GESTÃO DA TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO- 1° BIMESTRE

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
GESTÃO DA TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO- 1° BIMESTRE por Mind Map: GESTÃO DA TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO- 1° BIMESTRE

1. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA

1.1. Se verifica quando o banco de informações no plano mental do aluno se revela, através da aprendizagem por descoberta e por recepção.

2. SONDAGEM DE CONCEITOS

2.1. Descoberta: é a aquisição de um novo conceito até então desconhecido (eletricidade, átomos e prótons)

2.2. Invenção: consiste em criar algo totalmente novo a partir de conhecimento técnico.

2.3. Já a inovação seria uma consequência da invenção, a partir do momento em que ela é comercializada e traz soluções diferentes das existentes do mercado.

3. GESTÃO DA INOVAÇÃO

3.1. Inovação de produto: É a introdução de um bem ou serviço novo ou significativamente melhorado no que se referem as suas características ou usos previstos.

3.2. Inovação de processo: É a implementação de um método de produção ou distribuição novo ou significativamente melhorado.

3.3. Inovação de marketing: É a implementação de um novo método de marketing com mudanças significativas na concepção do produto ou em sua embalagem, no posicionamento do produto, em sua promoção ou na fixação de preços.

3.4. Inovação organizacional: É a implementação de um novo método organizacional nas práticas de negócios da empresa, na organização do seu local de trabalho ou em suas relações externas.

3.5. Inovação de serviço: serviços que auxiliam quem deseja viajar acompanhado de seu animal de estimação e aqueles que oferecem chuva artificial.

3.6. Inovação incremental de um produto, quando há melhoria ou aperfeiçoamento significativo, por meio do acréscimo ou substituição de novos materiais que o tornam mais fácil de utilizar, mais ergonômico e prático.

3.7. As inovações radicais estabelecem uma ruptura estrutural e criam novo segmento, nova indústria e até mesmo novo mercado.

3.8. Inovação ocasional (Insight) comprensão ou solução de um problema pela súbita captação mental dos elementos e relações adequados.

3.9. Inovação Fechada: As pessoas competentes trabalham para a própria empresa Para obter lucro por meio de P&D, a empresa precisa fazer descobertas, desenvolvê-las e comercializá-las.

4. ELEMENTOS INTERNOS

4.1. 1. ambiente propício à inovação;

4.2. 2. pessoas criativas (empresários, colaboradores, funcionários), preparadas e estimuladas para inovar;

4.3. 3. processo (ou método) sistemático e contínuo.

4.4. Entre esses três, as pessoas são consideradas o elemento fundamental.

5. ELEMENTOS EXTERNOS

5.1. 1. Políticas investimentos e estímulos do governo;

5.2. 2. Articulação entre associações e federações de empresas;

5.3. 3. Abertura de universidades e institutos a parcerias;

5.4. 4. E financiamento e fomento à inovação.

6. POR QUE A INOVAÇÃO É IMPORTANTE?

6.1. Deve-se inovar sempre que se percebe aumento da concorrência. Hoje, em razão da tecnologia, a concorrência não é somente de âmbito local.

6.2. Empresas de serviços também precisam inovar. Serviço inovador é aquele que proporciona ao cliente uma experiência única que o satisfaz e o faz sentir vontade de buscar a empresa novamente.

7. A INOVAÇÃO PODE PROPORCIONAR:

7.1. 1. aumento da demanda para seus produtos e serviços

7.2. 2. melhor defesa de sua posição competitiva

7.3. 3. redução de custos

7.4. 4. ampliação de margens

7.5. 5. aumento da competência para inovar

8. CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO

8.1. Ciências Pura:

8.1.1. Conhecida também como pesquisa pura, a pesquisa básica aplica o conhecimento pelo conhecimento.

8.2. Ciência Aplicada

8.2.1. A pesquisa aplicada também se relaciona com a básica pelo fato de muitas vezes determinar um uso prático para as descobertas feitas pelas pesquisas puras.

8.3. TECNOLOGIA

8.3.1. Tecnologia é o conjunto organizado de conhecimentos científicos, empíricos ou intuitivos, empregados na produção e comercialização de bens e serviços”

8.3.2. Tecnologias de produtos

8.3.2.1. Formada por bens tangíveis e de rápida identificação, como máquinas equipamentos, instalação industrial, ferramentas. (bens físicos.)

