Teoria Sintética da Evolução ou Neodarwinismo.

Feito e publicado por Giovanna Oliveira Munin

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Teoria Sintética da Evolução ou Neodarwinismo. por Mind Map: Teoria Sintética da Evolução ou Neodarwinismo.

1. Surgiu no século XX

1.1. Após o avanço genético

1.1.1. A teoria relaciona os estudos em genética, citologia, evolução, paleontologia, botânica e zoologia para sistematizar o processo de evolução e de diferenciação das espécies.

2. Lamarckismo

2.1. A teoria postulada por Jean-Baptiste Lamarck no século XIX.

2.1.1. Foi uma teoria refutada por darwin, mas muito importante para a quebra das barreiras criacionistas onde a igreja dominava a sociedade.

2.1.1.1. A teoria girava em torno de duas leis:

2.1.1.1.1. Lei do uso e desuso: Que dizia que os membros e órgãos mais utilizados se desenvolviam mais que os membros e órgãos não utilizados, podendo estes últimos até se atrofiar pelo desuso.

2.1.1.1.2. Lei da transmissão dos caracteres adquiridos: Essas alterações e modificações eram enviadas para as gônadas para que sejam formados gametas já com as modificações do organismo, podendo, dessa forma, gerar descendentes já adaptados.

3. Darwinismo

3.1. A teoria conhecida como Darwinismo contrapôs as ideias lamarckistas de tal forma que esta caiu em desuso.

3.1.1. Para Darwin, não era a vontade do organismo em se modificar que gerava melhor adaptação e sim uma seleção induzida pelas condições ambientais. Essa lei embasa toda a teoria darwinista e foi chamada de Seleção Natural.

3.1.1.1. O meio ambiente estabelece condições, adversas ou não, de Seleção Natural que determina os indivíduos mais aptos a sobreviverem.

4. Genética Mendeliana

4.1. Os estudos em Gregor Mendel em 1866 só foram redescobertos e reanalisados a partir de 1900.

4.1.1. Os estudos em Gregor Mendel em 1866 só foram redescobertos e reanalisados a partir de 1900.

4.1.1.1. E a partir desses estudos ele baseou sua tese em 2 leis:

4.1.1.1.1. Lei da Segregação dos Fatores: Todas as características de um organismo são determinadas por dois fatores que são separados na formação dos gametas. Com a fecundação ou união dos gametas, esses dois fatores oriundos de organismos diferentes se unem e a característica expressa é determinada com base numa relação de dominância entre um fator chamado de dominante, e o outro chamado de recessivo.

4.1.1.1.2. Lei da Segregação Independente: Características diferentes eram herdadas independentemente uma das outras. Ou seja, a herança de uma característica não está relacionada com a herança de outra.