Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Opções por Mind Map: Opções

1. 1º - Q Que é Opção?

1.1. youtu.be/v1i07BaBZgQ

1.2. São contratos de direitos e obrigações, derivadas de um ativo

1.2.1. Quem compra tem:

1.2.1.1. DIREITO

1.2.1.2. Quem compra um opção vai sempre pagar, para ter esse direito

1.2.2. Quem vende tem:

1.2.2.1. OBRIGAÇÃO

1.2.2.2. Quem vende vai receber este valor pago, se colocando nesta situação de obrigação

1.2.3. Perceba nesta situação quem tem o direito e quem tem a obrigacção

1.2.3.1. Carlos procurou um casa por várias semanas e até que um belo dia, encontrou a casa dos seus sonhos, mas seu mulher estava viajando e precisava da opinião dela, é claro. Então ele fez uma proposta para o Jorge dono da residência, se ele esperasse por 4 semanas até esposa do Carlos retorna, ele daria 2% do valor do imóvel para segurar o negócio, ou seja, daqui 4 semanas se a mulher de Carlos gostasse da casa, o Jorge teria que vender a casa pelo valor combinado anteriormente, então Jorge teria a OBRIGAÇÃO de vender a casa, mesmo se o imóvel tivesse valorizado e por contrapartida Carlos teria o DIREITO de comprar a casa pelo valor combinado ou não comprar, pois não tem a obrigação

1.2.3.2. Resumo dando valor ao exemplo:

1.2.3.2.1. Imagine o imóvel com preço de 500.000,00, então Carlos pagou 10.000,00 pela opção, o preço da ação é de 500.000,00, o tempo deste contrato é de 28 dias, Jorge vai ter a Obrigação e Carlos vai ter o direito

2. 2ª - Opções CHAMADA x COLOCAÇÃO

2.1. youtu.be/FZOiOohdhhA

2.2. CALL

2.2.1. Comprador de CALL

2.2.1.1. É um contrato que oferece para quem COMPRA, o direito de COMPRAR um ativo

2.2.1.1.1. Por um valor específico

2.2.1.1.2. Em uma data pré determinada

2.2.1.2. No caso anterior , Carlos tem o direito de COMPRAR, pois comprou a Opção de Compra, então ele tem o direito de comprar o imóvel no valor determinado 500.000,00 e na data pre determinada 28 dias

2.2.2. Vendedor de CALL

2.2.2.1. É para quem VENDE, a obrigação de VENDER um ativo

2.2.2.1.1. Por um valor específico

2.2.2.1.2. Em uma data pré determinada

2.2.2.2. Já Jorge tem a OBRIGAÇÃO de vender o imóvel pelo valor específico 500.000,00 na data pre determinada 28 dias

2.3. PUT

2.3.1. Comprador de PUT

2.3.1.1. É um contrato que oferece para quem COMPRA, o direito de VENDER um ativo

2.3.1.1.1. Por um valor específico

2.3.1.1.2. Em uma data pré determinada

2.3.1.2. Neste caso, João tem um carro que usa para trabalho, que custa 90.000,00 e quer fazer um seguro, já que seu trabalho é meio perigoso, então vai a uma segurada e tem um orçamento de 4000.00 por ano o valor do seguro. Portando João terá o direito de vender o caro por 90.000,00 no período de 1 ano pagando 4000,00

2.3.1.3. Resumindo - João obteve o direito de vender o carro por 90.000,00

2.3.1.4. Vamos dar um exemplo utilizando o Mercado Financeiro:

2.3.1.4.1. 90.000,00, será o valor de STRIKE

2.3.1.4.2. Período de 1 ano, será o tempo de vencimento da opção

2.3.1.4.3. Os 4.000,00, será o preço da PUT

2.3.2. Vendedor de PUT

2.3.2.1. É para quem VENDE, a obrigação de COMPRAR um ativo

2.3.2.1.1. Por um valor específico

2.3.2.1.2. Em uma data pré determinada

2.3.2.2. Já a seguradora terá a OBRIGAÇÃO de comprar o carro por 90.000,00 no período de 1 ano

3. 3ª Código da Opção

3.1. youtu.be/mhyxSh7TJvE

3.2. Como é formado o Código da Opção?

3.2.1. O código das opções negociadas no Mercado Bovespa é composto por 4 (quatro) letras, mais uma letra que defineo vencimento e 2 (dois) ou 3 (três) números, Geralmente, estes númeors definem o STRIKE da opção.

