Rede Social de Deus (God´s Social Network) - Linha do tempo de Reencarnações

Linha do Tempo com Reencarnações dos Principais personagens da História

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Rede Social de Deus (God´s Social Network) - Linha do tempo de Reencarnações por Mind Map: Rede Social de Deus  (God´s Social Network) - Linha do tempo de Reencarnações

1. Jesus Cristo - também chamado Jesus de Nazaré, que nasceu entre 7–2 a.C e morreu por volta de 30–33 d.C

1.1. Ário

1.1.1. John Wyclif (1402)

1.1.1.1. Ário (324 d.C) - Areio; Líbia, 256 – Constantinopla, 336) foi um heresiarca do século IV, fundador da doutrina arianista, tida como herege. Era, antes de se afastar do trinitarismo, diácono de Alexandria, ordenado pelo patriarca Pedro I, razão pela qual também é conhecido como Ário de Alexandria.

1.2. Emmanuel

1.2.1. 1931 - Emmanuel é o nome dado pelo médium espírita brasileiro Chico Xavier ao espírito a que atribui a autoria de boa parte de suas obras psicografadas. Esse espírito era apontado por Chico Xavier como seu orientador espiritua

1.2.1.1. a 10ª reencarnação se refere ao Padre Amaro, um humilde sacerdote católico que viveu entre os séculos XIX e XX. Viveu no estado brasileiro do Pará. Posteriormente foi ao Rio de Janeiro, onde se dedicou à pregação do Evangelho de Jesus, tendo inclusive tido contato com Bezerra de Menezes

1.2.1.1.1. a 9ª reencarnação se refere a Jean Jacques Turville, nascido no século XVIII na França. Foi educador da nobreza e prelado católico romano no período anterior à Revolução Francesa, vivendo no norte da França. Fugiu à ferocidade revolucionária indo para a Espanha, onde viveu até a morte

1.3. Joanna de Ângelis

1.3.1. Sóror Joana Angélica de Jesus, pseudonimo de Joanna de Ângelis. Passados 66 anos do seu regresso à Pátria Espiritual, retornou, agora na cidade de Salvador, na Bahia, em 1761, como Joana Angélica, filha de uma abastada família. Aos 21 anos de idade, ingressou no Convento da Lapa, como franciscana. dia 20 de fevereiro, de 1822, defendendo corajosamente o Convento, a casa do Cristo, assim como a honra das jovens que ali moravam, foi assassinada por soldados que lutavam contra a Independência do Brasil.

1.3.1.1. Sóror Juana Inés de La Cruz (grandiosa discípula de Francisco de Assis). ela também se candidata a viver com ele a simplicidade do Evangelho de Jesus, que a tudo ama e compreende, entoando a canção da fraternidade universal. No século XVII, ela reaparece no cenário do mundo, para mais uma vida dedicada ao Bem. Renasce em 1651.

1.3.1.1.1. Joana de Cusa (Cafarnaum).Tratava-se de Joana, consorte de Cusa, intendente de Ântipas, na cidade onde se conjulgavam interesses vitais de comerciantes e de pescadores. O seu esposo, alto funcionário de Herodes, não lhe compartilhava os anseios de espiritualidade, não tolerando a doutrina daquele Mestre que Joana seguia com acendrado amor.

1.4. Joana D´arc

1.4.1. 143 d.C - Joana D´arc - É a santa padroeira da França e foi uma chefe militar da Guerra dos Cem Anos, durante a qual tomou partido pelos armagnacs, na longa luta contra os borguinhões e seus aliados ingleses. Foi executada pelos borguinhões em 1431 d.C. Camponesa, modesta e analfabeta, foi uma mártir francesa e também heroína de seu povo, canonizada em 1920, quase cinco séculos depois de ter sido queimada viva em um auto de fé.

1.4.1.1. 1ª reencarnação Judas Iscariotes foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, que, de acordo com os evangelhos canônicos, veio a ser o traidor que entregou Jesus aos seus captores por trinta moedas de prata.

