Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
MIP por Mind Map: MIP

1. Diversos inimigos naturais controlam bem o ácaro da leprose, tais como Stethorus sp e Delphastus sp.

2. A doença ataca também os ramos e folhas, quando em maior nível de infestação, onde provocam manchas marrons circundadas por um halo amarelado

3. Ácaro da leprose dos citros

4. Os frutos atacados pelas moscas apresentam sintomas bem característicos, com aparecimento de halo de coloração escura com aproximadamente 2 cm de diâmetro em volta do local onde foi feita a postura

5. Apresenta um ciclo variando de 25 a 35 dias, sendo: ovo, larva, pupa e adulto

6. Moscas-das-frutas

7. Possuem um ciclo por ano

8. As árvores atacadas pela vespa-da-madeira apresentam, geralmente, os seguintes sintomas: respingos de resina, amarelecimento da copa, manchas azuladas.

9. vespa-da-madeira

10. parasitam cerca de 250 ovos em toda sua vida.

11. É um parasitóide específico de ovos de S.frugiperda

12. Telenomus remus

13. O monitoramento efetivo de ovos, lagartas, pupas e de adultos de H. armigera é considerado o fator chave para a implementação com êxito das estratégias de manejo dessa praga

14. Ciclo de vida de 30 até 45 dias, passando pelas fases de ovo, lagarta, pupa e adulto.

15. Helicoverpa armigera

16. Para o controle o ideal é que seja realizado na fase de ovo, para isso utilizam as vespas trichogramma.

17. O ciclo completo é dependente de questões climáticas e pode girar em torno de 30 dias

18. Lagarta-do-cartucho

19. O controle é realizado com:

20. O ciclo desssa praga vai de 19 à 87 dias, passando pela fase de ovo, lagarta, crisalda e adulto.

21. brachygastra lecheguana

22. Bicho mineiro

23. A ação deste inimigo natural muitas vezes é capaz de manter a população do bicho-mineiro em densidades inferiores ao nível de dano econômico

24. Os danos causados pela broca do café podem ser: queda prematura dos frutos, perda de massa, incapacita sua função germinativa e etc.

25. Seu ciclo dura de 20 à 37 dias, passando pela fase de ovo, larva, pré-pupa, pupa e adulto.

26. Broca do café

27. Alimentam-se de ninfas da Mosca-branca, destruindo sua presa muito rapidamente

28. Adultos e larvas alimentam-se de Mosca-branca, cochonilhas, pulgões, ácaros e tripes.

29. Chrysoperla externa

30. Ataque da praga ocorre entre 70 e 120 dias de idade da planta e atacam estruturas reprodutivas.

31. Seu ciclo de vida dura em torno de 45 dias e passa pela fase de ovo, lagarta, pupa e adulto.

32. Lagarta-das-maçãs

33. Danos indiretos: Vetor de vírus, principalmente do grupo geminivírus e do vírus do mosaico comum

34. Danos diretos: Sucção da seiva elaborada, folhas amarelam, secam e caem.

35. Mosca branca

36. As vespinhas devem ser transportadas ao campo com muito cuidado, pois não podem ficar expostas ao sol nem sofrer variações bruscas de temperatura.

37. A liberação deve ocorrer sempre que a população atingir o mínimo de 10 lagartas da broca da cana (maiores do que 1,5cm) por hora/homem de coleta.

38. Cotesia flavipes

39. A broca da cana-de-açúcar pode ser controlada por meio de: plantio de variedades resistentes ou tolerantes; corte de cana sem desponte;

40. Realizar controle cultural, microbiano e através do uso de iscas. O controle químico deve ser realizado através de pulverizações com inseticidas específicos, registrados para a cultura.

41. É uma praga primária da cultura da cana-de-açúcar

42. Bicudo da Cana-de-açúcar

43. Prejuízos diretos causados pela abertura de galerias:perda de peso e morte das gemas; tombamento pelo vento.

44. Broca-da-cana-de-açúcar

45. Em seu modo de ação ele oviposita nos ovos dos insetos pragas, interferindo na reprodução da praga.

46. Grupo de inimigos naturais mais estudados e utilizados no mundo.

47. Trichogramma pretiosum

48. O nível de ação deve ser de 2 a 1 percevejo por metro linear.

49. Um meio de controle seria o uso de trichogramma pretiosum

50. É recomendado que o controle seja feito caso encontre em média 40 lagartas>1,5 cm por fileira

51. Lagarta da soja

52. percevejo verde

53. Monitoramento da lavoura (contagem direta).

54. Tem como seu maior inimigo natural a joaninha.

55. Corpo oval, cor preta com élitros vermelhos e manchas pretas.

56. Predador muito eficiente de afídeos (pulgões)

57. Joaninha

58. Podem causar problemas no período do emborrachamento do trigo

59. Controle químico (uso de inseticidas e tratamento de sementes).

60. Pulgão

61. Percevejo barriga verde

62. Trigo

63. Soja

64. Cítrus

65. Florestais

66. Milho

67. Cana-de-açúcar

68. Café

69. Algodão