Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
CÂNCER por Mind Map: CÂNCER

1. Carcinogênese

1.1. Esse processo é composto por 3 ESTÁGIOS:

1.1.1. 1º Estágio de Iniciação

1.1.2. 2º Estágio de Promoção

1.1.3. 3º Estágio de Progressão

2. Conceito

2.1. O câncer é causado por alterações da estrutura genética (DNA) das células, as chamadas mutações.

2.1.1. 1. Surgimento da Célula CANCEROSA

2.1.2. 2. Tecido Alterado

2.1.3. 3. Invadem os Tecidos VIZINHOS

2.1.4. 4. Desprendem-se e vão para corrente sanguínea gerando a METÁSTASE.

3. Como o organismo se defende?

3.1. Esses mecanismos, próprios do organismo, são na maioria das vezes geneticamente pré-determinados, e variam de um indivíduo para outro , ou adquiridos por uma péssima qualidade de vida.

4. Estadiamento

4.1. O estádio de um tumor reflete não apenas a taxa de crescimento e a extensão da doença, mas também o tipo de tumor e sua relação com o hospedeiro.

5. Classificação das NEOPLASIAS

5.1. BENIGNA - geralmente pouco agressivas e relativamente inofensivas (relação semelhante à das hiperplasias com o organismo hospedeiro);

5.2. MALIGNA - muito agressivos, representando uma ameaça potencial à vida (relação semelhante à dos parasitos com o organismo hospedeiro).

6. Tipos de Câncer

6.1. Anal; Bexiga; Boca; Colo do útero; Corpo do útero; Esôfago; Estômago; Fígado; Infanto-juvenil; Intestino; Laringe; Leucemia; Linfoma de Hodgkin; Linfoma não Hodgkin; Mama; Ovário; Pâncreas; Pele melanoma; Pele não melanoma; Pênis; Próstata; Pulmão; Sistema Nervoso Central; Testículo e Tireoide.

7. Epidemiologia

7.1. ESTIMATIVAS de todas as neoplasias malignas corrigidas para sub-registro para 2020 é de 2.318,34‬ no BRASIL

7.1.1. HOMENS

7.1.1.1. CASOS: 387.980

7.1.1.1.1. TAXA BRUTA: 371,11

7.1.2. MULHERES

7.1.2.1. CASOS: 316.280

7.1.2.1.1. TAXA BRUTA: 277,11

8. Diagnóstico do Câncer

8.1. Alfa-fetoproteína: Tumor do fígado, tumores embrionários

8.2. Gonadotrofina coriônica: Tumores embrionários e placentários

8.3. Tirocalcitonina: Carcinoma medular de tiróide

8.4. Beta-2- Microglobulina: Mieloma múltiplo e linfoma maligno

8.5. CA 125: Carcinoma de ovário

8.6. CA 15-3: Carcinoma de mama

8.7. CA 19-9: Carcinoma de pâncreas, vias biliares e tubo digestivo

8.8. CA 72-4: Carcinoma de estômago e adenocarcinoma mucinoso de ovário

8.9. HTG: Carcinoma de tireóide

8.10. PAP: Carcinoma prostático

8.11. PSA: Carcinoma prostático

8.12. SCC: Carcinoma epidermóide do colo uterino, cabeça e pescoço, esôfago e pulmão

8.13. TPA: Carcinoma de bexiga

9. Exames Complementares:

9.1. - Solicitação de cintilografia hepatesplênica para detecção de metástases hepáticas, quando este exame não tem valor diagnóstico para esta finalidade.

9.2. - Solicitação de seriografia esôfagogastroduodenal, em lugar de duodenopancreatografia, para avaliação de tumor de cabeça de pâncreas.

9.3. - Solicitação de exame ultra-sonográfico de abdômen que apresenta drenos, feridas abertas, suturas recentes etc., já que estas condições invalidam o exame.

9.4. - Indicação de procedimento invasivo para avaliar a ressecabilidade de tumor, quando o caso não tem indicação de tratamento cirúrgico.

9.5. - Solicitação, no mesmo caso, tanto de ultra-sonografia como de tomografia computadorizada do abdômen para detectar metástases hepáticas, quando um só desses exames é suficiente para alcançar tal finalidade.

10. Fatores de risco

10.1. Alimentação, Atividade física, Bebidas alcoólicas, Exposição à radiação, Exposição no trabalho e no ambiente, Exposição solar, HPV e outras infecções, Hereditariedade, Peso corporal e Tabagismo.