Artrite Reumatóide

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Artrite Reumatóide por Mind Map: Artrite Reumatóide

1. Poliartrite simétrica de pequenas articulações, padrão aditivo

2. Doença inflamatória crônica

2.1. Afeta 1% da população

3. Mulheres 2:1 Homens

4. Idade: 25-55 anos

5. Fatores genéticos

5.1. HLA-DRB1

5.2. PTPN22

6. Fatores de risco

6.1. Tabagismo

6.2. Sexo feminino

6.3. Sílica, asbesto, madeira

6.4. Gengiviite

6.4.1. Porphyromonas gengivalis

6.4.1.1. PCC

7. Fisiopatologia

7.1. Interação genética-ambiental

7.2. Perda da auto-tolerância

7.3. Formação de imunocomplexos na articulação

7.4. TNF-alfa

7.5. Formação do pannus

7.5.1. Destruição da cartilagem

7.5.2. Erosão do osso subcondral

7.5.3. Linfócitos, macrófagos

8. Manifestações clínicas

8.1. Extra-articulares

8.1.1. Cardiológicas

8.1.1.1. Pericardite

8.1.1.2. Derrame pericárdico

8.1.1.3. Nódulos reumatóides

8.1.1.4. Risco cardiovascular elevado

8.1.2. Cutâneas

8.1.2.1. Nódulos

8.1.2.2. Eritema

8.1.2.3. Vasculite

8.1.3. Pulmonares

8.1.3.1. Pleurite

8.1.3.2. Derrame pleural

8.1.3.2.1. Exsudato

8.1.3.2.2. Predomínio linfomononucleares

8.1.3.2.3. Glicose baixa!!!

8.1.3.3. Doença parenquimatosa intersticial

8.1.3.4. Sd Caplan (Nódulos pulmonares + pneumoconiose - sílica)

8.1.4. Oftalmológicas

8.1.4.1. Sd Sjögren secundária

8.1.4.2. Episclerite

8.1.4.3. Escleromalácia perfurante

8.1.5. Neurológicas

8.1.5.1. Nódulos

8.1.5.2. Sd túnel do carpo e do tarso

8.1.5.3. Subluxação AA

8.1.5.4. Vasculite

8.1.5.5. Mononeurite múltipla

8.1.6. Renais

8.1.6.1. Nefropatia membranosa

8.1.6.1.1. Doença X Medicações

8.1.6.2. Glomerulonefrite (mesangial)

8.1.6.3. Amiloidose

8.1.6.4. Vasculite

8.1.7. Hematológica

8.1.7.1. Sd de Felty

8.1.7.1.1. Neutropenia

8.1.7.1.2. Esplenomegalia

8.1.7.2. Anemia da doença crônica

8.1.8. Músculo-esquelético

8.1.8.1. Osteopenia/osteoporose

8.1.8.2. Fadiga

9. Diagnóstico

9.1. EULAR 2012

9.1.1. Pelo menos 1 articulação com sinovite não explicada por outra doença

9.1.2. Envolvimento articular

9.1.3. Sorologia

9.1.3.1. FR

9.1.3.2. Anti-CCP

9.1.4. Reagentes de fase aguda

9.1.4.1. VHS

9.1.4.2. PCR

9.1.5. Duração dos sintomas

9.1.5.1. <6 semanas

9.1.5.2. >=6 semanas

9.1.6. Diagnóstico = maior ou igual a 6 pts

10. Propedêutica

10.1. Radiografia

10.1.1. Osteopenia justarticular

10.1.1.1. alteração mais preoce

10.1.2. Aumento de partes moles

10.1.3. Erosões articulares

10.1.4. Subluxação/colapso da cartilagem

10.2. USG com doppler

10.2.1. Hipervascularização

10.3. RNM

10.3.1. Método mais sensível

10.3.2. Edema ósseo

11. Tratamento

11.1. Não-farmacológico

11.1.1. Multidisciplinar

11.1.2. Imunização

11.1.3. Atividade física

11.2. Farmacológico

11.2.1. AINEs

11.2.1.1. Sintomático

11.2.2. Corticóides

11.2.2.1. Dose baixa

11.2.2.2. Sintomático

11.2.2.3. Sistêmico ou intra-articular

11.2.3. DARMDs

11.2.3.1. Convencionais

11.2.3.1.1. MTX

11.2.3.1.2. Leflunomida

11.2.3.1.3. Sulfassalazina

11.2.3.1.4. Hidroxicloroquina

11.2.3.2. Biológicos

11.2.3.2.1. Anti-TNF

11.2.3.2.2. Anti-IL1

11.2.3.2.3. Anti-IL6

11.2.3.2.4. Anti-CD20

12. Fatores de mau prognóstico

12.1. Auto-anticorpos em títulos elevados

12.2. VHS e PCR elevados

12.3. Elevado número de articulações acometidas ( >20 anos)

12.4. Erosões precoces

12.5. Inflamação persistente

12.6. Manifestações extra-articulares

12.7. Tabagismo

12.8. Depressão

12.9. Idade avançada ou início < 30 anos