Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
filosofia por Mind Map: filosofia

1. idealismo Alemão

2. O idealismo alemão é uma corrente filosófica do século XIX, que se enquadra dentro do espírito romântico de sua época. O mais representativo desta tendência é o filósofo Hegel e em segundo plano está Fichte e Schelling.

2.1. i

3. Após o Iluminismo, novas ideias surgiram para debater os problemas levantados no século das luzes. O idealismo alemão, uma corrente muito importante para filosofia, também surgiu assim. Venha acompanhar o que ocorreu com a filosofia após as teorias de Immanuel Kant.

3.1. Após o Iluminismo, novas ideias surgiram para debater os problemas levantados no século das luzes. O idealismo alemão, uma corrente muito importante para filosofia, também surgiu assim. Venha acompanhar o que ocorreu com a filosofia após as teorias de Immanuel Kant.

4. A abordagem de Hegel está baseada na ideia de que a natureza e o espírito são a consequência do absoluto. Na verdade, a filosofia é a ciência do absoluto e esta afirmação está baseada no seguinte argumento:

5. 1 numa primeira fase os ideais são concebidos por si só e a partir deste nível o espírito humano parte da subjetividade; 2 numa segunda fase os ideais são compreendidos fora de si, ou seja, através da natureza, uma reflexão que faz parte do espírito objetivo;

6. Friedrich Nietzsche foi um filólogo (estudioso de línguas clássicas, como o latim e o grego antigo), poeta e filósofo alemão contemporâneo, autor de uma vasta e polêmica obra.

7. O pensamento pós-kantiano, que pode ser datado entre 1780 e 1850, e situado principalmente nas universidades de Iena e Berlim (Alemanha), ficou conhecido como idealismo alemão. Em comum, além do fato de trabalharem sobre a obra de Kant, esses filósofos tentaram construir um sistema ideal de pensamento que explicasse todas as coisas do mundo....

8. Existencialismo é um termo utilizado para designar o movimento filosófico e literário que teve início entre diversos pensadores em meados do século XX e que foi majoritariamente representado por filósofos franceses, mas que também foi atribuído a pensadores alemães como Martin Heidegger (1889 – 1976) e Karl Jaspers (1883 – 1969). A criação do termo é comumente atribuída ao filósofo francês Gabriel Marcel (1889 – 1973).

9. Jean-Paul Sartre (1905 – 1980), talvez o mais conhecido e importante entre eles, que nega que o ser humano possua uma essência que o determine e afirma que tal determinação é dada pela própria experiência existencial de cada um. A frase mais famosa desse filósofo francês é o que define esta concepção: “a existência precede a essência”.

10. Considerado o “Pai do Existencialismo”, Sören Kierkegaard (1813-1855) foi um filósofo dinamarquês. Fez parte da linha do existencialismo cristão, no qual defende, sobretudo, o livre-arbítrio e a irredutibilidade da existência humana.

11. Da mesma maneira que outros existencialistas, Kierkegaard focou na preocupação pelo indivíduo e pela responsabilidade pessoal.

12. Os três estágios da existência - Kierkegaard , o estádio estético ,o estádio ético e o estádio religioso.