1.5. Martinho Lutero

1.5.1. Paulo de Tarso, também chamado de Apóstolo Paulo, Saulo de Tarso, São Paulo Apóstolo, Apóstolo dos gentios e São Paulo, (Tarso, Cilícia, c. 5 - Roma, 67) foi um dos mais influentes escritores do cristianismo primitivo, cujas obras compõem parte significativa do Novo Testamento. A influência que exerceu no pensamento cristão, chamada de "paulinismo", foi fundamental por causa do seu papel como preeminente apóstolo do Cristianismo durante a propagação inicial do Evangelho pelo Império Romano

1.6. Dom Pedro II

1.6.1. A palavra "Longinus", refere-se a lança que transpassou Jesus, que mais tarde vinha a ser conhecida como a Lança do Destino. Na realidade, não se sabe o nome do legionário que a manejou. Pelo fato de o nome ser derivado do grego e significar "uma lança", é referido como tendo sido o soldado romano que perfurou Jesus com uma lança (João 19,34), ou como o centurião que, na crucificação, reconheceu Cristo como "o Filho de Deus" (Mateus 27:54; Marcos 15:39; Lucas 23:47).

1.7. Padre José Anchieta

1.7.1. João Barbosa (Soengas, Portugal, 8 de fevereiro de 1676 – Rio de Janeiro, 17 de outubro de 1747), popularmente conhecido pelo seu nome religioso de Fabiano de Cristo, foi um frade da Ordem dos Frades Menores. Ainda jovem emigrou para o Brasil, onde desenvolveu um trabalho de dedicação e amor ao próximo.

1.7.1.1. Padré José de Anchieta - São José de Anchieta SJ (San Cristóbal de La Laguna, 19 de março de 1534 — Reritiba, 9 de junho de 1597) foi um padre jesuíta espanhol, santo da Igreja Católica e um dos fundadores das cidades brasileiras de São Paulo e do Rio de Janeiro. Beatificado em 1980 pelo papa João Paulo II e canonizado em 2014 pelo papa Francisco, é conhecido como o Apóstolo do Brasil, por ter sido um dos pioneiros na introdução do cristianismo no país. Em abril de 2015 foi declarado copadroeiro do Brasil na 53ª Assembleia Geral da CNBB. ] Foi o primeiro dramaturgo, o primeiro gramático e o primeiro poeta nascido nas Ilhas Canárias. Foi o autor da primeira gramática da língua tupi, e um dos primeiros autores da literatura brasileira, para a qual compôs inúmeras peças teatrais e poemas de teor religioso e uma epopeia.

1.8. Helil

1.8.1. Com efeito, Hilel (o mesmo Helil) reencarnava em Portugal em 1394, na personalidade do infante Dom Henrique. Graças a seu denodado esforço, instituiu-se a famosa Escola de Sagres, concentrando-se aí todos os conhecimentos aperfeiçoadores da arte de navegar, atraindo sábios a geógrafos da época, bem como navegantes de nomeada, dando aos portugueses condições de se lançarem aos mares nunca dantes navegados (como cantou Camões) e de descobrirem novas paisagens na costa ocidental da África, o caminho marítimo para as índias e sobretudo o nosso Brasil, a 1500, por Pedro Álvares Cabral.

1.8.1.1. Hilel ou Helil foi um célebre rabino do século I. a.C.. Logo, foi um doutor judeu durante parte do reinado de Herodes. Nasceu na Babilônia, cerca de 70 a.C. e desencarnou no ano 10 da Era Cristã. Assim, Hilel teria vivido 120 anos, dos quais os quarenta primeiros em sua terra natal, os quarenta seguintes na Palestina, como trabalhador braçal, e os últimos quarenta como líder religioso.