8.3.3. Tecnologia de processos

8.3.3.1. Aquela utilizada para elaborar o produto. São métodos, técnicas procedimento.

8.3.4. Tecnologia de Ponta

8.3.4.1. Trabalha com as mais recentes inovações tecnológicas, ou na sua investigação.

9. Pesquisa e desenvolvimento (P&D)

9.1. Pesquisa Básica

9.1.1. Realizada quando se pretende adquirir novos conhecimentos sobre fenômenos ou fatos observados, sem vinculação com um uso determinado.

9.2. Pesquisa Aplicada

9.2.1. Realizada quando se pretende adquirir novos conhecimentos dirigidos para um objetivo prático.

9.3. Desenvolvimento Experimental

9.3.1. Realizado com base em conhecimentos prévios, resultados da pesquisa ou experiência prática.

10. ABRANGÊNCIA DA INOVAÇÃO

10.1. Para a empresa: Serve de base para promover, num futuro próximo, um desenvolvimento mais rápido da inovação, o lançamento de inovações melhores ou originais da própria empresa e, principalmente, o estabelecimento de uma Gestão da Inovação contínua e sistemática.

10.2. Para o mercado: A empresa também pode ser a primeira a introduzir uma inovação em seu mercado, seja no âmbito regional ou setorial.

10.3. Para o mundo: Nos casos em que a empresa introduz pela primeira vez nos mercados, nacionais e internacionais, ou seja, o produto/serviço não existia em outras empresas no país ou no exterior.

11. ORGANIZAÇÕES

11.1. Modelo linear: Surgiu a partir da Segunda Guerra Mundial e orientou, durante muitos anos, o pensamento sobre o papel da ciência e da tecnologia e a melhor forma de realizá-las.

11.2. Modelo Tidd: Esse modelo pode ser utilizado por toda e qualquer organização, seja na produção de bens, seja na produção de serviços, de maneira ampla e genérica, já que considera as seguintes fases:

11.2.1. Modelo de inovação aberta: A empresa não tem necessariamente de criar a pesquisa para lucrar com ela. A construção de um modelo de negócio é melhor do que chegar primeiro ao mercado.

11.2.2. Inovação Fechada: As pessoas competentes trabalham para a própria empresa Para obter lucro por meio de P&D, a empresa precisa fazer descobertas, desenvolvê-las e comercializá-las.

11.3. Broker: Atua como intermediário ou agenciador da inovação que facilita etapas do processo de inovação.

12. METODOLOGIA ÁGIL

12.1. Um presente da indústria de software para todo o universo da gestão. O manifesto da metodologia ágil é composto por 4 valores principais:

12.1.1. “Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas”

12.1.2. “Software funcional mais que documentação abrangente”

12.1.3. “Colaboração do cliente mais que negociação de contratos”

12.1.4. “Responder a mudanças mais que seguir um plano”

13. O USO ALÉM DA TI

13.1. 1. FDD - Desenvolvimento guiado por funcionalidade: É composto de 5 princípios básicos: Desenvolver um Modelo Abrangente, Construir uma Lista de Funcionalidades, Planejar por Funcionalidade, Detalhar por Funcionalidade e Construir por Funcionalidade.

13.2. 2. eXtreme Programming: Ela visa a otimizar a qualidade e resposta às solicitações dos clientes. Seus princípios incluem: Simplicidade, Feedback e Mudanças.

13.3. 3. Scrum: Ele traz como característica principal o componente humano do processo de desenvolvimento.

13.4. 4. Kanban: Este método de origem japonesa (foi criado pela Toyota nos anos 1960) tem a finalidade de controlar fluxos de produção ou transporte em uma indústria.

13.5. Prototipação: Uma das formas mais eficientes de validar uma ideia, a prototipagem testa os atributos, diminui os riscos e o investimento, antes do produto final.

13.5.1. Benefícios da prototipagem: Testar a funcionalidade, Testar a usabilidade, Proporcionar feedbacks, Reduzir riscos e Diminuir investimento.