3.2.2. As quatro primeiras letras do código das opções Bovespa referem-se ao ativo objeto do contrato de opção.

3.2.3. O quinto caractere identifica se esta é uma opção de compra ou de venda e qual é o mês de vencimento deste contrato.

3.2.4. Os dois ou três números do código das opções Bovespa determinam o preço pelo qual a ação-objeto será negociada, em caso de exercício desta opção.

3.2.4.1. 2 ou 3 números = números aleatórios, porém algumas vezes definem o preço de exercico (STRIKE)

3.2.5. CÓDIGO DA AÇÃO + VENCIMENTO DA OPÇÃO + NÚMERO

3.2.6. Exemplo: PETR + A (Vencimento em Janeiro) + 30 = PETRA30

3.2.7. Tabela de Vencimento

3.2.7.1. Vencimento Opção 2020

3.2.7.1.1. Ex: PETRC = Vencimento em março - CALL

3.2.7.1.2. Ex: PETRT = Vencimento emagosto - PUT

3.2.7.1.3. Ex: VALEX = Vencimento em novembro - PUT

3.2.7.1.4. Ex: BBASF = Vencimento em junho - CALL

3.3. Opções ITM, OTM e ATM

3.3.1. Opções ITM, OTM e ATM - Bolsa de Valores Os termos “In The Money”"Dentro do Dinheiro" (ITM), “Out The Money” (OTM) e “At The Money”(ATM) servem para relacionar o preço da ação-objeto com o preço de exercício (strike) da opção.

3.3.2. Classificação Com Relação ao Strike

3.3.3. Compra da CALL Seca

3.3.3.1. Direito de comprar a ação a certo preço no futuro

3.3.3.2. In-The-Money:

3.3.3.2.1. Dentro do Dinheiro

3.3.3.2.2. Valor da ação-objeto acima do valor de exercício da opção;

3.3.3.2.3. Strike < ATIVO

3.3.3.3. Out-of-The-Money:

3.3.3.3.1. Fora do Dinheiro

3.3.3.3.2. Valor da ação-objeto abaixo do valor de exercício da opção;

3.3.3.3.3. Strike > ATIVO

3.3.3.4. At-The-Money:

3.3.3.4.1. No Dinheiro

3.3.3.4.2. Valor da ação-objeto igual (perto) ao valor de exercício da opção;

3.3.3.4.3. Strike ~ ATIVO

3.3.3.5. Quando a Opção Estiver Muito Fora do Dinheiro

3.3.3.5.1. Pode se chamar Deep OTM, traduzindo POZINHO

3.3.3.6. Derivativos - Compra da CALL Seca - OTM, ATM e ITM - E Qual Utiilizar?

3.3.3.6.1. Derivativos - Compra da Call Seca - Primeiros Conceitos

3.3.3.6.2. Derivativos - Compra da Call Seca - Continuação

3.3.4. Compra da PUT Seca

3.3.4.1. Direito de vender a ação a certo preço no futuro

3.3.4.2. In-The-Money:

3.3.4.2.1. Dentro do Dinheiro

3.3.4.2.2. Valor da ação-objeto abaixo do valor de exercício da opção;

3.3.4.2.3. Strike > ATIVO

3.3.4.2.4. PETR4 - 21 / Strike - 22

3.3.4.3. Out-of-The-Money:

3.3.4.3.1. Fora do Dinheiro

3.3.4.3.2. Valor da ação-objeto acima do valor de exercício da opção;

3.3.4.3.3. Strike < ATIVO

3.3.4.3.4. PETR4 - 20,98 / Strike - 19

3.3.4.4. At-The-Money:

3.3.4.4.1. No Dinheiro

3.3.4.4.2. Valor da ação-objeto igual (perto) ao valor de exercício da opção;

3.3.4.4.3. Strike ~ ATIVO

3.3.4.4.4. PETR4 - 21,01 / Strike - 21,00 PETR4 - 21,01 / Strike - 19,95

3.3.4.5. Derivativos - Compra da PUT Seca - OTM, ATM e ITM - E Qual Utiilizar?

3.3.4.5.1. Derivativos - Compra da Put Seca - Primeiros conceitos

3.3.4.5.2. Derivativos - Compra da Put Seca - OTM ATM ITM

3.3.4.6. Exemplo do Risco em Comprar PUT - OTM, ATM e ITM

3.3.4.6.1. break-even é o ponto a partir do qual ele deixa de perder dinheiro e passa a ganhar e equilibrar o capital investido

