AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM PACIENTES ENFERMOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM PACIENTES ENFERMOS por Mind Map: AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM PACIENTES ENFERMOS

1. ÍNDICE DE PROGNÓSTICO NUTRICIONAL: Instrumento utilizado em unidades de terapia intensiva, com o objetivo de auxiliar na prática clínica e no gerenciamento de cuidado

1.1. ASG - Método de avaliação nutricional que consta um questionário sobre o histórico clínico e exame físico do paciente

1.1.1. Mais usado em pacientes com nefropatia, neoplasias, hepatopatia, HIV positivo.

1.2. MAN - Considerada atualmente como a melhor avaliação para idosos, podendo classificá-los como bem nutridos, desnutridos ou risco de desnutrição

1.3. NRS 2002- Triagem de risco nutricional, que detecta o risco de desenvolver desnutrição, durante a internação hospitalar.

1.3.1. Especifico para pacientes internados em unidade de terapia intensiva (UTI), em estado grave, podendo ver a severidade da doença.

1.4. MUST - Utilizado quando não se pode medir peso e altura, pacientes acamados, para estimativas, sendo assim um instrumento de triagem nutricional.

1.4.1. Pacientes cirúrgicos, ortopédicos, em UTI e pode ser adaptado para gestantes e lactantes.

1.5. NUTRIC SCORE - Avalia risco nutricional para pacientes em UTI

1.6. MST - Ferramenta utilizada para o rastreamento de pacientes com risco de desnutrição. Adequada para uma unidade residencial de cuidados para idosos ou adultos internados. Os parâmetros da tela de nutrição incluem perda de peso e apetite.

2. Triagem Nutricional

2.1. Processo avaliativo com o objetivo de identificar pacientes desnutridos ou em risco de desenvolver desnutrição. Deve ser realizada nas primeiras 72h de internação do paciente.

3. Avaliação do Estado Nutricional

3.1. Conceitos subjetivos: - Exames físicos - Avaliação subjetiva global

3.2. Conceitos objetivos: - Antropometria - Composição corpórea - Consumo alimentar - Exames Laboratoriais

3.3. RETROSPECTIVOS:

3.3.1. Recordatório de 24h

3.3.1.1. Consiste na obtenção de relatos verbais sobre a ingestão alimentar das últimas 24 horas anteriores às consultas, com dados sobre os alimentos e bebidas consumidos, incluindo o preparo, e informações sobre peso e tamanho das porções ou medidas caseiras

3.3.2. Questionário Frequência Alimentar

3.3.2.1. Permite realizar uma lista do consumo de alimentos usual ao longo de um período e categorizar os alimentos investigados segundo frequência de consumo.

3.3.3. História Dietética

3.3.3.1. Semelhante ao R24h e ao QFA, tem o objetivo de obter informações sobre os hábitos alimentares atuais e passados, de forma mais detalhada sobre os tipos, tamanhos das porções, frequência de consumo e variações de tempo.

3.4. PROSPECTIVOS:

3.4.1. Registro alimentar estimado

3.4.2. Registro alimentar pesado

4. Anne Kimberly Sales Rebouças