou outro material cirúrgico ou cortante não esterilizado contaminados pelo HIV

8.2.4. de mãe para filho, no caso de mulheres grávidas contaminadas pelo HIV, que podem transmitir o vírus para o filho através da placenta, no momento do parto ou na amamentação

8.2.5. inseminação artificial com sêmen contaminado pelo HIV

8.3. Sintomas

8.3.1. não tem sintomas e a pessoa pode ter o vírus por mais de 10 anos e não saber que possui o vírus

8.3.2. quando se manifesta surge

8.3.2.1. fadiga

8.3.2.2. febre

8.3.2.3. inchaço crônico dos gânglios linfáticos

8.3.2.4. surge pontos vermelhos na pele

8.3.2.5. distúrbios do sistema nervoso central (desde fortes dores de cabeça até encefalite)

8.4. Tratamento

8.4.1. Não existe cura para a AIDS,mas uma adesão estrita aos regimes antirretrovirais (ARVs) pode retardar significativamente o progresso da doença, bem como prevenir infecções secundárias e complicações

8.5. Prevenção

8.5.1. implantar controles rígidos em bancos de sangue, de sêmen, de leite e de órgãos, para que não sejam disponibilizados materiais contaminados pelo HIV

8.5.2. usar apenas seringas descartáveis e materiais cirúrgicos esterilizados

8.5.3. conscientizar mulheres portadoras do HIV sobre os riscos da contaminação do filho durante a gravidez e a amamentação

8.5.4. usar preservativo nas relações sexuais

8.5.5. evitar contato direto com o sangue de outras pessoas, mesmo quando se tratar de ferimentos na pele ou sangramento pelo nariz; nesses casos, o uso de luvas descartáveis é essencial

9. Herpes genital

9.1. Vírus

9.1.1. Herpes simples (HSV)

9.2. Transmitida por

9.2.1. contato sexual

9.2.2. de mãe para bebê durante a gravidez, parto ou amamentação

9.3. Sintomas

9.3.1. dores circunstâncias

9.3.1.1. durante a micção

9.3.1.2. pênis

9.3.1.3. vagina

9.3.2. na pele

9.3.2.1. bolha

9.3.2.2. erupção

9.3.2.3. sarna

9.3.2.4. vermelhidão

9.3.2.5. úlceras

9.3.3. na região genital

9.3.3.1. dores

9.3.3.2. úlceras

9.3.4. outros

9.3.4.1. coceira

9.3.4.2. inchaço dos gânglios

9.3.4.3. infecção recorrente

9.3.4.4. sensação de formigamento

9.4. Tratamento

9.4.1. remédio aciclovir