Biossegurança

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Biossegurança por Mind Map: Biossegurança

1. Conceito

1.1. É o conjunto de ações voltadas para a prevenção e minimização de risco dos colaborados envolvidos no serviço.

2. Equipamento de Proteção Individual - EPI

2.1. Todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador e destinado a proteção contra riscos capazes de ameaçar a sua segurança e saúde.

2.1.1. AVENTAIS OU JALECOS: Uso obrigatório e restrito aos laboratórios.

2.1.2. LUVAS: Usadas para evitar o contato direto com fluidos orgânicos.

2.1.3. MASCARAS OU VISORES: Proteção para filtrar gases, pó e outras substancias.

3. Praticas Seguras em Laboratório

3.1. *Conhecer os riscos biológicos, químicos, radioativos, tóxicos com quais se tem contato no laboratório; *Ser treinado e aprender as precauções e procedimentos de biossegurança; * Seguir as regras de biossegurança; * Evitar trabalhar sozinho com material infeccioso. * Ser protegido por imunização apropriada quando disponível; *Manter o laboratório limpo e arrumado, * Limitar o acesso aos laboratórios.

4. Equipamento de Proteção Coletiva - EPC

4.1. São equipamentos que possibilitam a proteção dos envolvidos no laboratório, também do meio ambiente e das pesquisas desenvolvidas.

4.1.1. CAPELA QUÍMICA

4.1.2. CABINE DE SEGURANÇA BIOLÓGICA (CSB)

4.1.3. CHUVEIRO DE EMERGÊNCIA

5. Estrutura Física do Laboratório

5.1. O laboratório deve ser amplo para permitir o trabalho com segurança e para facilitar a limpeza e manutenção; Paredes, tetos e chão devem ser fáceis de limpar, impermeáveis a líquidos e resistentes; Cada laboratório deverá conter uma pia para lavagem das mãos que funcionem automaticamente ou que sejam acionadas com o pé ou com o joelho;

6. HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS:

6.1. A higienização das mãos tem o objetivo de remover as células descamativas, sujidades, pelos, interrompendo a transmissão pelo contato, além de prevenir as infecções cruzadas. Por isso, todos os profissionais de laboratório devem adotar essa prática.

7. Resíduos biológicos infectantes:

7.1. São uma fonte de contaminação capazes de causar doenças e comprometer o meio ambiente e a saúde pública (Geralmente, são produzidos por hospitais, laboratórios e outros estabelecimentos de serviços de saúde.)

8. Desinfecção

8.1. Processo para eliminar muitos ou todos os microrganismos patogênicos.

9. Controle de qualidade de esterilização

9.1. Físicos

9.2. Químicos

9.3. Biológicos

10. Assepsia

10.1. É o conjunto de medidas que utilizamos para impedir a penetração de microrganismos num ambiente que logicamente não os tem. Logo, um ambiente asséptico é aquele que está livre de infecção.

11. Antissepsia

11.1. É o conjunto de medidas propostas para inibir o crescimento de microrganismos ou removê-los de um determinado ambiente, podendo ou não destruí-los. Para tal fim, utilizamos antissépticos ou desinfetantes.