Economia e Sistemas Econômicos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Economia e Sistemas Econômicos por Mind Map: Economia e Sistemas Econômicos

1. Definições

1.1. Economia é uma ciência social que que estuda as necessidades humanas a fim de satisfazê-las por meio da utilização de recursos escassos na produção de bens e serviços.

1.2. Organização econômica consiste em um conjunto de práticas adotadas

1.3. Problemas econômicos fundamentais:

1.3.1. O que e quanto produzir

1.3.2. Como produzir

1.3.3. Para quem produzir

1.4. Liberalismo econômico defende a soberania do mercado, onde o mercado tem de preocupar apenas com a estabilidade monetária e o estado tem o papel de guardião da moeda.

2. Escassez como regente da economia

2.1. Objeto de estudo da ciência economica

2.2. Tem como origem as necessidades humanas limitadas e restrição física de recursos decorrentes de fatores como:

2.2.1. Crescimento populacional

2.2.2. Desejo contínuo para elevação do padrão de vida ( Elevação do status social)

2.2.3. Evolução tecnológica que promove o surgimento de novas necessidades. (Ex:. computador, celular, freezer.)

2.3. Fator determinante para a existência dos estudos sobre economia.

2.4. Obriga as sociedades a lidarem com os problemas econômicos fundamentais.

3. Organizações econômicas

3.1. Resolve os questionamentos basais sobre o que, quanto, como e para quem produzir.

3.2. Se organizam de duas formas principais:

3.2.1. Economia de mercado (descentralizada)

3.2.2. Economia planificada (centralizada)

3.3. Difere dos sistemas polítcos apesar de serem diretamente afetados pelos mesmos.

4. Sistema de concorrência pura

4.1. Mercado com flutuação autorregulatória, onde não há participação do Estado e os preços são definidos a partir da oferta e demanda.

4.1.1. Excesso de ofertas= diminuição dos preços dos produtos para evitar grandes estoques nas empresas.

4.1.2. Excesso de demanda= Preços tendem a aumentarem uma vez que existe alta procura por produtos escassos.

4.2. A resolução dos problemas econômicos fundamentais se dá por meio de:

4.2.1. Produtores

4.2.1.1. Decidem O QUE E QUANTO vão produzir segundo o preço dos bens e serviços. Produtos com maior rentabilidade têm sua produção aumentada.

4.2.2. Empresas

4.2.2.1. Definem COMO PRODUZIR avaliando o emprego de tecnologias e recursos adequados.

4.2.3. Mercado de fatores

4.2.3.1. Define PARA QUEM PRODUZIR por meio do encontro de demanda e ofertas dos serviços dos fatores de produção. Sendo assim, quem possuir renda suficiente para pagar pelos produtos ofertados participa da distribuição.

4.3. Base para o liberalismo econômico

4.4. As principais críticas a este modelo estão relacionadas com o fato de não ser capaz de promover a distribuição de renda igualitária e de que os preços do mercado nem sempre flutuam livremente.

4.5. Apesar das problemáticas existentes, alguns mercados se aproximam deste modelo. Ex:. Hortifrutigranjeiro.

5. Sistema de mercado misto

5.1. O governo (estado) desempenha papel econômico sob a justificativa de acabar com a distorções na distribuição de recursos, promovendo melhorias no padrão de vida da sociedade atuando sobre:

5.1.1. A formação de preços, corrigindo impostos e subsídios. Ex;. Salário mínimo e taxa de juros.

5.1.2. Complementando a iniciativa privada principalmente em infra-estrutura básica. Ex;. Energia e estradas.

5.1.3. Fornecimento de serviços públicos. Ex:. Iluminação, água e saneamento.

5.1.4. Fornecimento de bens públicos.Ex;. educação e justiça.

5.1.5. Compra de bens e serviços do setor privado.

6. Sistema de economia centralizada

6.1. Os problemas econômicos fundamentais são resolvidos por uma Agência ou Órgão Central de Planejamento.

6.2. Os meios de produção são de propriedade pública.

6.3. Apresenta caraterísticas como:

6.3.1. As empresas possuem quotas fiscais de matéria-prima, dessa forma não gastam com a produção, apenas registram os valores.

6.3.2. Os preços dos bens de consumo são determinados pelo governo. Geralmente bens essenciais são subsidiados e bens considerados supérfluos são taxados.

6.3.3. Parte dos lucros obtidos vai para o governo, parte é destinada para o investimento em empresas e outra parte ainda é dividida entre trabalhadores e administradores.

6.3.4. Caso o governe considere alguma indústria fundamental para o país, o setor recebe subsídios ainda que acarrete em prejuízos.