1.9. Tiradentes

1.9.1. Tiradentes, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes (Fazenda do Pombal, batizado em 12 de novembro de 1746 — Rio de Janeiro, 21 de abril de 1792), foi um dentista, tropeiro, minerador, comerciante, militar e ativista político que atuou no Brasil, mais especificamente nas capitanias de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Personagem símbolo da conspiração denominada Inconfidência Mineira, é patrono cívico do Brasil, além de patrono das Polícias Militares e Polícias Civis dos Estados. Desde o advento da República no Brasil (1889), Tiradentes é considerado herói nacional: o mártir foi criado pelos republicanos com a intenção de ressignificar a identidade brasileira.O dia de sua execução, 21 de abril, é feriado nacional. A cidade mineira de Tiradentes, antiga Vila de São José do Rio das Mortes, foi renomeada em sua homenagem. Seu nome está inscrito no Livro dos Heróis da Pátria desde 21 de abril de 1992.

1.9.1.1. Foi um inquisidor no passado.. ainda em pesquisa

1.10. Divaldo Franco

1.10.1. Divaldo Franco foi um abade na França. E ajudou a fundar um convento/monastério 1526. Ele morreu nesse convento em 1527. Esse abade foi um dos secretário do importante Armand Jean du Plessis, Cardeal de Richelieu, Duque de Richelieu e de Fronsac foi um político francês, que foi primeiro-ministro de Luís XIII de 1628 a 1642.

1.11. João Evangelista, que escreveu o livro do Apocalipse na ilha de Patmos

1.11.1. Ernesto

1.11.1.1. Jerônimo de Praga (1402 d.C) - foi o principal discípulo e mais devotado amigo de Jan Hauss. Em maio de 1416 foi julgado e condenado por heresia e queimado na fogueira em 30/maio/1416 d.C

1.11.1.1.1. Daniel - Daniel ou Beltessazar,é um dos vários profetas do Antigo Testamento. A sua vida e profecias estão incluídas na Bíblia no Livro de Daniel. O significado do nome é "Aquele que é julgado por Deus" ou "Deus assim julgou", ou ainda, "Deus é meu juiz". Daniel foi um jovem príncipe judeu levado como prisioneiro de guerra pelas tropas do Império Babilônico, em meio a Rebelião para Independência de Judá. Ao fim do conflito, de acordo com a tradição rabínica, Daniel e outros príncipes judeus foram castrados por ordens do rei babilônico, com o objetivo de desencorajar lideranças e frustrar o sentimento de independência em meio ao povo dominado.

2. Constantino

2.1. David (1841 d.C)

2.1.1. Bóris (1402 d.C)

2.1.1.1. Crispus (324 d.C) - Flávio Júlio Crispo conhecido também como Flávio Cláudio Crispo e Flávio Valério Crispo, foi um césar do Império Romano e era o filho mais velho de Constantino com Minervina

2.2. Stephanie (1841 d.C)

2.2.1. Verônica (1402 d.C.)

2.2.1.1. Fausta, foi esposa de Constantino (324 d.C.)

2.3. 1841 - Daniel

2.3.1. 1402 - Constantino

2.3.1.1. 324 d.C - Constantino Constantino I, também conhecido como Constantino Magno ou Constantino, o Grande (em latim: Flavius Valerius Constantinus; Naísso, 272 — 22 de maio de 337), foi um imperador romano, proclamado Augusto pelas suas tropas em 25 de julho de 306, que governou uma porção crescente do Império Romano até a sua morte. Constantino derrotou os imperadores Magêncio e Licínio durante as guerras civis. Tem como prima Constância.. Esposa de Licínio

2.3.1.1.1. Constantino veio do planeta Capela.. La ele teve o nome de Ferdinando. Em capela ele teve relacionamento com Constância, que tinha outro nome..

3. Licínio

3.1. Deborah (1841 d.C)

3.1.1. Constância (1402 d.C.)

3.1.1.1. Constância (324 d.C.) foi esposa de Licínio e irmã do imperador Constantino

3.1.1.1.1. Ela veio de Capela. Ela odiava Constantivo (na epoca em Capela Ferdinando). Ferdinando havia arquitetado o abordo dos filhos gêmeos deles, mas no aborto morreram as crianças e a mãe. A partir dai, nasceu o ódio entre Constância e Constantino.