3.3.5. OBS

3.3.5.1. Vende de PUT - Quem vende um ativo sem ter, aluga o ativo depois

3.3.6. Exemplos de ITM "Dentro do Dinheiro" em CALL e PUT

3.3.6.1. ITUB COTAÇÃO R$ 38,10

3.3.7. Exemplos de ATM "No Dinheiro" em CALL e PUT

3.3.7.1. ITUB COTAÇÃO R$ 38,10

3.3.8. Exemplos de OTM "Fora do Dinheiro" em CALL e PUT

3.3.8.1. ITUB COTAÇÃO R$ 38,10

3.3.9. Conclusão:

3.3.9.1. - O valor intrínseco de uma opção At The Money é muito baixo ou nulo. Como o preço de exercício é muito próximo do preço do ativo no mercado à vista, há chances do titular exercer seu direito; - O valor intrínseco de uma opção In The Money é maior que zero. É mais vantajoso o titular de uma opção ITM exercer o seu direito de compra ou de venda do ativo-objeto; - O valor intrínseco de uma opção Out of The Money é zero. É mais vantajoso o titular de uma opção OTM comprar a ação no mercado à vista; - O prêmio de uma opção ATM é maior que o prêmio de uma opção OTM, porém menor que o prêmio de uma opção ITM. Isso porque o prêmio de uma opção OTM é composto apenas pelo Valor Extrínseco, o de uma opção ATM é composto pelo Valor Extrínseco e um Valor Intrínseco muito baixo ou nulo e o prêmio de uma opção ITM é composto pelo Valor Intrínseco e o Valor Extrínseco.

4. 4ª Dicas de Opções

4.1. youtu.be/gENmaGNsRUE

4.2. Com o é formado os preços da Opções As Opções são formadas por 2 valores

4.2.1. Valor Intrínseco (VI)

4.2.1.1. O que é Valor Intrínseco?

4.2.1.1.1. Diferença entre op preço do ativo pelo preço de strike (call), e na put a diferença entre o strike pelo preço do papel

4.2.1.1.2. CALL

4.2.1.1.3. PUT

4.2.1.1.4. Se o resultado for 0 ou negativo, não haverá valor intrínseco VI

4.2.1.1.5. SÓ HAVERÁ VI (Valor Intrínseco) EM OPÇÕES ITM "Dentro do Dinheiro"

4.2.2. Valor Extrínseco (VE)

4.2.2.1. O que Valor Extrínseco?

4.2.2.1.1. É a parcela do premio de uma opção atribuída ao custo oportunidade, riscos e expectativas sobre um ativo. Este valor extrínseco é conhecido como "GORDURA" ou PRÊMIO.

4.2.2.1.2. É Calculado

4.2.2.1.3. 5 Fatores que afetam o VE

4.2.2.1.4. Vamos analisar os valores VI e VE

4.2.2.2. Algumas Informações Importantes

4.2.2.2.1. Quando falamos em comprar Volatilidade, estamos comprando uma opção mais barata

5. 5ª Gregas

5.1. youtu.be/0OiZF5sCiDU

5.2. Porque Aprender as Gregas

5.2.1. Vamos entender e identificar as fragilidades/riscos das suas operações. Quando nós sabemos os riscos, os ganhos ficam mais fáceis de serem obtidos

5.2.1.1. Vc prefere pilotar um carro com velocímetro, indicador de gasolina, indicador da temperatura do motor, indicador da bateria e outros... Ou sem nenhum indicador?

