Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Estética por Mind Map: Estética

1. o que é estética ?

1.1. A estética, também chamada de filosofia da arte, é um dos campos do conhecimento filosófico. É originado da palavra grega aisthesis, que significa "apreensão sensorial", "percepção". É uma forma de compreender (compreender) o mundo através dos cinco sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato).

2. o que é belo ?

2.1. 1.que tem formas e proporções harmônicas; bonito. "b. escultura" 2.que produz uma viva impressão de deleite e admiração.

3. estética na antiguidade :

3.1. nos tempos antigos Especialmente para Platão, Aristóteles e Plotino, a estética se fundiu com a lógica e a ética. Beleza, bondade e verdade formam uma unidade com a obra. A essência da beleza será realizada combinando coisas boas com valores morais.

4. estética medieval :

4.1. A estética medieval se refere à filosofia geral da beleza durante o período medieval. Embora a Estética não tenha existido como um campo de estudo durante a Idade Média, pensadores influentes ativos durante o período discutiram a natureza da beleza e, portanto, uma compreensão da estética medieval pode ser obtida em seus escritos. A estética medieval é caracterizada por sua síntese das concepções de beleza clássicas e cristãs. O pensamento de Aristóteles e Platão, emoldurado pelo neoplatonista Plotino, colocava ênfase em conceitos como harmonia, luz e simbolismo. Em contraste, as leituras da Bíblia inspiraram uma interrogação sobre a relação entre a natureza e o divino. [2] Os escritos de Santo Agostinho e Pseudo-Dionísio integraram Platão e Plotino com a doutrina da Igreja primitiva, enquanto Santo Tomás de Aquino incorporou a filosofia aristotélica em sua discussão sobre a beleza da natureza.

5. estética moderna :

5.1. Na era moderna esta disciplina amadureceu ainda mais, graças aos trabalhos de Lessing, Hutcheson, Hume e principalmente Kant que, em sua Crítica da faculdade do juízo, revela como se adquire a certeza da concretização do juízo sobre o belo, uma vez que este julgamento não pode ser submetido à práxis nem a normas, e é inerente à esfera do prazer. Ele atinge uma conclusão, a de que há um equilíbrio entre a compreensão e a imaginação, o que pode ser captado por qualquer indivíduo; assim é possível se compartilhar com outras pessoas os juízos de gosto, o que proporciona a devida objetividade.

6. estética conteporânea :

6.1. Contemporaneamente, a estética, tendo renunciado em princípio a todo cânone, é caracterizada por uma abundância de correntes, cada uma constituindo suas teorias particulares. A sensibilidade estética pode enquadrar-se em várias categorias sendo as principais o belo, sublime, bonito, poético, gracioso, etc. O belo decorre do equilíbrio oriundo da perfeita combinação de todos os elementos esteticamente relevantes. O sublime nasce exatamente da exacerbação do belo.