Gestão e sistemas de informações

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Gestão e sistemas de informações por Mind Map: Gestão e sistemas de informações

1. A função da controladoria se destaca pela responsabilidade em desenvolver, estabelecer e manter os sistemas de contabilidade, de custos e gerenciais em conformidade para que as tomadas de decisões sejam assertivas para entidade. Através dos níveis do sistema de informações e de sua estrutura se alcança a padronização da hierarquia das informações, são eles: Estratégico, Tático ou Gerencial e Operacional.

1.1. Sistemas de informação podem ser estruturados de acordo com o nível de informações geradas: Sistemas de apoio à transações (SAT) ou sistemas de informações operacionais, existem em paralelo aos fluxos físicos do dia a dia das operações de uma entidade, são sistemas voltados para tomadas de decisões. Sistemas de informações gerenciais (SIG), tem como principais usuários, gestores de nível intermediário, como gerentes de vendas, de produção, de recursos humanos, analistas de custos, etc. Tem como objetivo auxiliar no processo de planejamento e controle empresarial.

1.1.1. Sistemas computadorizados como o sistema de apoio à decisão(SAD), trata-se de um bancos de dados o qual armazena informações de questões gerenciais em conjunto com com a ferramenta OLAP (On Line Analitical Processing), ambos permitem acesso rápido aos dados conjugado com funcionalidade de análise multidimensional dos mesmos pelos usuários finais. A rapidez exigida nos atuais processos de decisão requer respostas satisfatórias e precisas, em torno de segundos os controllers e gestores tem acesso às informações.

1.2. Nos processos de informado dos sistemas de informações é fundamental que se tenha clara a distinção do que é um dado, uma informação e um conhecimento

1.3. Com a globalização a evolução tecnológica das entidades tomaram um espaço competitivo entre elas, pois os sistemas que geram informações rápidas, precisas e confiáveis para suas tomadas de decisões podem impactar e muito suas posições nos setores da economia.

1.3.1. Documentar, avaliar e realizar um levantamento da área de TI (tecnologia da informação) da entidade também é um papel da controladoria, pois facilitará todo o projeto de planejamento das necessidades do sistema de informação para o apoio dos processos decisórios.

1.3.1.1. Vinculada à arquitetura da TI : Arquitetura das informações; Arquitetura dos aplicativos; Arquitetura da tecnologia; Arquitetura da administração.

1.3.1.1.1. Após definida a arquitetura de Tl, deverão ser priorizadas os sistemas que gerarão as informações críticas aos processos decisórios, são elas: Iniciativas táticas e estratégicas. A controladoria monitora regularmente todos os sistemas de Tl, para minimizar o máximo possível os riscos de aquisições de softwares e hardwares impróprios ou que venham representar riscos para os sistemas de informações das entidades. O Sucesso na Gestão de Sistemas é uma obrigação para a Controladoria!!

2. A controladoria tem o papel de gerenciar todo o processo de informação para os usuários dentro de uma entidade, sejam eles internos ou externos, proporcionando para entidade uma eficácia gerencial.

2.1. Propiciar planos de contas bem estruturados, registro de fatos com assertividade, fechamentos contábeis dentro dos prazos, contas patrimoniais de custos e despesas corretas.

2.2. A controladoria é responsável em gerar informações importantes para tomadores de decisão dentro de uma entidade: identificar a área de responsabilidade do gestor, determinar local de entradas e saídas de material, horas de trabalho e serviços, identificar as responsabilidades internas que resultam na eficiência e eficácia da administração como um todo, centros de lucros, investimentos, receitas e custos, manter os relatórios simples e claros, prover informações comparadas, mostrar tendências, incluir comentários, adaptar as formas de apresentações das informações, unificar e dar manutenção aos relatórios, emitir relatórios oportunos e confiáveis, assegurando autoridade e o valor dos mesmos.

2.2.1. O foco da controladoria no gerenciamento das informações em uma entidade é o usuário interno, mas o controller também é responsável pela informações geradas para os stakeholders, denominados usuários externos das informações. Composto pelos investidores, fornecedores e partes interessadas da entidade.

2.2.1.1. Cabe à controladoria além da disponibilidade das informações, a criação de relatórios com a participação efetiva dos CEO e CFO. Além da criação de manuais de procedimentos internos para estabelecer as recomendações e aprovações dos cargos da entidade: Presidente, Diretores, Controller e Executivos.

3. Dentro da teoria da comunicação, destaca-se a teoria da informação

3.1. Informação é uma medida de realização de escolhas sem a previsibilidade dos resultados

4. Comunicação representa permuta ou troca de notícias entre o emissor que envia mensagem e o receptor, que a acolhe

4.1. Elementos do modelo de comunicação na Contabilidade: Fonte de informação= Transmissor= Canal= Receptor= Destino

4.1.1. A contabilidade está envolvida em todos os elementos da comunicação. Principalmente nas tomadas de decisões dos administradores.

4.1.1.1. A informação na contabilidade traz a oportunidade, confiabilidade, clareza, comparabilidade, produtividade e oportunidade.

4.1.1.2. O primeiro processo de informação contábil foi criado entre 8000 e 3000 a.C. Sendo o primeiro canal de comunicação contábil, as fichas feitas de barro, as quais representavam o valor monetário dos produtores rurais, eram utilizadas como instrumentos de compra e venda.

4.1.1.3. Em 1100 a.C. surgiu as escritas alfabéticas, novos elementos para informação contábil, com isso vários canais de comunicação: tábuas de Uruk, tábuas de Ur, livros fiscais do Egito, código de Hammurabi, tábuas enceradas, rolos de pele, papiros e pergaminhos, talhas de madeira, guippus, ábaco e os primeiros livros romanos.

4.1.1.4. A partir do século Xlll, surgiram os livros de registros dos eventos: livro secreto ou livro razão, livro grande, livro de entrada e saída, livro de posição, livro para registro de tecidos, livros de pequenas despesas, livro de vendas e livros diversos para custo industrial.

4.1.1.5. A partir de 1445, surgiram os livros de lançamentos contábeis, chamados de memoriale, o novo canal de comunicação da contabilidade na época, nele se registrava as transações das empresas em ordem cronológicas. Surgindo então em 1991, o canal supremo da comunicação contábil, o balanço patrimonial, tendo como responsável o famoso escritor contábil da época, Luca Pacioli. A partir desse período, a contabilidade acelera seu desenvolvimento e da início ao sistema de partidas dobradas, uma integração no processo de ordenamento no registro de eventos econômicos.

5. A informação gerou a controladoria. Sem informação não existe a controladoria, sem a controladoria não existe informação

6. O ruído é o fenômeno produzido na comunicação, mas não pertence a mensagem emitida por ela. Pode estar presente na comunicação, visual, escrita e sonora

6.1. A redundância protege a mensagem do ruído, mas onera a transmissão para ineficaz quando em excesso e inexata quando a transmissão do ruído for insuficiente.

7. Entropia: situação imprevisível; sendo a informação uma medida de entropia numa situação, algo imprevisível

7.1. Quanto maior for a incerteza na situação, maior será a informação.

8. Uma atividade da controladoria

8.1. Teria da comunicação