DOCUMENTOS PSICOLÓGICOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
DOCUMENTOS PSICOLÓGICOS por Mind Map: DOCUMENTOS PSICOLÓGICOS

1. DECLARAÇÃO

1.1. Tem por finalidade registrar, de forma objetiva e sucinta, informações sobre a prestação de serviço realizado ou em realização.

1.1.1. Acompanhamento psicológico realizado ou em realização;

1.1.2. Comparecimento da pessoa atendida e seu(sua) acompanhante;

1.1.3. Informações sobre tempo de acompanhamento, dias e horários.

1.2. Estrutura

1.2.1. Deve ser escrito em texto corrido e sem parágrafos.

1.2.2. Título: Declaração

1.2.3. Identificação da pessoa atendida - CPF/RG.

1.2.4. Descrição da razão ou motivo do documento

1.2.5. Informações sobre local, dias, horários e duração de acompanhamento psicológico.

1.2.6. Local, data de emissão, assinatura, carimbo(CRP).

1.3. É vedado o registro de sintomas, situações ou estados psicológicos.

2. RELATÓRIO

2.1. Relatório Psicológico

2.1.1. Comunica descritivamente a atuação profissional em determinado caso, podendo gerar orientações, recomendações, encaminhamentos e intervenções.

2.1.2. Estrutura

2.1.2.1. Título: Relatório Psicológico

2.1.2.2. Identificação

2.1.2.2.1. Nome da pessoa atendida, solicitante, finalidade do documento e nome do autor(CRP).

2.1.2.3. Descrição da Demanda

2.1.2.4. Procedimento

2.1.2.4.1. Recursos e instrumentos técnicos utilizados para coleta de dados(número de encontros, tempo de duração do processo)

2.1.2.5. Análise

2.1.2.5.1. Devem constar as principais características e evolução do trabalho realizado.

2.1.2.6. Conclusão

2.1.2.6.1. Pode constar encaminhamento, orientação e sugestão de continuidade do atendimento ou acolhimento.

2.1.2.7. Local, data de emissão, assinatura, carimbo(CRP).

2.2. Relatório Multiprofissional

2.2.1. É um documento resultante da atuação da(o) psicóloga(o) em contexto multiprofissional, podendo ser produzido em conjunto com profissionais de outras áreas desde que preserve a autonomia e ética profissional da equipe.

2.2.2. Estrutura

2.2.2.1. Título: Relatório Multiprofissional

2.2.2.2. Identificação

2.2.2.2.1. Identificação dos autores(inscrição), solicitante, pessoa atendida, e finalidade do documento.

2.2.2.3. Descrição da Demanda

2.2.2.4. Procedimento

2.2.2.4.1. Descrever além dos procedimentos psicológicos, os procedimentos realizados pelos demais profissionais de forma sucinta.

2.2.2.4.2. Os procedimentos e/ou técnicas privativas do psicólogo, deve ser separado dos demais profissionais.

2.2.2.5. Análise

2.2.2.5.1. Descrever a análise de todos os profissionais em tópicos.

2.2.2.5.2. Tópicos: Nome, área profissional e inscrição profissional.

2.2.2.6. Conclusão

2.2.2.6.1. Pode ser realizada em conjunto com os demais profissionais.

2.2.2.6.2. Deve ser elaborado a partir da análise.

2.2.2.6.3. Encaminhamento, orientação, sugestão de continuidade do atendimento e acolhimento.

2.2.2.7. Local, data de emissão, assinatura de todos os profissionais, carimbo com inscrição profissional de todos da equipe.

2.3. Não tem como finalidade produzir diagnóstico psicológico.

2.4. Diferente do Laudo, o Relatório não envolve um processo de Avaliação Psicológica.

2.5. Colocar numeração das páginas e rubricar as laudas até a penúltima folha.

3. DOCUMENTOS PROCEDENTES DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

3.1. ATESTADO

3.1.1. Certifica, com fundamento no diagnóstico psicológico, uma determinada situação, estado ou funcionamento psicológico.

3.1.1.1. Justificar afastamentos e/ou dispensa

3.1.1.2. Justificar faltas e impedimentos

3.1.1.3. Justificar estar apto ou não para atividades específicas

3.1.2. Estrutura

3.1.2.1. Deve ser escrito em texto corrido e sem parágrafos.

3.1.2.2. Título: Atestado Psicológico

3.1.2.3. Identificação da pessoa atendida e solicitante.

3.1.2.4. Finalidade do documento

3.1.2.5. Descrição das condições psicológicas ou processo de avaliação psicológica, respondendo a finalidade do documento.

3.1.2.5.1. Caso necessário, pode-se utilizar o CID e hipóteses diagnósticas.

3.1.2.6. Local, data de emissão, assinatura, carimbo(CRP).

3.1.3. Não corresponde a diagnóstico nosológico, mas sim a descrição relativo aos construtos avaliados.

3.2. LAUDO

3.2.1. O laudo psicológico é o resultado de um processo de avaliação psicológica, com finalidade de subsidiar decisões relacionadas ao contexto em que surgiu a demanda.

3.2.2. Estrutura

3.2.2.1. Título: Laudo Psicológico

3.2.2.1.1. Poderá colocar subtítulo especificando o processo.

3.2.2.2. Identificação

3.2.2.2.1. Nome da pessoa atendida, solicitante, finalidade do documento e nome do autor(CRP).

3.2.2.3. Descrição da demanda

3.2.2.4. Procedimento

3.2.2.4.1. Deve apresentar o raciocínio técnico-científico que justifique o processo e os recursos utilizados, especificando o referencial teórico metodológico que fundamente suas análises, interpretações e conclusões.

3.2.2.4.2. É necessário explicitar os recursos usados, as fontes fundamentais e complementares usadas.

3.2.2.5. Análise

3.2.2.5.1. Relatar somente o que for necessário para responder a demanda, tal qual disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo.

3.2.2.6. Conclusão

3.2.2.6.1. Deve ser apresentada a partir dos resultados e análises realizados.

3.2.2.6.2. Encaminhamento/intervenções, diagnóstico/hipótese diagnóstica ou orientação/sugestão de projeto terapêutico.

3.2.2.7. Referências

3.2.2.8. Local, data de emissão, assinatura, carimbo(CRP).

3.2.3. Colocar numeração das páginas e rubricar as laudas até a penúltima folha.

3.2.4. Deve fornecer apenas as informações necessárias e relacionadas à demanda,

4. PARECER

4.1. Documento onde um parecerista especializado apresenta uma análise técnica, respondendo a uma questão problema do campo psicológico ou a documentos psicológicos questionados.

4.2. Estrutura

4.2.1. Título: Parecer Psicológico

4.2.2. Identificação

4.2.2.1. Nome da pessoa ou instituição objeto do questionamento, solicitante, finalidade e nome do autor(CRP).

4.2.3. Descrição da demanda

4.2.3.1. Informações referentes à demanda e finalidades do parecer.

4.2.4. Análise

4.2.4.1. Análise minuciosa da demanda e argumentada com base nos fundamentos éticos, técnicos e/ou conceituais, e normativas vigentes que regulam e orientam o exercício profissional.

4.2.5. Conclusão

4.2.5.1. Posicionamento do psicólogo em relação à questão-problema ou documentos psicológicos questionados.

4.2.6. Referências

4.2.7. Local, data de emissão, assinatura, carimbo(CRP).

4.3. Exige do psicólogo, conhecimento específico e competência no assunto questionado.

4.4. Não é um documento resultante de A.P. ou intervenção psicológica.

4.5. Colocar numeração das páginas e rubricar todas as folhas.