PSICOLOGIA EXPERIMENTAL

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PSICOLOGIA EXPERIMENTAL por Mind Map: PSICOLOGIA EXPERIMENTAL

1. PUNIÇÃO

1.1. POSITIVO

1.1.1. Contingência em que um comportamento produz a apresentação de um estímulo que reduz sua probabilidade de ocorrência futura.

1.1.1.1. Punição positiva: diminui a probabilidade de o comportamento ocorrer novamente pela adição de um estímulo aversivo ao ambiente

1.2. NEGATIVO

1.2.1. A consequência de um comportamento é a retirada de reforçadores. Tornará o comportamento menos provável no futuro

1.2.1.1. Punição negativa: diminui a probabilidade de o comportamento ocorrer novamente pela retirada de um estímulo reforçador do ambiente.

2. REFORÇO

2.1. POSITIVO

2.1.1. Insiro algum estímulo

2.1.1.1. Isso aumenta a probabilidade de ocorrência daquele comportamento

2.2. NEGATIVO

2.2.1. Retiro algum estímulo

2.2.1.1. Isso aumenta a probabilidade de ocorrência daquele comportamento

3. MODELAGEM

3.1. IMEDIATICIDADE DO REFORÇO

3.1.1. REFORÇO DEVE ACONTECER IMEDIATAMENTE APÓS O COMPORTAMENTO

3.2. REFORÇO DIFERENCIAL

3.2.1. REFORÇAR ALGUMAS RESPOSTAS E EXTINGUIR OUTRAS

3.3. APROXIMAÇÕES SUCESSIVAS

3.3.1. EXIGIR GRADUALMENTE COMPORTAMENTOS MAIS PRÓXIMOS DO COMPORTAMENTO ALVO

4. OPERANTES DISCRIMINATIVOS

4.1. GENERALIZAÇÃO

4.1.1. Circunstâncias em que uma resposta é emitida na presença de novos estímulos que partilham de alguma propriedade física com o Sd, na presença do qual a resposta fora reforçada no passado.

4.2. DISCRIMINAÇÃO

4.2.1. Circunstâncias em que uma resposta é emitida na presença de estímulos específicos

5. ESQUEMAS DE REFORÇAMENTO

5.1. CONTÍNUO

5.1.1. Toda a resposta é seguida do reforçador

5.2. INTERMITENTE

5.2.1. INTERVALO

5.2.1.1. FIXO

5.2.1.1.1. O período entre o ultimo reforçador e a disponibilidade do próximo reforçador é sempre o mesmo para todos os reforçamentos.

5.2.1.2. VARIÁVEL

5.2.1.2.1. Os intervalos entre o último reforçador e a próxima disponibilidade não são os mesmos, são variáveis.

5.2.2. RAZÃO

5.2.2.1. FIXA

5.2.2.1.1. O número de respostas exigido para a apresentação de cada reforçador é sempre o mesmo.

5.2.2.1.2. O número de respostas exigido para a apresentação de cada reforçador é sempre o mesmo.

5.2.2.2. VARIÁVEL

5.2.2.2.1. Nesse esquema o número de respostas entre cada reforçador se modifica.

6. EXTINÇÃO

6.1. SUSPENSÃO REFORÇO = PROCEDIMENTO DE EXTINÇÃO

6.2. DIMINUIÇÃO DE FREQUÊNCIA = PROCESSO DE EXTINÇÃO

6.3. RESISTÊNCIA À EXTINÇÃO

6.3.1. Tempo ou número de vezes que um organismo continua emitindo uma resposta após suspensão do reforço

6.3.2. Quanto mais tempo o comportamento continua a ser emitido sem ser reforçado, maior será a resistência à extinção