5.3. O que são Gregas

5.3.1. As gregas (letras do alfabeto grego) podem ser definidas como medidores e indicadores do que irá acontecer com a opção ou portifólio com:

5.3.1.1. Oscilação do PREÇO do Ativo (ação, ETF e etc)

5.3.1.2. Psssagem do TEMPO

5.3.1.3. Aumento e Queda da VOLATILIDADE

5.3.1.4. Aumento e Queda da TAXA de Juros

5.4. Quais são as 5 Principais Gregas

5.4.1. DELTA

5.4.1.1. Eundica a variação do preço da OPÇÃO, a partir da variação/oscilação do ativo (ação, ETF e etc...)

5.4.1.2. Quando você tem um DELTA POSITIVO

5.4.1.2.1. A sua opção se valoriza (aumentará de valor) se o ativo (mesmo ativo da opção comprada) subir, ou seja, se valorizar

5.4.1.3. Quando vocêr tem um DELTA NEGATIVO

5.4.1.3.1. A sua opção se valorizará (aumentará de valor) se o ativo (mesmo ativo da opção comprada) cair, ou seja, se desvalorizar

5.4.1.4. Exemplo: DUOM3

5.4.1.4.1. INDICA A PORCENTAGEM DE VALORIZAÇÃO ou DESVALORIZAÇÃO DA OPÇÃO DECORRENTE DA OSCILAÇÃO DO PREÇO DO ATIVO

5.4.1.4.2. Se for negativo, a opção se valorizará com a queda e se for positivo, com a alta

5.4.1.4.3. No exemplo do CALL, o preço do ativo estava 20 reais e subiu para 21 reais, com delta valorizando 0,3 ou 30%, então o preço da opção subiu 30 %, valendo de 1 real para 1,30

5.4.1.4.4. No exemplo da PUT, o delta é negativo, então se o preço do ativo ir de 20 reais para 19, valorizando delta de -0,5 ou 50%, sua opção estará valorizando de 1,0 para 1,50

5.4.2. GAMMA

5.4.2.1. Indica a variação do DELTA, a partir da variação/oscilação do ativo (ação. ETF e etc...) É o potencializador do Delta

5.4.2.2. O GAMMA é o responsável por fazer opções de R$ 0,10 ir de R$ 1,20

5.4.2.3. Quando a sua estratégia tem um GAMMA POSITIVO

5.4.2.3.1. Uma sua estratégia se beneficiará, ou seja, você ganhará dinheiro com grandes oscilações

5.4.2.4. Quando a sua estratégia tem um GAMMA NEGATIVO

5.4.2.4.1. Significa que a sua estratégia se beneficiará se não houver grandes oscilações

5.4.2.5. Exemplo: DUOM3

5.4.2.5.1. No exemplo de CALL, o preço do ativo estava 20 reais e subiu por 21 reais, com valor de Delta 0,5 ou 50%, o preço da opção subirá 50%, valorizando de 1 real para 1,50, porém o delta também altera, quanto ele altera, o valor do GAMMA, então se o ativo for de 20 para 21 reais, sua opção vai subir 0,50 centavos, porque vc tem delta de 50, e é 50% desse valor, o seu delta vai aumentar o valor do gamma, para 0,1, e agora ele vai valer 0,1 + 0,5 = 0,60

5.4.2.5.2. Então se o papel agora for de 21 para 22, o seu delta não é mais 0,5 , você não vai ganhar só 50% do valor movimento , você vai passar a ganhar 0,6 ou 60% do movimento, ai, você não vai ter uma opção que vale 2,00 reais mas sim 2,10 , e esse gamma vai alimentando esse delta

5.4.2.5.3. No exemplo de PUT, é o mesmo caso, o ativo cair de 20 para 19, o delta de -0,5 ou 50% vai valorizar a opção de 1,00 para 1,50, e o gamma vai aumentar o valor do delta de -0,5 para -0,6, então ele age como um potencializador de delta

