Curso Prius-Saúde da mulher Puerpério

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Curso Prius-Saúde da mulher Puerpério por Mind Map: Curso Prius-Saúde da mulher  Puerpério

1. Infecção puerperal

1.1. Temperatura de no mínimo 38 graus durante dois dias dos primeiros 10 dias pós-parto, excetuando-se as primeiras 24horas

1.2. Alterações emocionais

1.2.1. Baby blues (tristeza puerperal)

1.2.1.1. Alteração Psíquica leve e transitória

1.2.1.2. Com prevalência de 50% a 80%

1.2.1.3. Inicia-se do terceiro até o quarto dia do puerpério

1.2.1.4. Os sintomas são choro, flutuação de humor, irritabilidade, fadiga, tristeza, insônia, dificuldade de concentração, ansiedade relacionada ao o bebê

1.2.1.5. A remissão desta condição é espontâneo de uma semana a 10 dias

1.2.2. Depressão puerperal ( depressão pós parto)

1.2.2.1. Transtorno psíquico de moderado a severo com início insidioso

1.2.2.2. A prevalência é de 10% a 15%

1.2.2.3. Ele se manifesta insidiosamente na segunda a terceira semana do puerpério

1.2.2.4. Os sintomas são tristeza, choro fácil, desalento, abatimento, lá habilidade, anorexia, náuseas, distúrbios de sono, insônia inicial e pesadelos, ideias suicidas, perda de interesse sexual.

1.2.2.5. É desenvolvida lentamente em semanas ou meses, atingindo assim um limiar, O prognóstico está intimamente ligado ao diagnóstico precoce e as intervenções adequadas.

1.2.3. Transtorno psicótico puerperal

1.2.3.1. Distúrbio de humor psicótico, com apresentação de perturbações mentais graves.

1.2.3.2. A prevalência é de 0,1% a 0,2%

1.2.3.3. O início é abrupto das duas ou três semanas após o parto.

1.2.3.4. Os sintomas são confusão mental, alucinações delírios, agitação psicomotora e, angústia, pensamentos de machucar o bebê, comportamentos estranhos, insônia: sintomas que evoluem para formas de maníacas , melancólicas ou até mesmo catatônicas.

2. Exame físico

2.1. Sistema cardiovascular e respiratório

2.1.1. Por causa do aumento do volume circulante das primeiras horas após o parto podemos ter um sopro sistólico de hiperfluxo

2.1.2. O padrãodo ao fisiológico

2.2. Temperatura axilar

2.2.1. Pode haver um aumento da temperatura axilar (36,8 - 37,9) nas primeiras 24 h sem necessariamente ter um quadro infeccioso. Também podem ocorrer calafrios sem risco a saúde da mulher.

2.3. Região abdominal

2.3.1. Palpe a massa globular (útero) abaixo do umbigo

2.3.2. O útero atinge a cicatriz umbilical após o parto e regride em torno de 1 cm ao dia embora de forma irregular.

2.3.3. O retorno das vísceras abdominais a posição inicial promove melhor esvaziamento gástrico, porem nas mulheres de pós-operatório de cesariana acrescenta-se o risco de íleo paralítico.

2.4. Ferida operatória

2.4.1. Deve ser observada de forma rotineira do pós-operatório imediato, e colocar um curativo simples, antes de encaminha-la ao primeiro banho pós parto, deve se retirá-lo.

2.5. serossanguinolentos: tornasse mais pálidos ( rosados) A medida que o sangramento reduz ( lóquios serosos)

2.6. Loquiação

2.6.1. Sanguinolentos: vermelho vivo por dois a quatro dias. Lóquios rubros

2.6.2. Branco: após sete dias, tornam-se esbranquiçados ou amarelados

2.7. Vias urinárias

2.7.1. Após o parto, são encontrados edema, e hiperemia e relativa insensibilidade da bexiga.

2.7.2. A diurese pode ser escassa em razão da desidratação no trabalho de parto

2.7.3. É normal abundante excreção urinária do segundo ao sexto dia, que elimina a água acumulada durante a gestação

2.7.4. Nos primeiros três dias a retenção vesical não é incomum devido ao edema decorrente do parto

2.8. Função intestinal

2.8.1. Ocorre ausência do peristaltismo nas primeiras 24h00, o funcionamento habitualmente restaurado do terceiro ao quarto dia.

2.9. Membros inferiores

2.9.1. Favorecer estímulos e avaliar diariamente

2.10. Aleitamento materno

2.10.1. Incentivo e orientação

2.10.2. Avaliação das mamas e da efetividade da amamentação

3. Alojamento conjunto

3.1. Recém-nascido sadio fica no mesmo ambiente da mãe até a alta hospitalar

4. Volta do corpo ao estado pré-gravídico

5. Divisão do puerpério

5.1. Imediato do 1 ao 10 dia

5.2. Tardio do 11 ao 42 dia

5.3. Remoto a partir do 43 dia