Vias da Administração de Fármacos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Vias da Administração de Fármacos por Mind Map: Vias da Administração de Fármacos

1. Diretamente na veia nos membros superiores, pois não sofre absorção por causa do tempo de latência é igual a zero e essa administração está diretamente na corrente sanguínea.

1.1. Soluções insolúveis ou oleosas causam trombos, precipitação, entre outros.

1.1.1. Epiderme, derme, hipoderme e músculo.

1.1.1.1. VANTAGEM = rápido, controle da dose, entre outros. DESVANTAGEM = reação analifática, intoxicação, pode criar trombos, entre outros

2. VIA RESPIRATÓRIA

2.1. Parenteral

2.1.1. Enteral Transmucosa

2.1.1.1. Absorção rápida e tempo de latência imediato

2.1.1.1.1. Possibilita absorção mais local

3. INSTILAÇÃO NASAL

3.1. Ação local

3.1.1. serve para tratar infecções e alívios da congestão nasal.

3.1.1.1. O medicamento é de forma líquida introduzido gota a gota.

3.1.1.1.1. Fármacos = Corticosteroides (sinusite) descongestionantes nasais e anti-histamínícos

4. VIA ENTERAL

4.1. VIA ORAL

4.1.1. É mais longa do que a via intramuscular e intravenosa (arterial)

4.1.1.1. Pode ser utilizado no ambiente hospitalar ou doméstico.

4.1.1.1.1. Metabolismo de primeira passagem (pré-sistêmico) - primeiro vai para o estômago depois do intestino onde P.A é absorvido na circulação sistêmico.

4.1.1.1.2. VANTAGEM = seguro , econônimico, extensão de absorção, entre outros; DESVANTAGEM = intoxicação, eficácia reduzida, entre outros.

4.2. VIA RETAL

4.2.1. Aqueles pacientes que não conseguem receber medicamento em via oral; menor biodisponibilidade.

4.2.1.1. Corta a passagem no fígado; caminho do fármaco = Plexo Hemorroidário - Veia Cava inferior - Coração - Circulação

4.2.1.1.1. VANTAGEM = local, sistêmicos, emenese (vômitos), entre outros; DESVANTAGEM = incomoda, lesões, irritação do local, entre outros.

4.3. VIA SUBLINGUAL OU PERLINGUAL

4.3.1. Mais rápido do que via oral ou via retal. Evita o efeito de 1ª viagem, porque a drenagem venosa é para veia cava superior.

4.3.1.1. Fármacos= lipossolúveis;

4.3.1.1.1. VANTAGEM = Resposta Rápida, fármaco instável no pH gástrico e fármacos passam direto para circulação sistêmico; DESVANTAGEM = salivação excessiva, substâncias irritantes e a falta de colaboração do paciente.

5. O QUE É FARMACOLOGIA?

5.1. É a ciência que estuda os efeitos dos elementos químicos no organismo.

5.1.1. Conceitos básicos importantes:

5.1.1.1. DROGA = é a substância de composição conhecida ou modifica a sua função etiológica.

5.1.1.2. REMÉDIO = é um recurso utilizado para curar ou aliviar sintomas.

5.1.1.3. MEDICAMENTO = é um produto farmacêutico elaborado em farmácias ou indústrias farmacêuticas, porém nem toda droga é um fármaco.

5.1.1.4. FÁRMACO = é a estrutura química definida que essa propriedade pode modificar uma função fisiológica.

6. CLASSIFICAÇÃO DAS VIAS DE ADMINISTRAÇÃO:

6.1. Local

6.1.1. Tópica; Efeitos sistêmicos/ Nível do Sistema Nervoso Central (SNC)

6.2. Sistêmico

6.2.1. VIA ENTERAL = Fármacos passam pelo trato gastrointestinal.

6.2.1.1. Pode ser: via oral (trato digestório no organismo), via retal e sublingual ou perlingual (enteral transmucosa)

6.2.2. VIA PARENTAL = Fármacos não passam pelo trato gastrointestinal.

6.2.2.1. Vias: intradérmica, subcutânea, intramuscular, intramuscular, intravascular, intraperitoneal, raquidiana ou peridural, intracanal, intracardíaca (ressuscitação), intraóssea ou intramedular, intrapleural e intra-articular.

7. VIA PARENTAL

7.1. VIA INTRADÉRMICA

7.1.1. A posição é de 15º

7.1.1.1. Avascularização; muito inervada; o medicamento é aplicado entre derme e epiderne e, muitas vezes, gera lesões no tecido.

7.1.1.1.1. É utilizada para para vacinas, diagnósticos, provas de PPD (seria a vacina contra tuberculose - baixa absorção), provas alérgicas e aplicações de vacina BCG (Bacilo de Calmette- Guérin)

7.2. VIA SUBCUTÂNEA

7.3. VIA INTRAMUSCULAR

7.3.1. Mais inervada, ou seja, a sensação de dor, é considerada mais rápida do que do que a Via Oral e a medicação é introduzida pelo hipoderme.

7.3.1.1. Usada para vacinas, anticoagulantes, hipoglicemiantes, hormônios e pequeno volume.

7.3.1.1.1. VANTAGEM = é seguro e efeito sistêmico mais rápido que administração pela via oral. DESVANTAGEM = pode criar obcessos, necrose, exige conhecimento técnico anatômico, entre outros

7.3.2. A posição é de 90º

7.4. VIA INTRAVENOSA

7.4.1. Intravascular

7.4.1.1. A posição é de 45º

7.4.1.1.1. É considerada rápida, o músculo deve ser bem desenvolvido e fácil acesso para que não tenha nervos superficiais e vasos de grande calibre

8. VIA INALATÓRIA

8.1. É uma via de administração por eliminação, ou seja, maior concentração no pulmão, menor efeitos colaterais.

8.1.1. uso de nebulizadores

8.1.1.1. Fármacos = Glicocorticoides, anestésicos voláteis e gasosos, entre outros

8.1.1.1.1. Menos efeitos colaterais

9. VIA TÓPICA

9.1. Efeito localizado

9.1.1. Ajuda a circulação sistêmica; absorção transdermicas com efeitos sistêmicos.

9.1.1.1. A indicação é para aquelas pessoas que tem dores, possuem cicatrizações de feridas e também pessoas que tem a prurida (coceira).

9.1.1.1.1. Fármacos: cremes, géis, entre outros