5.4.3. VEGA

5.4.3.1. Indica a variação do preço da OPÇÃO, a partir da variação/oscilação da VOLATILIDADE

5.4.3.2. Quando a sua estratágia tem um VEGA POSITIVO

5.4.3.2.1. Significa que ela se valorizará com o aumento da volatilidade e perderá com a queda

5.4.3.3. Quando a sua estrategia tem um VEGA NEGATIVO

5.4.3.3.1. Significa que ela se valorizará com a queda da volatilidade e perderá com o aumento

5.4.3.4. Exemplo: Volatilidade X Vega

5.4.3.4.1. Se a volatilidade 15% for para 16%, a opção vai ganhar 20 centavos, que seria o valor de vega, se continuar aumentando de 16% for para 17%, a opção vai continuar a aumentar, o valor de vega 20 centavos, portanto a opção vai valer 1,40

5.4.3.4.2. Neste caso, seria venda em Volatilidade, se esta vendido em volatilidade o vega é negativo, então se a volatilidade de 15% cai para 14%, e estou vendido, a intenção é ganhar dinheiro, e quanto irei ganhar, o valor de vega, 20 centavos ou 20%, que valorizaria de 1,00 apara 1,20

5.4.3.4.3. Podemos pegar um exemplo contrário, comprado em volatilidade, se ela cair vou perder o valor de vega, se eu comprei uma opção pagando 1 real e a volatilidade está 15%, se ela vier para 14%, vou perder, porque a volatilidade caiu, e eu estva comprado, vou porder quanto, o valor de vega

5.4.4. THETA

5.4.4.1. Indica a variação do preço da OPÇÃO, a partir da passagem do tempo (passagem dos dias)

5.4.4.2. Um THETA POSITIVO

5.4.4.2.1. Significa que sua estratégia em opções, ganhará com a passagem do tempo (dia)

5.4.4.3. Um THETA NEGATIVO

5.4.4.3.1. Significa que a sua estratégia em opções, perderá com a passagem do tempo (dia)

5.4.4.4. Exemplo: Dias de Vencimento x Theta

5.4.4.4.1. Uma compra de CALL, você tem uma opção de 1 real, faltando 10 dias, tudo se manter se, o preço da ação, não ter nenhuma alteração da volatilidade, essa opção de 1 real, vai perder valor com a passagem do tempo, quanto ela perde de valor com a passagem do tempo, o valor de theta, se faltava 10 dias e passou para 9, essa opção vai perder o vai, qual o valor,m o de Theta, então de 1 real a opção valerá 90 centavos

5.4.4.4.2. Venda de Call, NUNCA FAÇA VENDA DE CALL

5.4.4.4.3. Só para questão de entendimento, na venda de Call temos um theta positivo, um theta de 0,1. Significa que cada dia que passar vamos ganhar 10 centavos, ou seja, quanto passar de 10 dias para 9, a opção valorizará 10 centavos, alterando seu valor de 1 real para 1,10

5.4.5. RHO

5.4.5.1. Não aprofundaremos neste grega

5.5. Exemplo de Estratégia: Analisando as GREGAS

5.5.1. Exemplo 01

5.5.1.1. Temos um DELTA POSITIVO e um GAMMA EXTREMAMENTE POSITIVO, isso quer dizer que é uma estratégia explosiva, queremos ter grandes oscilações, o GAMMA é o potencializador, se ele é positivo, queremos ter grandes explosões, temos um GAMMA positivo, queremos que haja grandes oscilações no PREÇO do ATIVO, temos um THETA NEGATIVO, quer dizer que a estratégia perde valor com a passagem do tempo, quanto ela perde de valor, 34,10 reais, temos também um VEGA POSITIVO, estamos comprado em VOLATILIDADE porque tem um VEGA POSITIVO, quanto vai ganhar se a VOLATILIDADE aumentar 1%, ganharemos 12,35 reais

5.5.2. Exemplo 02

5.5.2.1. Temos um venda de PUT, temos um DELTA proximo do zero, que dizer que não queremos que haja grandes oscilações, TETHA POSITIVO, quer dizer que todo dia que passar ganharemos um valor, porque a gente ganha com a passagem dos dias, quanto 9,55 reais, temos um GAMMA MEGA NEGATIVO, não queremos que haja grandes oscilações no PREÇO do ATIVO, a gente tem VEGA também NEGATIVO, com este VEGA NEGATIVO, esta vendido em VOLATILIDADE, momento ideal quando a VOLATILIDADE estiver alta, quanto iremos ganhar se a VOLATILIDADE cair, se cair um 1% vai ganhar 3,70 reais