3.2. 1841 - Sean

3.2.1. 1402 - Papa João XXIII

3.2.1.1. 324 d.C - Licínio (em latim: Gaius Valerius Licinianus Licinius Augustus; Mésia Superior, ca. 250 — Tessalônica, 325) foi um co-imperador romano. Seu reinado compreende o período de 308 a 324, sendo que em 30 de abril de 313 unificou todo o Império Romano do Oriente. Foi seu cunhado, Constantino, imperador do ocidente, quem o tirou do trono, após uma batalha militar entre os dois e condenou-o à morte, e assim transformou-se no comandante supremo de todo o Império Romano. Licínio era de origem humilde, militar e homem de confiança de Galério, que o elegeu "augusto" em 308

4. Tem sugestões ? envie por favor para [email protected]

5. Hitler

5.1. Átila, o Huno (406 – 453 d.C), também conhecido como Praga de Deus ou Flagelo de Deus foi o rei dos hunos, que governou o maior império europeu de seu tempo desde o ano 434 até sua morte em 453. Suas possessões se estendiam da Europa Central até o mar Negro, e desde o Danúbio até o Báltico. Durante seu reinado foi um dos maiores inimigos dos impérios romanos Oriental e Ocidental: invadiu duas vezes os Bálcãs, esteve a ponto de tomar a cidade de Roma e chegou a sitiar Constantinopla na segunda ocasião. Marchou através da França até chegar a Orleães, antes que o obrigassem a retroceder na batalha dos Campos Cataláunicos (Châlons-sur-Marne) e, em 452, conseguiu fazer o imperador Valentiniano III fugir de sua capital, Ravena. Ainda que seu império tenha morrido com ele e não tenha deixado nenhuma herança notável, tornou-se uma figura lendária da história da Europa. Em grande parte da Europa Ocidental é lembrado como o paradigma da crueldade e da rapina.

6. Jerônimo Mendonça

6.1. Jerônimo Mendonça Ribeiro (Ituiutaba - MG, 1 de novembro de 1939 – 26 de novembro de 1989) foi um grande trabalhador, palestrante e escritor espírita, que juntamente com Chico Xavier, seu amigo, trabalhou pelas causas sociais e pela divulgação da doutrina espírita. Jerônimo Mendonça, mesmo paralisado em uma cama ortopédica e cego trabalhava arduamente pelo ideal espírita e, por isso, ficou conhecido como O Gigante Deitado.

6.1.1. Maestro Richard Wagner - Wilhelm Richard Wagner (Leipzig, 22 de maio de 1813 — Veneza, 13 de fevereiro de 1883) foi um maestro, compositor, diretor de teatro e ensaista alemão, primeiramente conhecido por suas óperas (ou "dramas musicais", como ele posteriormente chamou). As composições de Wagner, particularmente essas do fim do período, são notáveis por suas texturas complexas, harmonias ricas e orquestração, e o elaborado uso de Leitmotiv: temas musicais associados com caráter individual, lugares, ideias ou outros elementos. Por não gostar da maioria das outras óperas de compositores, Wagner escreveu simultaneamente a música e libreto, para todos os seus trabalhos.

6.1.1.1. egípcio Cambises, praticou crimes hediondos contra seus inimigos, servos e a própria família.

6.1.1.1.1. foi o príncipe egípcio Horemseb, homem misterioso, cruel, envolto em bruxaria, que matou muita gente. Fascinava as mulheres que se apaixonavam loucamente por ele, utilizando uma rosa enfeitiçada.

7. Lucius

7.1. Teve uma reencarnação na frança, ele foi um jurista (ainda pesquisando nomes e datas)

7.1.1. Fez parte de Parlamento na Inglaterra (ainda pesquisando nomes e datas)